Estudos
EBD
Discipulado
Mapas
Igreja
Ervália
Corinhos
Figuras1
Figuras2
Fotos
 
LIÇÃO 1 - JESUS, O VERBO DE DEUS
1º TRIMESTRE DE 2008
TEMA: JESUS CRISTO, Verdadeiro Homem, Verdadeiro DEUS.
Lições Bíblicas CPAD, Jovens e Adultos - 2008
Comentários: Pr. Esequias Soares.
Consultor Doutrinário e Teológico: Pr. Antônio Gilberto.
Complementos para ajuda aos estudantes e professores: Ev. Henrique.
QUESTIONÁRIO
 
 
         
 
          
 
ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA
Professor, aguce a curiosidade de seus alunos! Use para isso um dos símbolos cristãos primitivos. O Cristianismo possui diversos símbolos que representam à fé cristã: a cruz, o peixe, o lábaro de Constantino, entre outros. Mas, seus alunos sabem o significado do "peixe" como símbolo cristão? Vejamos no quadro abaixo:
 
 
 
 
PALAVRA-CHAVE
Logos: Título cristológico que designa o Senhor JESUS como o Eterno, o Criador e o verdadeiro DEUS.
 
REFLEXÃO
"O Filho, por ser verdadeiro DEUS, está eternamente em igualdade absoluta com o Pai."  (L. S. Chafer)
 
TEXTO ÁUREO:
"E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade". (Jo 1.14).
 
VERDADE PRÁTICA:
CRISTO JESUS é o verbo de DEUS que se fez carne e habitou entre nós, a fim de nos redimir do pecado.
 
 
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Jo 1.1-10, 14
1No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com DEUS, e o Verbo era DEUS. 2Ele estava no princípio com DEUS. 3Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. 4Nele, estava a vida e a vida era a luz dos homens; 5e a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam. 6Houve um homem enviado de DEUS, cujo nome era João. 7Este veio para testemunho para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele. 8Não era ele a luz, mas veio para que testificasse da luz. 9Ali estava a luz verdadeira, que alumia a todo homem que vem ao mundo, 10estava no mundo, e o mundo foi feito por ele e o mundo não o conheceu.
 
14E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.
 
1.1 O VERBO. João começa seu Evangelho denominando JESUS de "o Verbo" (gr. Logos). Mediante este título de CRISTO, João o apresenta como a Palavra de DEUS personificada e declara que nestes últimos dias DEUS nos falou através do seu Filho (cf. Hb 1.1). As Escrituras declaram que JESUS CRISTO é a sabedoria multiforme de DEUS (1 Co 1.30; Ef 3.10,11; Cl 2.2,3) e a perfeita revelação da natureza e da pessoa de DEUS (Jo 1.3-5, 14,18; Cl 2.9). Assim como as palavras de um homem revelam o seu coração e mente, assim também CRISTO, como "o Verbo", revela o coração e a mente de DEUS (14.9). João nos apresenta três características principais de JESUS CRISTO como "o Verbo".
 
