Home
Estudos
EBD
Discipulado
 Mapas
Figuras1
 Figuras2
Fotos
Igreja
Link's
Corinhos
Ervália
Eu
 
 
 
LIÇÃO 6- A PROMESSA DA PAZ INTERIOR
AS PROMESSAS DE DEUS PARA A SUA VIDA 
"NÃO TEMAS, DEUS VOS TEM DADO UM TESOURO" (Gn 43.23).
Comentários do Pr. Geremias do Couto. - CPAD.
Complementos para auxílio ao professor e ao aluno: Ev. Luiz Henrique
QUESTIONÁRIO
 
 
 
 
TEXTO ÁUREO:
 "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize" (Jo 14.27).
 
VERDADE PRÁTICA
A verdadeira paz não está em palácios ou nos mais diversos acordos humanos; ela é obtida em CRISTO, o Príncipe da Paz.
 
Leitura Bíblica Em Classe: Jo 14.25-31; Cl 3.15
Jo 14.25  Tenho-vos dito isto, estando convosco.
26   Mas o Consolador, o ESPÍRITO SANTO, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito.
27   Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou. Não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.
28   Ouvistes que eu vos disse: Vou, e voltarei para vós. Se me amásseis, alegrar-vos-íeis porque eu vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu.
29   Eu vos disse agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis.
30   Já não falarei muito convosco, pois se aproxima o príncipe deste mundo. Ele nada tem em mim,
31   mas é para que o mundo saiba que eu amo o Pai, e que faço como o Pai me ordenou. Levantai-vos, vamo-nos daqui.
 
Cl 3.15   E a paz de Deus, para a qual fostes chamados em um só corpo, domine em vossos corações. E sede agradecidos.
 
OBS.: A paz que a lição nos fala é interior, pois exteriormente vivemos em guerra contra o reino das trevas.
Somos perseguidos, maltratados, humilhados, esbofeteados, presos, expulsos, xingados, mas estamos em paz, porque temos paz com DEUS. Somos salvos.
    Sem dúvida o maior bem que JESUS poderia deixar aos seus discípulos era a paz; depois de entregar seu espírito ao pai, seu corpo para ser enterrado por José de Arimatéia, sua roupa aos soldados romanos, sua mãe aos cuidados de João, agora não deixou nenhuma riqueza material aos mesmos, porém deixou o que eles mais necessitavam no momento, A PAZ.
 
