Index
Estudos
EBD
Discipulado
Mapas
Igreja
Ervália
Corinhos
Figuras1
Figuras2
Vídeos
Fotos
 
  
LIÇÃO 10 - A BÍBLIA, O CÓDIGO DE ÉTICA DIVINO
LIÇÕES BÍBLICAS ALUNO - JOVENS E ADULTOS - 4º TRIMESTRE DE 2008
O DEUS DO LIVRO E O LIVRO DE DEUS
Comentários do Pr. Elinaldo Renovato de Lima
Consultor Doutrinário e Teológico: Pr. Antônio Gilberto
Complementos e questionários: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva
QUESTIONÁRIO
LEIS QUE TRAMITAM EM BRASÍLIA CONTRA A IGREJA DE DEUS
 
 
 
TEXTO ÁUREO
"Lâmpada para os meus pés é tua palavra e luz, para o meu caminho"  (SI 119.105).
 
 
 
 
VERDADE PRATICA
Na Bíblia encontramos todas as normas divinas para orientar a conduta do crente, nas esferas social, moral e espiritual.
 
 
 
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Mateus 5.1 3-19.
13 - Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens. 14 - Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; 15 - nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas, no velador, e dá luz a todos que estão na casa. 16 - Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus. 17 - Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim ab-rogar, mas cumprir. 18 - Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei sem que tudo seja cumprido. 19 - Qualquer, pois, que violar um destes menores mandamentos e assim ensinar aos homens será chamado o menor no Reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no Reino dos céus.
 
Mt 5.20- A ética do testemunho cristão; 1 Pe 3.13- O testemunho cristão zela pelo bem; Sl 15- O cântico do testemunho cristão;
Mt 5-7- A legislação do testemunho cristão; Gl 5.22- Os fundamentos do testemunho cristão; Ef 5.1,18-21- A eficácia do testemunho cristão
Testemunho significa uma declaração fundamentada, comprovada, testada, confirmada ou declarada ter visto, ouvido ou conhecido.
Uma das coisas mais importantes na vida de um seguidor de JESUS, que é também chamado de cristão, é o seu testemunho, ou seja, é a vivencia, na prática, daquilo que ele fala ou diz que é.
Não devemos apenas darmos testemunho, mas também sermos testemunhas, foi o que JESUS encomendou aos seus discípulos quando partiu, logo antes do pentecostes: 
At 1.8 Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o ESPÍRITO SANTO, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra.
Implica em testemunhar de CRISTO, não apenas sendo parecido com ELE em seu caráter, mas também em sua fé e poder ao pregar o evangelho. Todos os crentes devem ter um alto padrão ético, mas também todos devem ter os sinais poderosos de DEUS os acompanhando em seu testemunho cristão, revelando ao mundo que JESUS está vivo e quer a glorificação e exaltação do Pai através de nós.
Mc 16.17 E estes sinais acompanharão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e estes serão curados.
 
Testemunho: Testemunho cristão é a postura ética e bíblica que o crente exerce na sociedade em que vive.
 
JESUS - Aprendei de mim...
Jo 12.45 E quem me vê a mim, vê aquele que me enviou.
Paulo - Fp 3.17 Irmãos, sede meus imitadores, e atentai para aqueles que andam conforme o exemplo que tendes em nós;
1Ts 4.1,2 Finalmente, irmãos, vos rogamos e exortamos no Senhor JESUS que, como aprendestes de nós de que maneira deveis andar e agradar a DEUS, assim como estais fazendo, nisso mesmo abundeis cada vez mais.
2Tm 3.14,15 Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, e que desde a infância sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela que há em CRISTO JESUS.
 
Como vemos acima o cristão é representante de CRISTO na Terra, portanto deve ser parecido com O mesmo para que possa desempenhar seu papel de cristão perante sua família, a Igreja e o mundo.
Será que poderíamos dizer: Quem me vê a mim, vê JESUS? Oh! meu DEUS, tenha misericórdia de todos nós!
 
A ética do mundo está alicerçada em areia movediça que afunda o homem no pecado cada vez que ele se esforça por sair dessa situação terrível, pois não conhece e quando conhece, não segue a Palavra de DEUS, o livro de ética cristã. A única ética que é aprovada por DEUS.
 
 
 
 
Brasil faz 1 milhão de abortos inseguros por ano. 
Um relatório da Federação Internacional de Planejamento Familiar (IPPF, na siga em inglês) divulgado em 2007 diz que 1 milhão de abortos considerados inseguros são feitos no Brasil a cada ano. No total imagina-se 5 milhões de abortos no Brasil por ano.
 
 
 
 
Segundo os pesquisadores da Abramet, em 2006, foram registrados 105.036 acidentes só nas capitais com 7.267 mortes. 
Segundo o levantamento, em 2005, a maioria das vítimas tinha entre 20 e 39 anos (45%). O ministério afirma que, entre os adolescentes, o acidente de trânsito já é a segunda principal causa de morte --seguida pelos homicídios--, com 3.976 mortes por ano --as vítimas tinham entre dez e 19 anos. O Ministério da Saúde afirma que as principais causas dos acidentes estão relacionadas ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas.
Projeto de Lei sobre Homofobia não passa de perseguição religiosa e incentivo ao descrédito na Bíblia como Palavra de DEUS.
 