(1) O relacionamento entre o Verbo e o Pai.
(a) CRISTO preexistia "com DEUS" antes da criação do mundo (cf. Cl 1.15,19). Ele era uma pessoa existente desde a eternidade, distinto de DEUS Pai, mas em eterna comunhão com Ele.
(b) CRISTO era divino ("o Verbo era DEUS"), e tinha a mesma natureza do Pai (Cl 2.9; ver Mc 1.11).
(2) O relacionamento entre o Verbo e o mundo. Foi por intermédio de CRISTO que DEUS Pai criou o mundo e o sustenta (v. 3; Cl 1.17; Hb 1.2; 1 Co 8.6).
(3) O relacionamento entre o Verbo e a humanidade.
"E o Verbo se fez carne" (v. 14). Em JESUS, DEUS tornou-se um ser humano com a mesma natureza do homem, mas sem pecado. Este é o postulado básico da encarnação: CRISTO deixou o céu e experimentou a condição da vida e do ambiente humanos ao entrar no mundo pela porta do nascimento humano (ver Mt 1.23).
1.2 NO PRINCÍPIO COM DEUS.
CRISTO não foi criado; Ele é eterno, e sempre esteve em comunhão amorosa com o Pai e com o ESPÍRITO SANTO (ver Mc 1.11).
1.4 VIDA... A LUZ DOS HOMENS. C
RISTO é a personificação da genuína e verdadeira vida (cf. 14.6; 17.3). Sua vida era a luz para todos, i.e., a verdade de DEUS, sua natureza, propósito e poder tornam-se disponíveis a todos por meio dEle (8.12; 12.35,36,46).
1.5 A LUZ RESPLANDECE NAS TREVAS.
A luz de CRISTO brilha num mundo mau e pecaminoso controlado por Satanás. A maior parte do mundo não aceita sua vida, nem sua luz; mesmo assim "as trevas não a compreenderam", i.e., não prevaleceram contra ela.
1.9 ALUMIA A TODO HOMEM.
CRISTO ilumina toda pessoa que ouve o seu evangelho, concedendo-lhe certa medida de compreensão e graça para que essa pessoa possa livremente escolher, aceitar ou rejeitar a mensagem. Além da luz de CRISTO, não há outra mediante a qual possamos conhecer a verdade e sermos salvos.
1.10 O MUNDO NÃO O CONHECEU. O
"mundo" se refere à totalidade da sociedade organizada e que age independente de DEUS, da sua Palavra e do seu governo. O mundo nunca concordará com CRISTO; permanecerá indiferente ou hostil a CRISTO e ao seu evangelho, até o final dos tempos (ver Tg 4.4). O mundo é o grande oponente do Salvador na história da salvação (cf. Tg 4.4; 1 Jo 2.15-17; 4.5).
1.14 O UNIGÊNITO DO PAI. O termo "unigênito" não significa que CRISTO foi um ser criado. Pelo contrário, a declaração refere-se ao seu relacionamento exclusivo com o Pai, i.e., ao fato de Ele ser o Filho de DEUS desde toda a eternidade. Aqui temos a sua filiação em relação ao DEUS trino (1.1,18; 3.16,18; ver Mc 1.11).
1.14 E O VERBO SE FEZ CARNE.
CRISTO, o DEUS eterno, tornou-se humano (Fp 2.5-9). NEle se uniram a humanidade e a divindade. De modo humilde, Ele entrou na vida e no meio-ambiente humanos com todas as limitações das experiências humanas (cf. 3.17; 6.38-42; 7.29; 9.5; 10.36).
 

 
        
 
 
O EVANGELHO DE JOÃO,
       O evangelho do filho de DEUS é o evangelho do rosto de águia, na visão de Ezequiel, no capítulo 10 e versículo 14, é o evangelho que nos mostra o homem perfeito que DEUS criou, JESUS CRISTO; é também o evangelho eterno de DEUS para o homem. Aqui, JESUS é apresentado como dador da vida. Este evangelho, segundo os estudiosos, tem como autor o apóstolo João, filho de Zabedeu e Salomé (irmã de Maria), que foi discípulo de João Batista, escolhido para ser um dos doze (Mt 10.2), chamado de filho do trovão juntamente com seu irmão Tiago. João foi conhecido como o discípulo a quem JESUS amava, gostava de andar com Pedro. Escreveu outros livros: 1, 2 e 3 João e Apocalipse, sendo o único de quem se tem notícia, dentre os apóstolos, que não morreu assassinado. A data provável da escrita do livro é entre 85 e 100 a.D. O versículo chave é: “Estes, porém, foram escritos para que creiais que JESUS é o CRISTO, o filho de DEUS, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome”.(Jo 20.31).
 
 
O Verbo
 
            Jo 1.1- “No princípio era o verbo, e o verbo estava com DEUS, e o verbo era DEUS”.
 
            Para compreender porque JESUS CRISTO é chamado de verbo, precisamos saber que uma frase para ser construída é necessário que haja um sujeito, um verbo e um complemento.
            DEUS é um ser triuno, ou seja, é PAI, FILHO e ESPÍRITO SANTO (Jo 3.13-17).
            Vamos aprender mais se construirmos uma frase, vejamos então:
        
 
 
 
 
Conclusão:     DEUS PAI planejou a salvação do homem,
                       DEUS FILHO morreu por nós na cruz do calvário, executando o plano de DEUS (AÇÃO DO VERBO),
                       DEUS ESPÍRITO SANTO revelou-nos esta salvação, convencendo-nos do pecado, da justiça e do juízo.
 