PAZ: Tranqüilidade de alma.
Estabelecerei paz na terra,
Lv 26.6.
Em paz me deito e logo pego no sono,
SI 4. 8.
Procura a paz, e empenha-te por alcançá-Ia,
SI 34.14.
Deleitarão na abundância de paz,
SI 37. 11.
O homem de paz terá posteridade,
SI 37.37.
A justiça e a paz se beijaram,
SI 85.10.
Grande paz têm os que amam a tua lei,
SI 119.165.
Orai pela paz de Jerusalém!
SI 122.6.
Acrescentarão anos de vida e paz,
Pv 3.2.
Tempo de guerra, e tempo de paz,
Ec 3. 8.
O seu nome será... Príncipe da Paz,
Is 9.6
Conservarás em perfeita paz aquele.
Is 26.3.
O efeito da justiça será paz.
Is 32.17.
Seria a tua paz como um rio,
Is 48.18.
Para os perversos não há paz,
Is 48.22; 57.21.
Que formosos... que faz ouvir a paz,
Is 52.
Criei a paz, para os que estão longe e ...
Is 57.19.
Desconhecem o caminho da paz, Is 59.8,
Rm 3.17.
Estenderei sobre ela a paz como um rio,
Is 66.12.
Paz, paz; quando não há paz,
Jr 6 .4; 8.11.
Casa for digna, venha sobre ela a vossa paz,
Mt 10.13.
Não penseis que vim trazer paz, 
Mt 10.34.
Tende paz uns com os outros,
Mc 9.50.
Para dirigir os nossos pés pelo caminho da paz,
Lc 1.79.
Paz na terra entre os homens,
Lc 2; 14.
Pedindo-lhe condições de paz,
Lc 14.32.
Paz no céu e glória nas maiores alturas!
Lc 19.38.
Paz seja convosco,
Lc 24.36; Jo 20.19.
Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou,
Jo 14.27.
A igreja tinha paz por toda a Judéia,
At 9. 31.
Anunciando-lhes o evangelho da paz,
At 10.36.
Justificados... tenhamos paz, com DEUS,
Rm 5. 1.
O do ESPÍRITO, para vida e paz,
Rm 8. 6.
Tende paz com todos os homens,
Rm 12.18.
O reino de DEUS não é... mas justiça e paz,
Rm 14.17.
Encha de todo o gozo e paz,
Rm 15.13.
Não é de confusão, e, sim, de paz,
1 Co 14.33.
Vivei em paz, e o DEUS de amor e de paz,
2 Co 13.11
Fruto do ESPÍRITO ... paz,
GI .5.22.
Ele é a nossa paz, 
Ef 2.14.
Evangelizou paz, 
Ef 2.17.
Unidade do ESPÍRITO no vínculo da paz,
Ef 4.3.
A paz de DEUS que excede,
Fp 4.7.
Feito a paz pelo sangue,
Cl 1.20.
Seja a paz de CRISTO o árbitro em 'vossos corações,
CI 3.15.
Andarem dizendo: paz e segurança,
1 Ts 5.3.
Vivei em paz uns com os outros,
1 Ts 5.13.
Senhor da paz... vos dê continuamente a paz,
2 Ts 3.16.
Segue ... a paz com os que de coração puro,
2 Tm 2.22.
Rei de paz, 
Hb 7.2.
Segui a paz com todos,
Hb 12.14.
É em paz que se semeia o fruto,
Tg 3.18.
Busque a paz e empenhe-se por alcançá-Ia,
1 Pe 3.11.
Paz a todos vós que vos achais em CRISTO,
1 Pe 5.14.
Dado tirar a paz da terra,
Ap 6.4.
 
A paz é uma dádiva de DEUS:
 
Lv 26.6; SI 29.11; 147.14; Rm 14.17; 2 Ts 3.16; Ap 1.4.
 
A paz vem de CRISTO:
Lc 2.14. 12.51; Jo 14.27; At 10.36; Rm 10.15; Ef 2.14-17;' 6.15,23.
 
Exortação a ter paz:
SI 34.14; Mt 5.9; Mc 9.50; Rm 12.18; 14.19; 1 Co 7.15; Ef 4.3; 1 Ts 5.13; 2 Tm 2.22; Hb 12 14; Tg 3.17,18; 1 Pe 3.11; 2 Pe 3.14.
 
A paz é resultado da fé:
Is 26. 3; Rm 5. 1; da obediência, Is 48 . 18; GI 6.16; da justiça, Is 32.17; Tg 3.18.
 
A quem é prometida a paz:
SI 29.11; .122.6; 128.6; 147.14; Jo 14.27; Ef 6.23.
 
A paz é fruto do ESPÍRITO:
Jo 14. 27; GI 5.22.
 
A paz é vedada aos ímpios:
Dt 29.19; 2 Rs 9.31; Is 59.8; Ez 7.25; Rm 3.17.
 
Paz na Terra:
Lc 2.14;
 
Paz no Céu:
Lc 19.38.
 
 
 
 
 

A PAZ  =  (Lição 5 - O Fruto Do ESPÍRITO - Paz - O Fruto Da Harmonia - 1º Trimestre de 2005 ).
“Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hb 12.14).
SEGUI... A SANTIFICAÇÃO: Primeiro devemos seguir, ou seja, buscar a todo o custo a Paz com todos, sabendo de antemão que não conseguiremos esta tão almejada Paz com todos, pois seria necessário sair do mundo, porém devemos tentar de todas as formas mantermos a paz com o máximo de pessoas possível, como fez nosso Senhor e mestre JESUS CRISTO.  Ser santo é estar separado do pecado e consagrado a DEUS. É ficar perto de DEUS, ser semelhante a Ele, e, de todo o coração, buscar sua presença, sua justiça e a sua comunhão. Acima de todas as coisas, a santidade é a prioridade de DEUS para os seus seguidores (Ef 4.21-24).
 