 
 
“Ai dos que chamam de mau aquilo que é bom e que chamam de bom aquilo que é mau; que fazem a luz virar escuridão e a escuridão virar luz; que fazem o amargo ficar doce e o que é doce ficar amargo! Ai dos que acham que são sábios, dos que pensam que sabem tudo!” (Isaías 5:20-21 BLH).
Diretores e diretoras de colégios distribuem preservativos aos alunos, que muitas vezes, não passam de 10 anos de idade. É o incentivo à prostituição infantil e à pedofilia. Não se combate o pecado facilitando a maneira de se pecar mais.
 
 
 
Há uma tendência mundial evidenciada pela globalização, de centralizar as decisões e as leis. Já nos idos de 1960 se dizia “que nação alguma podia viver para si própria, pois o que afeta um país afeta a todos”. Que o diga o povo brasileiro, neste início de terceiro milênio! É o mundo se preparando para o governo do super-homem, que será a própria encarnação de Satanás. O qual se levanta contra tudo o que se chama Deus ou objeto de culto. A Bíblia ensina que o mundo atingirá certo ponto no qual se criará um governo mundial, surgirá um ditador mundial ou presidente mundial. A Bíblia afirma também que o homem é tão rebelde contra as leis de Deus que, algum dia, reunirá seus exércitos contra o próprio Deus. Este será o último grande conflito. Como Deus responderá? Certamente não será uma resposta de misericórdia nem de tolerância. Porque isto Deus tem feito desde o início. A resposta de Deus a toda esta loucura humana de seguir o mal, será uma resposta de juízo. Mas para os que temem a Deus e estão em Cristo Jesus, a garantia é: “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”. Rm 8.1.
E o cristão, como se comporta no meio de toda esta situação? Como cristãos, nascemos para enfrentar dificuldades, do mesmo modo como os demais. Quando o país enfrenta a depressão econômica podemos estar desempregados, quando irrompe a guerra achamo-nos em perigo. Estamos expostos às mesmas doenças e a muitos dos mesmos problemas psicológicos que afligem a muitos. Desta forma, devemos cultivar interesse pelo mundo atual, e fazer tudo o que pudermos para ajudar o nosso próximo, com quem convivemos, seja ele crente ou não.
O crente é diferente, mesmo neste mundo, ele possui privilégios. E o maior privilégio que o verdadeiro filho de Deus tem, é que ele afirma sua isenção quanto a todas as ordens de Satanás e, na verdade, somos os únicos inteiramente livres. Ainda que haja um forte apelo do mundo para que o crente assimile sua forma de vida, o filho de Deus prefere ouvir e seguir o apelo do Apóstolo Paulo – “Não vos conformeis com este mundo, mas, transformai-vos pela renovação do vosso entendimento”. 
A Bíblia ensina que nós os cristãos, somos forasteiros na terra. Somos estrangeiros, gente de fora, peregrinos e residentes temporários aqui neste planeta. “Não temos aqui cidade permanente”- Hb 13.14. Queremos um país melhor que é o céu. 
(Pr. SALVARINO PINTO DA SILVA)
 
1Jo 5.19 Sabemos que somos de Deus e que todo o mundo está no maligno.
O termo grego traduzido por mundo é kósmos, que ocorre em o Novo Testamento nada menos que 195 vezes, predominantemente na literatura joanina (78 vezes no Evangelho, 23 vezes na Primeira Epístola, 1 na Segunda, e 3 vezes no Apocalipse).
A palavra ‘mundo’ no Novo Testamento, em grego, aparece de três formas diferentes, dando-lhe assim um sentido mais complexo. Vejamos:
Oikoumenê, Kosmos e Aiôn.
A palavra Oikoumenê (habitado, terra habitada, humanidade etc) é identificada com o gênero humano.
A palavra Kosmos (universo, cosmos, Terra, planeta, humanidade em geral etc) é identificada com universo inteiro.
A palavra Aiôn (tempo muito longo, eternidade, sempre, século) apresenta-se em alguns textos do Novo Testamento, em grego, com o sentido de mundo, geralmente o termo também é aplicado quando se refere aos filhos desse mundo e quando são inspirados ou controlados por Satanás, ou por seus demônios.
Essas palavras todas representam o termo “mundo”, porém com um sentido e significância diferentes.
 
 
Não basta dar testemunho apenas, mas é preciso ser também testemunha e viver o evangelho de maneira plena, praticando o que se prega e tendo a manifestação do poder de DEUS como selo de autenticidade para nossa pregação. 
Apesar de ser difícil viver neste presente século mal, temos que fazer a diferença, temos que mostrar a saída, a luz no fim do túneo, o único caminho correto para nossa nação: JESUS.
 