 
            Outra demonstração para fácil assimilação da trindade de DEUS é tomarmos como exemplo o sol:
            O sol em si representando o PAI, a ordem para fazer;
            A luz do sol representando o FILHO, o cumprimento da ordem;
            O calor do sol representando o ESPÍRITO SANTO, a revelação, o poder como resultado.
 
COMO ENTENDER A PALAVRA LOGOS?
(http://www.priberam.pt-dicionário)
do Gr. lógos - s. m.,palavra grega que significa palavra e razão;
Teol.,DEUS considerado como a razão, a fonte das idéias e como criador que penetra todas as coisas (grafado com inicial maiúscula); O Verbo Divino, para o cristianismo (grafado com inicial maiúscula);
Filos: o princípio da inteligibilidade; a razão.
 
Koinê:
Durante o período clássico a língua grega era dividida em dialetos, sendo os principais o Dórico, o Aeólico e o Iônico. No quinto século a.C., uma divisão do Iônico, o Ático, Alcançou supremacia sobre os outros. O Ático era a língua de Atenas durante o seu período de glória; era a língua de Platão, Demóstenes e outros grandes escritores.
Atenas foi conquistada por Filipe, macedônio, e o grego também conquistou os macedônios. A conquista de Alexandre significou a conquista do Ático. Os Romanos conquistaram o mundo, mas também adotaram o grego como a principal língua do império, seguida pelo Latim.
O grego sofreu uma grande adaptação a nova situação, recebendo influências de outros dialetos gregos, bem como das línguas estrangeiras conquistadas. Esta nova língua chamava-se “KOINÊ” ou “Comum” por ser a língua comum no mundo civilizado.
A Septuaginta, O Novo Testamento e documentos dos Pais da Igreja mostram que o “Koinê” era a língua usada em 300 a.C., até 500 d.C. O Koinê do Novo Testamento é mais similar a língua falada da época do que a língua usada na literatura clássica da época.
 Neste período a língua grega se tornou universal, sendo livremente utilizada em todo o mundo civilizado. O grego clássico Koinê se tornou universal por quatro motivos principais: extensa colonização, grande união política e comercial das diversas tribos gregas, intercâmbio religioso entre as tribos gregas e as famosas conquistas alexandrinas. Este é o grego que foi utilizado na composição do Novo Testamento. Era a língua comum (Koinê) do povo no seu dia a dia.
 
O VERBO.
João, a pedido dos presbíteros da igreja da Ásia menor, escreve sua epístola onde sua preocupação não é outra senão de contestar as perigosas heresias a respeito da divindade, natureza e pessoa de CRISTO, que estavam sendo difundidas por um certo judeu. Portanto, em virtude desta preocupação, João inicia sua epístola referindo-se a JESUS  como "o Verbo" procurando demonstrar no contesto de Jo 1:1 ao 3 a Sua divindade e que Ele é " A Palavra de DEUS personificada". E é dentro desta linha de pensamento que João passa a relatar o testemunho de João Batista (Jo 1:19). Mas, vamos mais uma vez ao texto? Só que desta vez quero apresentá-lo de uma forma que facilitará a compreensão de qualquer pessoa:
João começa seu Evangelho denominando JESUS de "o Verbo" (gr. Logos). Mediante este título de CRISTO, João o apresenta como a Palavra de DEUS personificada e declara que nestes últimos dias DEUS nos falou através do seu Filho (cf. Hb 1.1). As Escrituras declaram que JESUS CRISTO é a sabedoria multiforme de DEUS (1 Co 1.30; Ef 3.10,11; Cl 2.2,3) e a perfeita revelação da natureza e da pessoa de DEUS (Jo 1.3-5, 14,18; Cl 2.9). Assim como as palavras de um homem revelam o seu coração e mente, assim também CRISTO, como "o Verbo", revela o coração e a mente de DEUS (14.9). João nos apresenta três características principais de JESUS CRISTO como "o Verbo".
(1) O relacionamento entre o Verbo e o Pai.
(a) CRISTO preexistia "com DEUS" antes da criação do mundo (cf. Cl 1.15,19). Ele era uma pessoa existente desde a eternidade, distinto de DEUS Pai, mas em eterna comunhão com Ele.
(b) CRISTO era divino ("o Verbo era DEUS"), e tinha a mesma natureza do Pai (Cl 2.9; ver Mc 1.11).
(2) O relacionamento entre o Verbo e o mundo. Foi por intermédio de CRISTO que DEUS Pai criou o mundo e o sustenta (v. 3; Cl 1.17; Hb 1.2; 1 Co 8.6).
(3) O relacionamento entre o Verbo e a humanidade. "E o Verbo se fez carne" (v. 14). Em JESUS, DEUS tornou-se um ser humano com a mesma natureza do homem, mas sem pecado. Este é o postulado básico da encarnação: CRISTO deixou o céu e experimentou a condição da vida e do ambiente humanos ao entrar no mundo pela porta do nascimento humano (ver Mt 1.23).
 