CRISTO oferece-nos a paz em vez de angústia, conforto no lugar de tribulação, fruto de paz ao invés de obras de dissensões.
 
Rm 8.6 O fruto da paz é o efeito da união com o ESPÍRITO  -  6A inclinação da carne é morte, mas a inclinação do ESPÍRITO é vida e paz.
Paulo descreve duas classes de pessoas: as que vivem segundo a carne e as que vivem segundo o ESPÍRITO. (1) Viver "segundo a carne" ("carne", aqui, é o elemento pecaminoso da natureza humana) é desejar e satisfazer os desejos corrompidos da natureza humana pecaminosa; ter prazer e ocupar-se com eles. Trata-se não somente da fornicação, do adultério, do ódio, da ambição egoísta, de crises de raiva, etc. (ver Gl 5.19-21), mas também da obscenidade, de ser viciado em pornografia e em drogas, do prazer mental e emocional em cenas de sexo, em peças teatrais, livros, vídeo, cinema e assim por diante. (2) Viver "segundo o ESPÍRITO" é buscar a orientação e a capacitação do ESPÍRITO SANTO e submeter-nos a elas e concentrar nossa atenção nas coisas de DEUS. É estar sempre consciente de que estamos na presença de DEUS, e nEle confiarmos para que nos assista e nos conceda a graça de que carecemos para que a sua vontade se realize em nós e através de nós. (3) É impossível obedecer à carne e ao ESPÍRITO ao mesmo tempo (vv. 7,8; Gl 5.17,18). Se alguém deixa de resistir, pelo poder do ESPÍRITO SANTO, a seus desejos pecaminosos e, pelo contrário, passa a viver segundo a carne (v.13), torna-se inimigo de DEUS (8.7; Tg 4.4), e a morte espiritual e eterna o aguarda (v.13). Aqueles cujo amor e solicitude estão prioritariamente fixados nas coisas de DEUS, podem esperar a vida eterna e a comunhão com Ele (vv. 10,11,15,16)

Rm 14.17 A paz é o fruto do Reino de DEUS - 17Pois o reino de DEUS não é comida nem bebida, mas justiça, paz e alegria no ESPÍRITO SANTO,
1 Coríntios 8.8 Ora, o manjar não nos faz agradáveis a DEUS, porque, se comemos, nada temos de mais, e, se não comemos, nada nos falta.
 Aqueles que, pelo seu exemplo, levam outros ao pecado e à ruína espiritual (v.11) pecam, não somente contra aquela pessoa, mas também contra o próprio CRISTO. Cometem um grave pecado. O propósito da morte de CRISTO é, assim, considerado de pouco valor, em comparação aos desejos egoístas da pessoa (ver Mt 18.7)
 
2 Co 13.11 A dimensão terrena e celeste da paz - 11Quanto ao mais, irmãos, a DEUS. Regozijai-vos, sede perfeitos, sede consolados, sede de um mesmo parecer, vivei em paz. E o DEUS de amor e de paz será convosco.
Romanos 12 .16 Sede unânimes entre vós; não ambicioneis coisas altas, mas acomodai-vos às humildes; não sejais sábios em vós mesmos. 18 Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens.
1 Coríntios 1.10 Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor JESUS CRISTO, que digais todos uma mesma coisa e que não haja entre vós dissensões; antes, sejais unidos, em um mesmo sentido e em um mesmo parecer.

Ef 2.14-17 CRISTO é a paz, pregou a paz, fez a paz -  14Pois ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um, e destruiu a parede de separação, a barreira de inimizade que estava no meio, desfazendo na sua carne
João 16.33 Tenho-vos dito isso, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.
Atos dos Apóstolos 10.36 A palavra que ele enviou aos filhos de Israel, anunciando a paz por JESUS CRISTO (este é o Senhor de todos),
Isaías 9.6 Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será Maravilhoso Conselheiro, DEUS Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.
Romanos 5.1 Sendo, pois, justificados pela fé, temos paz com DEUS por nosso Senhor JESUS CRISTO;
 