 
TESTEMUNHO CRISTÃO
CARACTERÍSTICAS ESPECIAIS DO TESTEMUNHO CRISTÃO
Refere-se a experiências pessoais 
Sl 66:16; Sl 71:15; Sl 119:13,46
Relata as bênçãos de DEUS
Is 63:7
Irrompe como um fogo no íntimo
Jr 20:9; Dn 4:2; Jo 1:9
Dever diário
Ml 3:16; Mt 9:31
Inspirado pelo ESPÍRITO
At 2:4
Chega a ser irreprimível
At 4:20; At 5:32; At 26:22
É resultado da fé 
2Co 4:13; 1Pe 5:12
COMO E QUANDO O TESTEMUNHO DEVE SER DADO  
(1Cr 16:8; Sl 107:2; Is 12:4)
Sem cessar 
Is 62:6; Jr 51:10
No lar 
Mc 5:18; Mc 5:19
No poder do ESPÍRITO SANTO
At 1:8
Nas reuniões dos santos
Ef 5:19
Sem temor ou vergonha
2Tm 1:8
Sempre preparado
1Pe 3:15
 
 
 
 
Mateus 5.13-16; 20 - Lucas 14.34,35; 17-20,21.
Mt 5.13 Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens. 14 Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; 15nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas, no velador, e dá luz a todos que estão na casa. 16 Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus. 
 
20 Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no Reino dos céus.
 
Lc 14.34 Bom é o sal, mas, se ele degenerar, com que se adubará? 35 Nem presta para a terra, nem para o monturo; lançam-no fora. Quem tem ouvidos para ouvir, que ouça.
 
Lc 17.20 E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o Reino de DEUS, respondeu-lhes e disse: O Reino de DEUS não vem com aparência exterior.21 Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Ei-lo ali! Porque eis que o Reino de DEUS está entre vós.
 
O cristão como sal da terra e luz do mundo, não só deve ser diferente, mas seu comportamento como cristão deve ser um referencial para a sociedade.
 
Mt 5.13 SAL DA TERRA. Os cristãos são o sal da terra . Dois dos valores do sal são: o sabor e o poder de preservar da corrupção. O cristão e a igreja, portanto, devem ser exemplos para o mundo e, ao mesmo tempo, militarem contra o mal e a corrupção na sociedade. 
(1) As igrejas mornas apagam o poder do ESPÍRITO SANTO e deixam de resistir ao espírito predominante no mundo. Elas serão lançadas fora por DEUS ( Ap 3.16). 
(2) Tais igrejas serão destruídas, pisoteadas pelos homens (v.13); i.e., os mornos serão destruídos pelos maus costumes e pelos baixos valores da sociedade ímpia (cf. Dt 28.13,43,48; Jz 2.20-22).

Jo 8.12 EU SOU A LUZ DO MUNDO. JESUS é a luz verdadeira (1.9). Ele remove as trevas e o engano, iluminando o caminho certo para DEUS e a salvação. 
(1) Todos que seguem a JESUS são libertos das trevas do pecado, do mundo e de Satanás. Os que ainda andam nas trevas não o seguem (cf. 1 Jo 1.6,7). 
(2) "Quem me segue" é um gerúndio contendo a idéia de seguir continuamente. 
JESUS, na realidade, disse "seguir-me continuamente". Ele reconhecia somente o discipulado perseverante (ver 8.31).
 
Lc 17.20 E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o Reino de DEUS, respondeu-lhes e disse: O Reino de DEUS não vem com aparência exterior. 21 Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Ei-lo ali! Porque eis que o Reino de DEUS está entre vós.
SE A VOSSA JUSTIÇA. A justiça dos escribas e dos fariseus era exclusivamente exterior. Eles observavam muitas regras, oravam, cantavam, jejuavam, liam as Escrituras e freqüentavam os cultos nas sinagogas. No entanto, substituíam as atitudes interiores corretas pelas aparências externas. JESUS declara aqui que a justiça que DEUS requer do crente vai além disso. O coração e o espírito, e não somente os atos externos, devem conformar-se com a vontade de DEUS, na fé e no amor.
 
 
 