LOGOS
João 1.1 apresenta CRISTO mediante o termo grego logos, que significa palavra, demonstração, mensagem, e declaração " ou o ato da fala". Mas Oscar Cullman aponta a importância de se reconhecer que, em João 1, logos tem um significado específico: é descrito como uma hypostasis (Hb 1.3), uma existência distinta e pessoal de um ser real e específico.
João 1.1 demonstra que o Verbo estava com DEUS, e o Verbo era DEUS" são duas expressões simultaneamente verídicas. Isto significa jamais ter havido um período em que o Logos não existisse juntamente com o Pai.
João passa, então, a demonstrar o Verbo atuante na criação.
Gênesis 1.1 nos ensina que DEUS criou o mundo. João 1.3 especifica que o Senhor JESUS  CRISTO, no seu estado pré encarnado, fez a obra da criação, executando a vontade e o propósito do Pai.
Descobrimos também que é no Verbo que a vida se encontra. João 1.4 diz: Nele, estava a vida e a vida era a luz dos homens". Porque JESUS  é o referencial da vida, o único lugar onde ela pode ser conquistada. E aqui se descreve a existência de uma qualidade de vida: a vida eterna. Esta espécie de vida está disponível em DEUS, pelo seu poder vivificante através do Verbo vivo. Somente obtemos a vida eterna como a vida de CRISTO em nós. O fato de não ter o mundo compreendido o Logos, indica-o João 1.5: "A luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam". Na continuação, João Batista aparece como testemunha enviada daquela Luz. Mas queremos focalizar a nossa atenção neste ponto: "Ali estava a luz verdadeira, que alumia a todo homem que vem ao mundo, estava no mundo, e o mundo foi feito por ele e o mundo não o conheceu" (1.9,10). O Criador do mundo, a segunda Pessoa da Trindade, DEUS Filho, estava aqui no mundo, mas este não o reconheceu. O versículo seguinte é mais específico: "Veio para o que era seu [seu próprio lugar, a Terra que criara], e os seus [seu próprio povo, Israel] não o receberam" (1.11). Os herdeiros da aliança, os descendentes físicos de Abraão, não o receberam.
Este tema é destaque e percorre todo o Evangelho de João: a rejeição de JESUS .
Quando JESUS  pregava, alguns judeus zombavam. Quando JESUS  disse: "Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia, e viu-o, e alegrou,se", os judeus, na sua incredulidade, retrucaram: "Ainda não tens cinqüenta anos e viste Abraão?" Então JESUS  declarou: "Antes que Abraão existisse, eu sou" (Jo 8.57,58). O tempo presente do verbo, "sou", indica existência linear. Antes que Abraão fosse, o Filho já é.
Embora muitos rejeitassem a mensagem, alguns nasceram de DEUS. Em João 1.12 lemos: "Mas a todos quantos o receberam deu,lhes o poder de serem feitos filhos de DEUS: aos que crêem no seu nome". Em outras palavras, JESUS  estava redefinindo toda a realidade de alguém tornar,se filho de DEUS. Até aquele momento, a pessoa precisava nascer especificamente no povo de Israel, chamado segundo a aliança (ou pelo menos afiliar,se a ele), para ter aquela oportunidade. João, porém, enfatiza que a mensagem espiritual, o Evangelho poderoso, chegara às pessoas, e que elas haviam recebido JESUS , o Logos. Recebê-lo importava em obter o direito ou autoridade de se tomar filho de DEUS. Alguns dos que o receberam eram judeus, e outros eram gentios. JESUS  derrubou o muro divisório e franqueou a salvação a todos os que desejassem chegar a Ele e recebê-lo pela fé (1.13).
A verdade essencial a respeito do Logos ora descrito, vê-se em João 1.14: "O Verbo se fez carne e habitou entre nós". Aqui o termo logos é aproveitado para descrever JESUS  CRISTO, mas a realidade da sua Pessoa vai além do que abrange o sentido secular do conceito. Para os antigos gregos devotados à filosofia, um logos feito carne seria uma impossibilidade. Por outro lado, para os que crerem no Filho de DEUS, um logos na carne é a chave para se entender a encarnação. E é exatamente isto que a encarnação significa: o Logos preexistente tomou sobre si a carne humana e andou entre nós.
 