Ef 4.1-3 A paz e a unidade do ESPÍRITO -  1Portanto, como prisioneiro do Senhor, rogo-vos que andeis como é digno da vocação
com que fostes chamados, 2 com toda humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, 3procurando guardar a unidade do ESPÍRITO no vínculo da paz.
GUARDAR A UNIDADE DO ESPÍRITO. "A unidade do ESPÍRITO" não pode ser criada por nenhum ser humano. Ela já existe para aqueles que creram na verdade e receberam a CRISTO, conforme o apóstolo proclamou nos capítulos 1-3. Os efésios devem guardar e preservar essa unidade, não mediante os esforços ou organizações humanos, mas pelo andar "como é digno da vocação com que fostes chamados" (v. 1). A unidade espiritual é mantida pela lealdade à verdade e o andar segundo o ESPÍRITO (vv. 1-3,14,15; Gl 5.22-26). Não pode ser conseguida "pela carne" (Gl 3.3).
 
Tg 3.18 A justiça semeia-se na paz - 18 Ora, o fruto da justiça semeia-se em paz para os que promovem a paz.
Mateus 5.9 bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de DEUS;
OS PACIFICADORES. Os pacificadores são aqueles que se reconciliaram com DEUS. Têm paz com Ele mediante a cruz (Rm 5.1; Ef 2.14-16). E agora se esforçam, mediante seu testemunho e sua vida, para levarem outras pessoas, inclusive seus inimigos, à paz com DEUS.
 
LEITURA BÍBLICA ROMANOS 14.17-19; EFÉSIOS 4.1-3.
ROMANOS 14.17-19 = 17 Pois o reino de DEUS não é comida nem bebida, mas justiça, paz e alegria no ESPÍRITO SANTO, 18 porque quem nisto serve a CRISTO, agradável é a DEUS e aprovado pelos homens. 19 Sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros.
EFÉSIOS 4.1-3 =
1 Portanto, como prisioneiro do Senhor, rogo-vos que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, 2 com toda humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos  outros em amor, 3 procurando guardar a unidade do ESPÍRITO no vínculo da paz.
 
 
COMENTÁRIO: INTRODUÇÃO
A palavra "Paz" é usada na Bíblia em três dimensões. Primeiro, há a paz espiritual. Trata- se da paz entre o homem e DEUS. Segundo, há a paz psicológica, ou a paz íntima; a que experimentamos conosco mesmo. Terceiro, há a paz relacional, a paz entre as pessoas. A Bíblia diz que o pecado destruiu, ou degenerou seriamente, todas as três dimensões da paz. Quando o homem foi criado, estava em paz com DEUS, em paz consigo mesmo e em paz com todos as demais coisas criadas. Todavia, ao rebelar-se contra DEUS, destruiu sua comunhão com Ele. O homem passou a não ter mais paz consigo mesmo, e estava incapacitado para gozar paz com os outros.
 
Embora vivamos num país onde "impera a paz", não nos esqueçamos da violência vivida nas grandes cidades, nas possessões ilegais de terra, na insegurança residencial em qualquer parte do país e na guerra em que muitas famílias estão vivendo de filhos contra pais e de maridos contra esposas e vice-versa; e até a guerra entre membros de denominações religiosas e ainda, por incrível que pareça, na guerra entre os membros de uma mesma denominação que se diz evangélica.
Somente com uma disposição muito grande de amar com o amor ágape de DEUS poderemos encontrar a paz em meio a esta guerra.
 