 
A AUTORIDADE DA BÍBLIA SOBRE OS HOMENS:
A lei mosaica designou responsabilidades específicas a vários grupos e oficiais do Antigo Testamento com respeito às Escrituras.
1. As Escrituras em relação ao povo israelita. A congregação de Israel foi dito: "Não acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do Senhor vosso DEUS, que eu vos mando" (Dt 4.2). Está entendido que o povo não possuía a autoridade para questionar o valor da Palavra, nada podendo aumentar ou omitir dela. Cabia-lhe apenas obedecê-la.
2. As Escrituras em relação ao rei. A obrigação do rei em Israel para com as Escrituras era como se segue: "Será também que, quando se assentar sobre o trono do seu reino, então escreverá para si um traslado desta lei num livro, do que está diante dos sacerdotes levitas. E o terá consigo, e nele lerá todos os dias da sua vida, para que aprenda a temer ao Senhor seu DEUS, para guardar todas as palavras desta lei, e estes estatutos, para fazê-los" (Dt 17.18,19). O rei possuía autoridade governamental para matar ou manter vivo a quem ele quisesse, porém, em relação à Palavra de DEUS ele tinha o dever de obedecê-la. Neste particular, o rei em nada era superior ao mais humilde de seus súditos.
3. As Escrituras em relação aos juízes. Os juízes eram mediadores em assuntos comuns, domésticos; porém se era trazido perante eles algum assunto mui difícil de resolver, se apelava para o sacerdote, que servia como corte suprema sobre os juízos. O juiz era instruído da seguinte maneira: "Quando alguma coisa te for dificultosa em juízo... então te levantarás, e subirás ao lugar que escolher o Senhor teu DEUS; e virás aos sacerdotes levitas, e ao juiz que houver naqueles dias, e inquirirás, e te anunciarão a palavra que for do juízo. E farás conforme ao mandado da palavra que te anunciarão do lugar que escolher o Senhor; e terás cuidado de fazer conforme a tudo o que te ensinaram" (Dt 16.18-20; 17.8-12). Eles eram constituídos sobre o povo para exercer o juízo conforme à Lei, conforme à Palavra do Senhor.
4. As Escrituras em relação aos levitas. Aos levitas foi conferida a custódia das Escrituras. Deste modo eles foram instruídos a proceder do seguinte modo: "Tomai este livro da lei, e ponde-o ao lado da arca do concerto do Senhor vosso DEUS, para que ali esteja por testemunha contra ti" (Dt 31.26).
5. As Escrituras em relação aos profetas. Ao profeta foi dada a alta responsabilidade de receber e comunicar a Palavra de DEUS. A prova entre o verdadeiro e o falso profeta era tanto razoável como natural. As instruções eram: "E, se disseres no teu coração: Como conheceremos a palavra que o Senhor não falou? Quando o tal profeta falar em nome do Senhor, e tal palavra se não cumprir, nem suceder assim, esta é palavra que o Senhor não falou; com soberba a falou o tal profeta, não tenhas temor dele" (Dt 18.21,22). 
 
A Ética nos Evangelhos. 
No Sermão da Montanha, encontramos as REGRAS BÁSICAS do Reino de DEUS, trazidas por JESUS CRISTO. A Ética do Sermão do Monte e das demais partes do evangelho é tão elevada, que nem mesmo a maioria dos cristãos a têm levado à prática.
Exemplos:
- A justiça do cristão deve exceder a dos escribas e fariseus (Mt 5.20);
- Quem somente olhar para uma mulher, pensando em adulterar com ela, já adulterou (Mt 5.28).
- O falar deve ser sim, sim; não, não. O que disso passa é de procedência maligna (Mt 5.37);
- O certo é amar os inimigos, bendizer os que nos maldizem, fazer bem aos que nos odeiam e orar pelos que nos maltratam (Mt 5.44);
- CRISTO manda que sejamos perfeitos como é nosso Pai que está nos céus (Mt 5.48);
- Não se deve julgar os outros (Mt 7.1);
- Só devemos fazer aos homens o que queremos que eles nos façam (Mt 7.12);
- Se o irmão pecar contra nós, devemos perdoar sempre – (até 70 x 7 - apenas como alegoria) (Mt 18.22);
- É para dar a César o que é de César e a DEUS o que é de DEUS (Mt 22.21);
- Quando o cristão der um banquete (casamento, festa de 15 anos, etc.) não deve convidar só os amigos, os irmãos, os parentes, os vizinhos ricos, mas principalmente “os pobres, os mancos e cegos” (Lc 14.12-13).
  
A Ética nas Epistolas
1) Fazer tudo para a glória de DEUS (1 Co 10.31);
2) Fazer tudo em nome de JESUS, dando graças a DEUS (Cl 3.17);
3) Fazer de todo o coração, como ao Senhor (Cl 3.23);
4) Fazer o que é lícito e conveniente diante de DEUS (1 Co 10.23);
5) Não dar escândalo ao mais fraco (1 Co 8.9-13);
6) Não fazer nada em caso de dúvida (Rm 14.23);
7) Lembrar que vamos dar contas a DEUS de todas as nossas obras (Rm 14.11,12; Ec 11.9).
8) Evitar a aparência do mal (1 Ts 5.22).
 