Palavra (Jo 1.1-14). JESUS  é o Logos (1Jo 1.1; Ap 19.13, RC e NTLH), isto é, a Palavra, que é mais do que expressão falada: é DEUS em ação, criando (Gn 1.3), se revelando (Jo 10.30) e salvando (Sl 107.19-20; 1Jo 1.1-2).
 
JESUS CRISTO, A VIDA DE VISÃO GERAL
JESUS CRISTO é o Messias, Salvador e fundador da igreja cristã. Para os cristãos, Ele é o Senhor de suas vidas. Embora tenha vivido na terra somente 33 anos, tem exercido grande impacto nas pessoas – mesmo naqueles que não crêem que Ele é o Filho de DEUS. JESUS  CRISTO é descrito em detalhe na Bíblia – sua vida, obra e ensinamentos – nos Evangelhos, cada um focando diferentes ângulos. Mateus o apresenta como o esperado Rei do povo judeu. Marcos o mostra como servo de todos. Lucas tende a destacar seu caráter compassivo e bondoso para com os pobres. João descreve um relacionamento amoroso com JESUS . No entanto todos concordam que JESUS  é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis.
 
A VIDA DE JESUS A história contada nos Evangelhos abrange estágios que vão da encarnação de CRISTO, ou sua entrada no mundo, até sua morte na cruz. A apresentação total da vida de CRISTO está centrada na cruz e na sua ressurreição triunfal.
 
A PRÉ-EXISTÊNCIA DE JESUS João começa o seu Evangelho com uma referência à Palavra (João 1:1), e com isso dá uma visão gloriosa de JESUS , que existia mesmo antes da criação do mundo (1:2). JESUS  tomou parte no ato da criação (1:3). Entretanto, o nascimento de JESUS  foi ao mesmo tempo um ato de humilhação e de iluminação. A luz brilhou, mas o mundo preferiu permanecer nas trevas (1:4-5, 10).
 
 
 