 
I. OS FRUTOS DA PAZ
1. O fruto da paz produz vida espiritual. Para que o ESPÍRITO SANTO possa desenvolver o fruto espiritual da paz Ele une o amor à paz e se entrelaça às suas outras qualidades:
a) Graça e paz. “Graça e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era, e que há de vir” (Ap 1.4). Graça é favor imerecido.
No A.T. significa favor, especialmente na frase ‘achar graça’ (Gn 6.8, etc.). No N.T. é aquele favor que o homem não merece, mas que DEUS livremente lhe concede - algumas vezes é posta em contraste com a lei (Rm 6.14) - e também exprime a corrente de misericórdia divina, pela qual o homem é chamado, é salvo, é justificado, e habilitado para viver bem e achar isso suficiente para ele (Gl 1.15 - Ef 2.8 - Rm 3.24 - 1 Co 15.10 - 2 Co 12.9).
É viver sob o favor de DEUS, é se submeter à vontade de DEUS mesmo que arriscando a própria vida.
 
b) Amor e paz. “Sede de um mesmo parecer, vivei em paz; e o DEUS de amor e de paz será convosco” (2 Co 13.11). Mesmo parecer não é pensar do mesmo modo, pois cada um tem sua personalidade própria, porém todos devem procurar saber qual a vontade de DEUS e seguí-la obedecendo de todo o coração, de toda mente, com toda boa vontade e alegria. Somente a igreja que vive sob a direção de DEUS pode viver unida com um só propósito, a salvação do mundo.
 
c) Vida e paz. “A inclinação da carne é morte; mas a inclinação do ESPÍRITO é vida e paz” (Rm 8.6).  A lei foi dada para mostrar o pecado ao homem, com o fim de que este homem, sabendo que é pecador, clamasse por um salvador, portanto a lei foi colocada como ponte para conduzir o pecador arrependido a DEUS, através de JESUS CRISTO que morreu para pagar esse mesmo pecado, portanto aquele que se inclina para a carne está debaixo desta lei que condena, mas aquele que está no ESPÍRITO, está debaixo da lei espiritual que salva, liberta, tira o fardo pesado do pecado e conduz à vida com abundância, a vida eterna com DEUS.
 
2. O fruto da paz produz vida moral.
a) Santidade e paz. A santidade é a capacidade do ESPÍRITO SANTO nos separar de tudo o que não condiz com a presença de DEUS. Somente através da paz que CRISTO nos deu ao nos reconciliar com o PAI é que alcançamos esta separação do mundo e conseqüentemente conquistamos a paz em nosso interior, o que é mais importante, pois a paz externa, dificilmente a teremos, enquanto estivermos no exército de CRISTO, na terra. “O mesmo DEUS de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor JESUS CRISTO” (1 Ts 5.23; Hb 12.14). Devemos abrir nossa vida para que o ESPÍRITO SANTO nos guie a esta paz.
 
b) Justiça e paz. “O fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz” (Tg 3.18). É num momento de paz que paramos para meditarmos sobre nossa situação perante nosso criador e então tomamos a decisão de seguí-lo. Na paz com as pessoas à nossa volta é que podemos compartilhar o evangelho e levá-las à salvação em JESUS. Na paz é que aprendemos e ensinamos a Palavra de DEUS.
 
c) Justiça, alegria e paz. “O Reino de DEUS não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no ESPÍRITO SANTO” (Rm 14.17). Nas festas mundanas onde a comida e a bebida são fartas, não se encontra a paz de DEUS, a verdadeira paz, porém nas festas ágapes, ou festas de DEUS, onde Seu povo se reúne para louvar, adorar a DEUS e aprender sobre o Mesmo a paz sobresai como a pétala de uma rosa a desabrochar para a luz da aurora.
 
d) Confiança e paz. “Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti” (Is 26.3). Uma boa consciência é imprescindível a quem quer servir e conhecer a DEUS. Nossa mente deve ser conservada e presa na Palavra de DEUS.
2 Co 10.5 Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de DEUS, e levando cativo todo o entendimento à obediência de CRISTO;
A confiança tem a ver com a fé depositada naquele que pode tudo e que cuida de nós em todas as adversidades de nossa vida, DEUS.
 