 
  
 
 
LUZ E SAL OU SAL E LUZ?
OS EFEITOS RELEVANTES DO SAL
1. O sal nos tempos antigos. 
JESUS tornava compreensível o seu ensino mediante o uso de recursos simbólicos comuns ao contexto de seus ouvintes (cf. Mt 18.11-13). Assim, Ele trata da relevância cristã, no Sermão do Monte, aludindo inicialmente ao sal, largamente utilizado em todos os estratos sociais nos tempos antigos (cf. Ed 7.21,22; Mc 9.50; Cl 4.6).
Entre outras formas de uso, destacava-se a sua função monetária nas transações comerciais. É tanto que o termo salário deriva do latim salarium, que significa “dinheiro de sal”, como parte do pagamento aos soldados romanos. JESUS, portanto, contextualiza a sua mensagem, utilizando um símbolo comum aos discípulos para que eles compreendessem a importância de sua vida de retidão em meio à sociedade corrupta. 
2. O valor médico do sal. Para além do valor nutritivo do sal, principalmente quanto ao sabor dos alimentos (cf. Jó 6.6), há que se considerar, também, o seu elevado valor medicinal. Enquanto o consumo excessivo traz prejuízos ao organismo, a abstenção absoluta e continuada provoca danos à saúde, daí porque o crente não só tem que tornar suas ações espiritualmente palatáveis, no ambiente em que está, como também precisa exercer papel restaurador entre os doentes (cf. Is 61.1; Lm 1.16).
3. O poder de preservação do sal. Todavia, o que mais se destaca, no sal, quanto à relevância do crente no mundo, é o seu poder de preservação. Nos tempos antigos, e até mais recentes, este era o recurso para evitar a deterioração dos alimentos perecíveis, de modo que podiam ser ingeridos a qualquer tempo, sem a perda de seus valores nutricionais. Ora, o mundo não está pior porque as ações do crente submisso ao ESPÍRITO SANTO contribuem para evitar a sua deterioração (cf. 2 Ts 2.1-8).

OS EFEITOS RELEVANTES DA LUZ
1. A luminosidade da luz. Outro símbolo de forte impacto empregado por JESUS foi a luz. Eis algumas lições que podem ser extraídas: 
a) a escuridão não consegue jamais prevalecer ante a luz. Quando esta chega, as trevas desaparecem; 
b) por outro lado, a ausência absoluta de luz permite que a escuridão prevaleça em termos absolutos de modo que nada fica visível aos olhos humanos. Por isso, a afirmação peremptória do Mestre: “Vós sois a luz do mundo” (v.14). Ou seja, o meio de os homens conhecerem na prática a verdade divina é através do testemunho de cada crente.
2. A visibilidade da luz. Pela sua própria natureza a luz tem, ainda, visibilidade. Haja vista os faróis marítimos construídos junto à costa para orientar os navios. Estes, ao contemplá-los, são capazes, mesmo à distância, de ajustar o seu posicionamento na região costeira. Ora, JESUS afirmou que não se põe a candeia debaixo do alqueire (v.15). Visibilidade é a conotação desta assertiva. Isto posto, onde o crente estiver a visibilidade positiva de sua fé tem o efeito de atrair outros a CRISTO.
3. A necessidade da luz. O fato de estarmos acostumados à luz, por outro lado, leva-nos muitas vezes a não compreendê-la como algo essencial à vida. Só quando desaparece damos conta da sua real importância. As plantas, por exemplo, sobrevivem porque metabolizam substâncias orgânicas através da energia oriunda da luz do sol. Na verdade, a Terra depende da energia solar para a sua sobrevivência. Isto significa que só a presença de CRISTO - o sol da justiça - é capaz de pôr ordem no mundo e permitir que os crentes reflitam o brilho dessa luz para trazer vida aos que os cercam (cf. Jo 8.12).

O IMPERATIVO DA RELEVÂNCIA CRISTÃ
1. Onde ser relevante. À luz desses dois ricos símbolos entendemos que o testemunho do cristão de uma vida transformada, reta, justa e altruísta tem que se fazer notar em todos os segmentos da sociedade. Assim como o sal e a luz podem ser encontrados e percebidos desde as mais simples choupanas aos mais esplendorosos palácios, desde uma extremidade à outra, porque são indispensáveis à vida, igualmente requer-se dos salvos uma presença ativa e marcante que faça diferença no mundo e demonstre a excelência do evangelho, que é poder de DEUS e salvação para todo o que crê.
2. Como ser relevante. A importância vital desses dois símbolos pode ser notada pelos efeitos que exercem. Se o sal for insípido, perderá totalmente o seu valor (v.13). Se a luz estiver apagada ou escondida, nenhum benefício trará ao ambiente (v.14). Partindo daí, há pelo menos três áreas gerais da relevância cristã.
a) A primeira é a do exemplo. Atitudes e atos falam mais alto do que mil palavras (ver 2 Co 3.2,3). Quando o nosso comportamento não condiz com o que falamos, de nada adiantam eloqüência e verbosidade. A falta de lisura e nitidez em nossas ações levam-nos à perda da credibilidade.
b) A segunda é a do compromisso. Há por aí um evangelho fácil e descomprometido com DEUS, com sua Palavra e com a igreja, onde o deslumbramento de práticas ritualistas está de mãos dadas com a superficialidade da fé ao mesmo tempo em que a visão materialista da vida cristã toma o lugar da renúncia exigida por CRISTO e vislumbrada nas bem-aventuranças (ver Mt 5.1-12; 16.24-26). Todavia, o compromisso de viver os princípios do Reino com todas as suas implicações é parte da relevância do crente no mundo. 
c) A terceira é a do serviço. Há três palavras gregas no livro de Atos fortemente relacionadas à relevância cristã: Martiria tem a ver com a disposição do discípulo de CRISTO de dar a própria vida pela causa do evangelho; koinonia define todos os aspectos que envolvem a comunhão entre os crentes, e diaconia expressa em sua dimensão mais profunda o serviço que os salvos dedicam ao próximo. Servir, portanto, é a decorrência natural quando se experimentam a martiria e a koinonia.