CRISTO Em Cada Livro Da Bíblia
Em Gênesis JESUS é o Cordeiro no altar de Abraão
Em Êxodo é o cordeiro da Páscoa
Em Levítico ele é o sumo sacerdote
Em Números ele é a nuvem durante o dia e a coluna de fogo durante a noite
Em Deuteronômio ele é a cidade de nosso refúgio
Em Josué, ele é o tecido vermelho na janela de Raabe
Em Juízes ele é o nosso Juiz
Em Ruth ele é o nosso parente redentor
Em I e II Samuel ele é o nosso profeta confiável
Nos livros de Reis e Crônicas é o nosso soberano
Em Esdras ele é o nosso escriba fiel
Em Neemias é o reconstrutor de tudo que está destruído
Em Ester ele é Mordecai assentado fielmente no portão
Em Jô ele é o nosso redentor que vive para sempre
Em Salmos ele é o meu pastor e nada me faltará
Em Provérbios e Eclesiastes ele é nossa sabedoria 
Em Cantares ele é o belo noivo
Em Isaias ele é o servo sofredor
Em Jeremias e Lamentações JESUS é o profeta que chora
Em Ezequiel ele é o maravilhoso homem de quatro faces
Em Daniel ele é o quarto homem na fornalha
Em Oséias ele é o amor sempre fiel
Em Joel ele nos batiza com o ESPÍRITO  SANTO e com fogo
Em Amós ele leva nossos fardos 
Em Obadias nosso salvador
Em Jonas ele é o grande missionário que leva ao mundo a palavra de DEUS 
Em Miquéias ele é o mensageiro dos pés formosos
Em Naum ele é o vingador 
Em Habacuque ele é a sentinela orando sempre pelo reavivamento
Em Sofonias ele é o Senhor poderoso para salvar
Em Ageu ele é o restaurador de nossa herança perdida
Em Zacarias é a nossa fonte
Em Malaquias ele é o filho da justiça com a cura em suas asas.
Em Mateus ele é o CRISTO o filho do DEUS vivo
Em Marcos ele é o operador de milagres
Em Lucas ele é o filho do homem
Em João ele é a porta pela qual todos devem passar
Em Atos é a luz brilhante que aparece a Saulo no caminho de Damasco
Em Romanos é a nossa justificação
Em Coríntios é nossa ressurreição e o que leva os nossos pecados
Em Gálatas ele nos redime da lei
Em Efésios ele é nossa riqueza insondável
Em Filipenses ele supre todas as nossas necessidades 
Em Colossenses ele é a plenitude do DEUS encarnado
Em Tessalonicenses ele é o nosso Rei que virá
Em Timóteo ele é o nosso mediador entre DEUS e os homens
Em Tito ele é nossa bendita esperança
Em Filemon ele é o amigo mais chegado que um irmão
Em Hebreus ele é o sangue do pacto eterno
Em Tiago ele é o Senhor que cura o doente
Em Pedro ele é o pastor principal
Nos livros de João é JESUS que tem a ternura do amor
Em Judas ele é o Senhor que vem com milhares de santos
E em Apocalipse, a igreja é conclamada a levantar os olhos, pois é chegada sua redenção
JESUS é o Rei dos reis e o Senhor dos senhores.
(Autor anônimo)  
 
 
 
RESUMO DA REVISTA CPAD - 1Trim 2008:
INTRODUÇÃO
Neste trimestre, estudaremos a vida de JESUS e
m seus aspectos humanos e divinos (Jo 1.14).
I. O SIGNIFICADO DO TERMO "VERBO"
1.A revelação gloriosa.
2. O Verbo Divino.
II. AS AFIRMAÇÕES DOUTRINÁRIAS DE JOÃO 1.1
1. "No princípio era o Verbo" (Jo 1.1a).
2. "E o Verbo estava com DEUS" (Jo 1.1 b).
3. "E o Verbo era DEUS" (Jo 1.1 c).
1. Criador (vv. 3,1 O).
2. "Nele estava a Vida" (v.4).
3. "A luz verdadeira" (v.9).
Em JESUS estão reunidas todos os atributos divinos que o
descrevem como o único e suficiente Salvador da humanidade.
 
AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO
Subsídio Teológico -  "A Palavra na Eternidade (1.1-5)
Os versículos 1 a 4 narram o estado preexistente de JESUS e como Ele agia no plano eterno de DEUS.'No princípio' (v.1a) fala da existência eterna da Palavra (o Verbo). As duas frases seguintes expressam a divindade de JESUS e sua relação com DEUS Pai. Esta relação é uma dinâmica na qual constantemente são trocadas comunicação e comunhão dentro da deidade. O versículo 2 resume  oversículo1 e prepara para a atividade divina fora da relação da deidade no versículo 3. No versículo 4 Ele é o Criador mediado. O uso da preposição 'por' informa o leitor com precisão que o Criador original era DEUS Pai que criou todas as coisas pela Palavra. Os verbos que João usa nestes versículos fazem distinção entre o Criador não-criado, a Palavra (o Verbo) e a ordem criada. Numa boa tradução, a RC observa esta
distinção: a Palavra (o Verbo)'era' mas 'todas as coisas foram feitas'. O versículo 4 conta várias coisas para o leitor:
1) A Palavra divina, como DEUS Pai, tem vida em si mesma, vida incriada (ou seja, é a fonte da vida eterna).
2) Esta vida revelou a pessoa e natureza de DEUS para todas as pessoas.
3) 'Luz' neste ponto pertence à revelação autorizada e autêntica de DEUS[...]"
(ARRINGTON, F.L.; STRONSTAD, R. (eds.) Comentário bíblico pentecostal: Novo Testamento. 2.ed., Rio de Janeiro: CPAD,2004, p. 496.)
-------------------------------------------------------------------------------
 
QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 1 - JESUS, O VERBO DE DEUS
Responda conforme a revista da CPAD, 1º Trimestre de 2007
 
TEXTO ÁUREO:
1- Complete:
"E o Verbo se fez _________________ e habitou entre nós, e vimos a sua ______________________, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de _____________________ e de verdade". (Jo 1.14).
 
VERDADE PRÁTICA:
2- Complete:
CRISTO JESUS é o _________________de DEUS que se fez ___________________ e habitou entre nós, a fim de nos __________________ do pecado.
 
INTRODUÇÃO
3- O que nos apresenta a doutrina, claramente exposta no prólogo do evangelho de João? Marque com “X” na resposta correta:
(    ) Apresenta JESUS como aquEle que possui os atributos exclusivos e únicos da divindade.
(    ) Apresenta JESUS como aquEle que possui alguns atributos exclusivos e únicos da divindade.
(    ) Apresenta JESUS como aquEle que não possui os atributos exclusivos e únicos da divindade.

I. O SIGNIFICADO DO TERMO "VERBO"
4- Quais os oito maravilhosos títulos divinos de CRISTO em Jo 1.1-51 que aprouve ao ESPÍRITO SANTO revelar? Coloque “V” para Verdadeiro e “F” para Falso:
(    ) Verbo.
(    ) Vida.
(    ) Amor.
(    ) Luz.
(    ) Filho Unigênito de DEUS.
(    ) Cordeiro de DEUS.
(    ) Messias.
(    ) Príncipe.
(    ) Rei de Israel .
(    ) Filho do Homem.
 
5- O que está manifesto apenas nesse primeiro capítulo do evangelho de João? Coloque “V” para Verdadeiro e “F” para Falso:
(    ) A deidade.
(    ) A trindade.
(    ) Natureza.
(    ) Identidade.
(    ) A unicidade.
(    ) Encarnação.
(    ) Missão de nosso glorioso Salvador.
 
 6- Complete:
 "Tal _________________ é para mim maravilhosíssima; tão _______________, que não a posso _______________" (SI 139.6; Rm 11.33; Ef 1.3).

7- O termo "Verbo", aplicado a JESUS, procede de qual original?
Marque com “X” na resposta correta:
(    ) Login.
(    ) Logarítimo.
(    ) Logos.
 
8- Qual o significado secular de Logos? Coloque “V” para Verdadeiro e “F” para Falso:
(    ) Palavra.
(    ) Único Deus.
(    ) Razão.
(    ) Pensamento.
 
9- Com que sentido é usado o termo Logos no versículo 1 do Evangelho de João? Marque com “X” na resposta correta:
(    ) Com o sentido de "Pensamento ou Palavra escrita".
(    ) Com o sentido de "Razão ou Palavra divina".
(    ) Com o sentido de "Verbo ou Palavra divina".
 
10- Na Bíblia, o termo "palavra", quando vinculado a DEUS, o que revela? Marque com “X” na resposta correta:
(    ) Revela o seu finito poder criador, protetor e aquele que aprende todas as coisas visíveis e invisíveis .
(    ) Revela o seu poder criador, orientador na produção de todas as coisas visíveis e invisíveis .
(    ) Revela o seu infinito poder criador, protetor e sustentador de todas as coisas criadas, visíveis e invisíveis .
 