II. AS TRÊS DIMENSÕES DA PAZ
1. Paz com DEUS. A paz com DEUS só é possível mediante a justificação pela fé.
Is 59.2 Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso DEUS; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça.
Rm 8.7 Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra DEUS, pois não é sujeita à lei de DEUS, nem, em verdade, o pode ser.
Vimos acima que nossos pecados nos separaram de DEUS e criaram uma inimizade com DEUS.
Rm 5.1 TENDO sido, pois, justificados pela fé, temos paz com DEUS, por nosso Senhor JESUS  CRISTO;
A fé em que JESUS morreu por nós e levou sobre si nossos pecados, nossas ofensas, deu-nos a reconciliação com DEUS e conseqüentemente a Paz com DEUS.
A justificação
A justificação acha-se ligada a importantíssima questão de se saber ‘como pode o homem ser justo para com DEUS?’ A grande verdade da justificação, pela fé em CRISTO, é de supremo valor para a vida espiritual e serviço de DEUS. Ela é a base da paz espiritual (Rm 5.1). É o fundamento da liberdade espiritual, ficando nós livres da escravidão do pecado, e sendo assim levados à própria presença de DEUS. É a garantia da santidade, porque traz aos nossos corações o poder do ESPÍRITO SANTO. É, também, a inspiração de toda a obra boa, visto como a alma, livre de toda a ansiedade a respeito da sua salvação, fica livre para trabalhar na salvação dos outros.
 
2. Paz de DEUS. “E a paz de DEUS, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações” (Cl 3.15).
A paz interior só é conseguida pela certeza de salvação, que é transmitida a nós pelo ESPÍRITO SANTO, residente em cada cristão verdadeiramente fiel. O corpo é a Igreja, formada pelos crentes em JESUS e tendo recebido o ESPÍRITO SANTO vivem em união e paz.
 
3. Paz com os Homens. “Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens” (Rm 12.18).
"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize." (João 14:27).
"Aparta-te do mal e pratica o que é bom; procura a paz e empenha-te por alcançá-la" Salmo 34:14
"Mas, agora, em CRISTO JESUS , vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de CRISTO. Porque Ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um, e, tendo derribado a parede de separação que estava no meio, a inimizade, aboliu, na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo a paz" (Efésios 2:13-15).
 
III. A PAZ ILUSTRADA
1. Exemplos do Antigo Testamento.
a) Abraão era um homem que amava a paz.
Abraão primeiro conquistou pela sua fé, a paz com DEUS, depois com sua fé conquistou a paz com os homens. Abraão amava tanto a paz que  usou de engano quando desceu ao Egito, quase provocando sua morte e de sua esposa, por causa desta tão buscada paz;
Abraão desobedeceu a DEUS em sua chamada para obter a paz com seu pai e família;
Abraão perdeu materialmente muito para alcançar a paz com seu sobrinho (Terras Boas);
Abraão tolerou seu sobrinho Ló que lhe deu muito trabalho e até participou de uma guerra por causa do mesmo, sendo homem de paz;
Abraão doou o despojo de guerra para os reis para que houvesse paz entre eles;
Abraão deu o dízimo de tudo ao representante de DEUS, Melquizedeque para que houvesse paz entre ele e DEUS.
Abraão conquistou definitivamente a paz com DEUS quando ofereceu a DEUS o que ele tinha de mais importante, seu filho amado.
 
b) Isaque é mais um exemplo de alguém que se empenhou pela paz. O capítulo 26 de Gênesis narra que depois da morte de Abraão, Isaque reabriu os poços que seu pai cavara, os quais seus inimigos fecharam enchendo-os de terra. Os servos de Isaque abriram outro poço, mas seus adversários contestaram. Abriram um segundo poço, e os opositores reclamaram novamente. Então Isaque simplesmente saiu dali e cavou um terceiro poço. Desta vez, os inimigos não se opuseram, mas o deixaram em paz. Pouco depois, DEUS apareceu a Isaque e renovou suas promessas com ele. Isaque aprendeu que ter paz e viver em paz é mais importante do que fazer as coisas do modo que queremos. (Mantendo o mesmo ensino da revista)
 
c) Daniel, o profeta, foi lançado na cova dos leões, mas pôde dormir profundamente a noite toda, sem medo, porque confiou em DEUS.
 