 O OBJETIVO DA RELEVÂNCIA CRISTÃ
1. Motivar o testemunho da sociedade. Mas a relevância cristã não é um fim em si mesmo. Visa, entre outras coisas, ocasionar o testemunho dos que são alcançados para que vejam a igreja como um o povo de DEUS. JESUS deixou claro que a luz resplandecente permitiria que as boas obras fossem vistas pelos homens (v.16). Não há nenhum erro em tornar conhecidas as ações da igreja na sociedade desde que o objetivo não seja a auto-glorificação, mas mostrar a sua relevância como um organismo espiritual que atua em favor do bem comum, buscando, sobretudo, a salvação das almas (cf. At 9.36-42).
2. Demonstrar o compromisso da fé. Outra finalidade da relevância cristã é mostrar que a fé tem um perpétuo compromisso com as obras. O ensino de Tiago se ajusta ao de Paulo quando afirma que as obras resultam da fé (ver Tg 2.14-26). Vale ressaltar, inclusive, que, nesta passagem, o termo aparece no contexto da solidariedade ao próximo. Portanto, a legitimidade da fé pode ser dimensionada quando a igreja movida pelo ESPÍRITO SANTO torna-se solidária no sentido de minorar o sofrimento humano.
3. Glorificar a DEUS. Para finalizar, a relevância dos crentes, como sal da terra e luz do mundo, tem como propósito maior glorificar a DEUS (v.16).
Quando o perdido se converte mediante o labor da igreja, DEUS é exaltado em sua glória, pois trata-se do resgate de sua imagem em vidas antes corrompidas pelo pecado.

O sal e a luz são relevantes pelo efeito que exercem.  
Sem eles não haveria qualidade de vida. Portanto, cada cristão deve ser relevante, isto é, brilhar o máximo por JESUS, primar pela excelência espiritual, realçar a distinção entre o crente e o mundo. Com isto todos perceberão que ser crente é muito mais do que freqüentar a igreja. É demonstrar amor pelo próximo na mesma medida de CRISTO (Jo 13.34).
“JESUS chamara seus discípulos para serem pescadores de homens (Mt 4.19). Ele quer que sejam, também, o sal da terra e a luz do mundo: ‘Vós sois o sal da terra’ (v.13). O Mestre proferiu essas palavras afastado das multidões (v.1), mas com o alvo de abençoá-las por intermédio daqueles a quem ensinava.
“Os profetas eram o sal da terra de Canaã; os crentes são o sal de toda a terra, porque devem ir por todo o mundo e pregar o Evangelho. CRISTO disse que um punhado de discípulos seriam o sal da terra. 
“Os crentes são o sal da terra porque conservam-na da corrupção, dão gosto ao que é insípido, refrescam e purificam ao que dá mau cheiro espiritual. Não se aplica o sal aos animais vivos, mas à sua carne depois de mortos. CRISTO quer que seus discípulos sejam o sal da terra porque a sociedade humana está morta e, sem esse sal, estraga-se. 
‘Vós sois a luz do mundo’ (v.13): o sal opera no interior da massa; a luz opera no exterior. A ilustração do sal fala do nosso caráter; a luz fala do nosso testemunho. Note-se que, como CRISTO falou primeiro no sal da terra e depois na luz do mundo, assim o caráter precede o testemunho. Em que sentido podemos ser a luz do mundo, quando o próprio CRISTO o é (Jo 8.12), e o maior dos profetas testificou que ele mesmo não era? (Jo 1:6-8) A resposta é que brilhamos como luz refletida. CRISTO é como o sol que brilha com a sua própria luz. Nós somos como a lua que brilha com a luz espelhada do sol. CRISTO não disse no Sermão do Monte: ‘Brilhai diante dos homens’, mas disse: ‘Brilhe a vossa luz...’
‘Não são chamados para receber honra para si, mas para que DEUS seja glorificado’ (Fp 2.14, 15).” (Espada Cortante, CPAD, págs. 407- 409) 
Após introduzir nas bem-aventuranças as diversas situações em que os cristãos seriam confrontados no seu dia-a-dia, e que exigiriam atitudes coerentes com os valores do Reino de DEUS, CRISTO apontou a relevância cristã, mediante o simbolismo do sal e da luz, como uma característica indispensável aos que servem a DEUS. A partir de então, CRISTO começou a descortinar os princípios éticos que dariam consistência a essa relevância.
  