II. AS AFIRMAÇÕES DOUTRINÁRIAS DE JOÃO 1.1
11- Desde quando o Senhor JESUS existe? Marque com “X” na resposta correta:
 (    ) Foi criado antes de todas as coisas serem criadas.
 (    ) Antes de todas as coisas, inclusive antes de o tempo ter início.
 (    ) Foi criado pelo pai antes de criar a Terra.

12- Complete:
 Louvemos ao ________________, o ______________________. Sustentador e _____________ de todas as coisas (Ap 1.8).

13- Segundo os hereges, Pai, Filho e ESPÍRITO SANTO são o que?
Marque com “X” na resposta correta:
(    ) Uma só pessoa.
(    ) Duas pessoas.
(    ) Três pessoas.
 
14- Quais são as refutações clássicas contra as heresias dos que não crêem na doutrina da existência de um só DEUS que subsiste em três distintas e Santíssimas Pessoas? Coloque “V” para Verdadeiro e “F” para Falso:
(    ) O batismo de JESUS.
(    ) O nascimento de JESUS.
(    ) Sua oração sacerdotal.
(    ) A declaração da sua suprema autoridade.
 
15- O que é crer e defender a santa doutrina da Trindade? Marque com “X” na resposta correta:
(    ) É um privilégio e um dever de cada cristão.
(    ) Não é um privilégio, mas um dever de cada cristão.
(    ) É um privilégio, mas não um dever do cristão.

16- Complete:
 Inúmeras e inegáveis ____________________ bíblicas atestam que a crença na divindade de JESUS é indispensável para a _____________________ da ______________ (1 Co 15.1-4; 1 Tm 6.15,16; Hb 1.1-3; 1 Pe 1.2-5; 1Jo 5.5.1-13).
 
III.QUALIDADES DIVINAS DO VERBO
17- Quais os principais atributos e prerrogativas do Verbo divino? Coloque “V” para Verdadeiro e “F” para Falso:
(    ) Criador.
(    ) Herói.
(    ) Nele estava a Vida.
(    ) Possuidor de Juízo.
(    ) A luz verdadeira.

18- Qual doutrina invalida a crença dos grupos religiosos que dizem ser o Verbo uma mera criatura, e não o Criador? Complete:
'Todas as coisas foram feitas por _____________, e sem ele nada do que foi feito se ___________________" (Jo 1.3). Ele "estava no mundo, e o mundo; foi ____________________ por ele" (Jo 1.1O).
"Porque nele foram criadas todas as coisas que há no _____________ e na terra" (C11.16)”.  "ó, vinde, adoremos e prostremo-nos! Ajoelhemos diante do ___________________ que nos criou" (SI 95.6).
"Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por _________________________" (Jo 14.6).

19- Quem é a "luz que alumia a todo homem que vem ao mundo"?
Marque com “X” na resposta correta:
(    ) O Senhor JESUS.
(    ) O Senhor DEUS PAI.
(    ) O Senhor ESPÍRITO SANTO.

CONCLUSÃO

20- Em quem estão reunidas todos os atributos divinos que o descrevem como o único e suficiente Salvador da humanidade?
Marque com “X” na resposta correta:
(    ) No Senhor JESUS.
(    ) No Senhor DEUS PAI.
(    ) No Senhor ESPÍRITO SANTO.
 
 
AJUDA:
CPAD - www.cpad.com.br - Bíblias, livros e revistas.
www.escoladominical.com.br  -  www.ebdweb.com.br com vídeos da EBD
http://universobiblico.com.br/assembleia/estudosbiblicos/Videosebdnatv.htm   (VÍDEOS da EBD na TV)
BÍBLIA ILUMINA EM CD 
Nosso novo endereço: http://universobiblico.com.br/assembleia/estudosbiblicos/
http://universobiblico.com.br/assembleia/estudosbiblicos/licao3-vc-jesus%20cristo%20verd%20hom%20e%20verd%20deus.htm
 
Estudos
EBD
Discipulado
Mapas
Igreja
Ervália
Corinhos
Figuras1
Figuras2
Fotos