2. Exemplos do Novo Testamento.
a) Nosso Senhor JESUS é chamado o “Príncipe da Paz” (Is 9.6) e o “Cordeiro de DEUS” (Jo 1.29). O cordeiro nos fala de humildade e mansidão que leva à paz, pois onde existe o amor de DEUS não há disputas e a paz reina.
 
b) A igreja primitiva ilustra que o crescimento é um dos resultados da paz.
No tempo dos primeiros cristãos reinava o império romano, mas sem a violência das conquistas, milhares de turistas e adeptos do judaísmo entravam pelas portas de Jerusalém em tempos de festas, a língua mais conhecida por toda a parte era uma só, o grego, as perseguições eram ainda pequenas devido à falta de comunicação rápida.
Neste tempo de paz o evangelho cresceu rapidamente e vemos que nas primeiras duas pregações a Igreja já contava com 7 mil cristãos.
 
c) As sete igrejas na Ásia foram saudadas com a expressão “Graça e paz” dirigida a todos os fiéis dessas igrejas (Ap 1.4).
Que união perfeita, graça e paz, tudo resumido em uma frase de significação eterna.
 
 
CONCLUSÃO
 A paz que o mundo não nos dá, JESUS nos dá.
A verdadeira paz nasce em DEUS e toma de conta do coração do crente.
 
 
 
 
SINOPSE DO TÓPICO (1) A fonte da verdadeira paz é o próprio Senhor. Ele é o Príncipe da Paz (ls 9.6).
 
SINOPSE DO TÓPICO (2) A paz que CRISTO oferece é uma virtude que afasta o pânico e refreia a ansiedade. Seu propósito é trazer inteireza ao coração do homem.
 
SINOPSE DO TÓPICO (3) A paz divina é tríplice: com DEUS (Rm 5.1), de DEUS (CI3.15), e com os homens (Rm 12.18).
 
AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO
Subsídio Devocional
"Categorias de pensamentos que destroem a paz ,. Pensamentos pecaminosos. Estes pensamentos incluem desejos concupiscentes de poder, dinheiro, prestígio ou sexo fora do casamento. A concupiscência e a paz não podem morar no mesmo coração [...] 2. Pensamentos auto-limitadores. Estão relacionados a profundos sentimentos de rejeição, de falta de mérito, ou de falta de amor. Muitos destes sentimentos se originam na infância. A pessoa auto. limitadora é rancorosa, frustrada e interiormente ansiosa [n.] 3. Pensamentos errôneos. A maioria das pessoas tende a pensar o pior a respeito dos outros, ao invés de pensar o melhor. Às vezes estamos corretos na avaliação que fazemos das outras pessoas, mas em outras estamos errados [n.] 4. Pensamentos irreais. A qualquer momento as pessoas estabelecem, para as suas vidas, metas que requerem grande esforço e produzem intensa frustração, repetidos fracassos e a manipulação dos outros. Às vezes estabelecemos metas que não estão no domínio dos talentos que nos foram dados por DEUS; metas que estão além dos planos e propósitos de DEUS para as suas vidas [n.] (STANLEY,C. Paz: um maravilhoso presente de DEUS para você. Rio de Janeiro: CPAD,2004, p.98-110.)
 
QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 6- A PROMESSA DA PAZ INTERIOR
RESPONDÊ-LO DE POSSE DA REVISTA DA CPAD - 4º TRIMESTRE DE 2007.
 
 
TEXTO ÁUREO:
1- complete:
 "Deixo-vos a _________________, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o ______________________ a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se ____________________________" (Jo 14.27).
 
VERDADE PRÁTICA
2- Complete:
A verdadeira ___________________ não está em _________________ ou nos mais diversos acordos humanos; ela é obtida em _______________________, o Príncipe da Paz.
 
I- A FONTE DA VERDADEIRA PAZ
3- Como os dicionários definem paz? Coloque "V" para Verdadeiro e "F" para Falso:
(    ) Como ausência de guerra.
(    ) Tranqüilidade pública.
(    ) Falta de comunhão com DEUS.
(    ) Sossego da alma.
 
4- De onde vem e o que significa o vocábulo paz? Marque com "X" a alternativa correta:
(    ) Vem do aramaico, shãlôm e abrange inteireza, harmonia, completude.
(    ) Vem do hebraico, shãlôm e abrange inteireza, harmonia, completude.
(    ) Vem do grego, shãlôm e abrange inteireza, harmonia, completude.
 