SOMOS CARTAS VIVAS DE CRISTO AO MUNDO:
2Co 4.1,2 Pelo que, tendo este ministério, assim como já alcançamos misericórdia, não desfalecemos; pelo contrário, rejeitamos as coisas ocultas, que são vergonhosas, não andando com astúcia, nem adulterando a palavra de DEUS; mas, pela manifestação da verdade, nós nos recomendamos à consciência de todos os homens diante de DEUS.
VOCÊ PODE SE RECOMENDAR A SI MESMO DIANTE DOS HOMENS, COMO EXEMPLO DE CRISTÃO?
 
A BUSCA DO PADRÃO ÉTICO DO REINO DE DEUS
1. É parte da responsabilidade cristã. Deve ser o alvo de cada crente, sendo parte de sua responsabilidade cristã. Se o crente não manifesta esse desejo de aperfeiçoar a sua vida cristã a cada dia, nos moldes ensinados por CRISTO no Sermão do Monte, é certo que não tenha experimentado a verdadeira transformação interior ou a tenha perdido no meio do caminho. 
2. É resultado exclusivo da graça. Nenhum esforço humano pode produzir não só o ardente desejo, mas também a possibilidade de se experimentar, aqui e agora, essa dimensão ética do Reino de DEUS, só há uma resposta a ser dada: ela é resultado exclusivo da graça (ver Rm 6.1-15).

Eis porque o Senhor afirmou que a nossa justiça precisa exceder a dos escribas e fariseus para que tenhamos entrada no Reino de DEUS (v.20). Eles se apegavam à letra da lei, visando apenas o exterior. Nós temos que estar apegados à CRISTO e, mediante a sua graça e o poder do ESPÍRITO SANTO, desenvolver a capacidade de demonstrar em nossas ações, a partir do coração, que o Senhor vive através de nossa própria vida.  
 
CONCLUSÃO
Os ouvintes de CRISTO o compreenderam e se admiraram de sua doutrina (v.28).
"O propósito de CRISTO é que as exigências espirituais da Lei de DEUS se cumpram na vida de seus seguidores (Rm 3.31; 8.4). 
Devemos viver como sal e não como doce na sociedade corrompida em que vivemos. Sal na ferida dói, mas sara. Não concordemos e nem apoiemos mais os pecados dessa geração perversa. Levemos sal para conservarmos pelo menos alguns para o grande dia em que nos encontraremos com nosso Salvador amado.
Devemos brilhar , levar luz onde há trevas e não apenas ficarmos esperando os prisioneiros das trevas virem para a luz.
 
Respeitemos as autoridades, pois a pessoa em si nada é, mas tem uma autoridade vinda de DEUS para que haja ordem e progresso na nação. 
Quem exerce um cargo público tem a obrigação de ter em mente que é um servo e não um patrão, um(a) servo(a) de milhões de pessoas. A honestidade, a imparcialidade, a paciência e o amor devem ser a marcas de um autêntico cristão que se destaca na sociedade, revelando CRISTO em seu caráter.
 
 
Um importante educador escreveu que "o que há de fundamentalmente humano no exercício educativo é o seu caráter formador.
O ensino de conteúdos bíblicos deve estar obrigatoriamente acompanhado à formação da moral do aluno. E a melhor maneira de formar o caráter de alguém é ensinar com a própria vida. Portanto, professor, praticar aquilo que se ensina é requisito indispensável para aqueles que lecionam na Escola Dominical.
 
Estude com afinco o assunto desta semana e, ao longo deste tempo, separe reportagens que retratem as conseqüências trágicas de uma sociedade que despreza a ética bíblica. Leve-as para a sala de aula e discuta com seus alunos a respeito do que a igreja tem feito e como ela tem se posicionado diante dos dilemas éticos vividos pela nossa geração.
 
PALAVRA-CHAVE: Ética: Conjunto de princípios e valores nos quais a sociedade se pauta.
 
 
 
 
RESUMO DA REVISTA DA CPAD
 4ºTRIMESTRE 2008 - LIÇÃO 10
INTRODUÇÃO
O cristão, como sal da terra e luz do mundo,
não adere aos valores da sociedade mundana
rebelada contra DEUS.
1- UM MUNDO SEM A ÉTICA BÍBLICA
1. O mundo jaz no maligno (1 Jo 5.19).
2. A trágica situação espiritual do mundo e do Brasil.
3. A falha da sociedade em educar os cidadãos.
II- PRINCÍPIOS ÉTICOS DA BÍBLIA
1. O princípio da fé (Rm 14.22,23).
2. O princípio da licitude e da conveniência (1 Co 6.12).
3. O princípio da licitude e da edificação (1 Co 10.23).
4. O princípio da glorificação a DEUS (1 Co 10.31).
5. O princípio da ação em nome de JESUS (CI 3.1 7).
6. O princípio do respeito ao irmão mais fraco (1 Co 8.913).
III - A ÉTICA CRISTÃ É PARA TODAS AS FAMÍLIAS
As leis de muitos países favorecem à imoralidade e
à falta de ética na sociedade.
1. A ética para os pais (Ef 6.4).
a) O relacionamento com os filhos.
b) O cuidado com a educação espiritual dos filhos.
2. A ética para os filhos (Ef 6.1,2).
CONCLUSÃO
A Palavra de DEUS é um guia seguro e infalível para
conduzir o crente neste mundo de trevas morais e espirituais.
 