5- O que os discípulos enfrentariam no momento mais dramático de suas vidas? Marque com "X" a alternativa correta:
(    ) A ausência de JESUS.
(    ) A crucificação de seu Mestre.
(    ) O açoite de seu Mestre.
 
6- Quem é a fonte para os que desejam a gloriosa paz? Marque com "X" a alternativa correta:
(    ) A igreja de JESUS.
(    ) O Pastor, o líder da Igreja.
(    ) JESUS.
 
7- O que levou Paulo a enfrentar as mais cruéis perseguições, com açoites e outros flagelos, sob a forte e tenaz oposição dos enganadores (1 Jo 6.1-10; 2 Jo 11.1-33), até chegar ao fim de seus dias e declarar com a mesma serena paz, a certeza do recebimento da coroa da justiça? Marque com "X" a alternativa correta:
(    ) A paz e o descanso encontrados em JESUS.
(    ) A paz e o descanso encontrados nos açoites e prisões.
(    ) A paz e o descanso encontrados na igreja em Jerusalém.
 
II-  A NATUREZA DA VERDADEIRA PAZ
8- Como é a  paz concedida por CRISTO? Coloque "V" para Verdadeiro e "F" para Falso:
(    ) É uma virtude que afasta o pânico.
(    ) É uma virtude que anula a ansiedade.
(    ) É uma paz ilusória.
(    ) É uma virtude que traz ao coração perturbado a serenidade necessária para tomarmos nossas decisões segundo o propósito de DEUS para as nossas vidas.
(    ) É a nossa segurança para atravessarmos o vale, sabendo que o Senhor sempre fará o melhor a nosso respeito.
(    ) É uma paz transitória.
 
9- Complete:
Se você é um cristão _________________ em tudo e temente a DEUS, não importa a _________________ que esteja experimentando, pois, ao final, qualquer que seja o desfecho, você há de entender o propósito de DEUS em tudo que passou (Jó 42.1-17). Portanto, deixe que a _____________________ de DEUS encha o seu coração.
 
III- VIVENDO A VERDADEIRA PAZ
10- Complete:
O nosso ____________________________ com DEUS antes rompido pelo _____________________  é agora restaurado, mediante a justificação por Ele outorgada (Rm 5.1; Fp 3.9; GI 2.16). Sim, _________________________ é a nossa paz (Ef 2.14-17).
 
11- Se deixarmos que essa paz de CRISTO flua com mais intensidade em nossos corações cuidaremos mais de que? Marque com "X" a alternativa correta:
(    ) Do bem-estar nosso.
(    ) Do divulgar o alheio.
(    ) Do bem-estar do próximo.
 
12- Complete:
Se o nosso ________________________ não está em paz com DEUS, como explicitado nesta lição, de nada adianta buscar a __________________ uns com os outros, porque jamais alcançaremos os nossos objetivos. A paz interior, provinda de DEUS (CI3.15), que excede a todo entendimento, é o remédio contra toda a amargura, todo o ressentimento e qualquer outra obra que o ____________________________tente impingir sobre nós na tentativa de nos fazer desviar do propósito de DEUS.
 
13- O que é a fonte de nossa alegria e o antídoto contra toda e qualquer ansiedade? Marque com "X" a alternativa correta:
(    ) A paz que o Governo de nosso país nos dá.
(    ) A paz que a Polícia de nosso país nos dá.
(    ) A paz que o Senhor JESUS nos dá.
 
 
 
AJUDA:
CPAD - www.cpad.com.br - Bíblias, livros e revistas.
www.escoladominical.com.br
www.ebdweb.com.br com vídeos da EBD na TV (assista).
Pequena Enciclopédia Bíblica - Orlando Boyer, Instituto bíblico Das Assembléias de DEUS - Pindamnhagaba - SP - Brasil - CPAD - RJ
www.apazdosenhor.org.br/estudosbiblicos/

 

 

Home
Estudos
EBD
Discipulado
 Mapas
Figuras1
 Figuras2
Fotos
Igreja
Link's
Corinhos
Ervália
Eu