REFLEXÃO
"O cristão não deve fazer as coisas porque são lícitas. ma porque lhe convém à luz da Palavra de DEUS."
REFLEXÃO
"Na Bíblia encontramos todas as normas divinas para orientar a conduta do crente, nas esferas social, moral e espiritual.
 
SINOPSE DO TÓPICO (1)
O mundo se encontra numa situação moral e espiritual de calamidade, porquanto não vive de acordo com a ética bíblica.
SINOPSE DO TÓPICO (2)
Os princípios da ética bíblica são os seguintes: a fé, a licitude e a conveniência, a licitude e edificação, a glorificação a DEUS, a ação em nome de JESUS e o respeito ao irmão mais fraco.
SINOPSE DO TÓPICO (3)
DEUS estabeleceu um padrão ético e moral para a família. Tanto pais como filhos receberam instruções bíblicas para o pleno desenvolvimento espiritual e crescimento harmonioso da família.
 
QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 10 - A BÍBLIA, O CÓDIGO DE ÉTICA DIVINO
RESPONDA CONFORME A REVISTA DA CPAD DO 4º TRIMESTRE DE 2008
 
TEXTO ÁUREO
1- Complete:
"Lâmpada para os meus _____________ é tua ________________________ e __________________________, para o meu caminho"  (SI 119.105).
 
VERDADE PRATICA
2- Complete:
Na _________________ encontramos todas as ____________________ divinas para ___________________________ a conduta do crente, nas esferas social, moral e espiritual.
 
INTRODUÇÃO
3- Complete:
Enquanto os valores morais do mundo são ____________________ e _______________________. os padrões éticos divinos mostram-se _______________________ no combate às trevas morais e espirituais da pós-modernidade.
 
I- UM MUNDO SEM A ÉTICA BÍBLICA
4- Como sabemos que o mundo jaz no maligno (1 Jo 5.19)? Coloque “V” para Verdadeiro e “F” para Falso:
(    ) JESUS o chamou de "rei deste mundo" (Jo 12.31; 14.30; 16.11).
(    ) Satanás reina sobre os ímpios.
(    ) Ele é o pai de todos os que mentem e praticam o mal, imitando-o em suas obras malignas (Jo 8.44; 1 Jo 3.8,10).
(    ) JESUS o chamou de "príncipe deste mundo" (Jo 12.31; 14.30; 16.11).
(    ) Os homens sem DEUS estão subordinados à sua sinistra vontade
 
5- Qual é a razão pela qual há tantos males nos corações dos ímpios: atitudes perniciosas, vícios, violência e crimes (Gn 6.2-6)? Coloque “V” para Verdadeiro e “F” para Falso:
(    ) Os homens sem DEUS estão dominados pelos desejos da carne, pela soberba da vida, e pelo pecado (1 Jo 2.16).
(    ) Aqueles que não se orientam pela 0Palavra de DEUS vivem, geralmente, afastados dos preceitos morais e éticos mais elevados.
(    ) É porque DEUS escolheu uns para desonra e outros para honra.
 
6- Cite características atuais da trágica situação espiritual do mundo e do Brasil? Coloque “V” para Verdadeiro e “F” para Falso:
(    ) As vítimas dos homicídios, geralmente, são homens entre 35 e 64 anos.
(    ) A sociedade descrente está perdida.
(    ) No que diz respeito à saúde e à valorização da vida humana, por exemplo, a situação é caótica.
(    ) Mais de 40 milhões de abortos são realizados por ano, em todo o mundo.
(    ) No Brasil, morre todos os anos mais gente vítima de acidente de trânsito (40.000) e de homicídio (50.000) do que nas mais sangrentas guerras do planeta.
(    ) Os acidentes rodoviários, quase sempre, são causados por motoristas embriagados.
(    ) As vítimas dos homicídios, geralmente, são jovens entre 15 e 24 anos.
(    ) As drogas, infelizmente têm dominado muitas escolas, faculdades e praças públicas.
(   ) O sexo livre entre adolescentes e jovens, motivado pela mídia e por uma educação perniciosa, é outro grande problema que enfrentamos nesta sociedade pós-moderna.
 
7- Indique algumas falhas da sociedade em educar os cidadãos: Coloque “V” para Verdadeiro e “F” para Falso:
(    )  As instituições públicas e privadas, bem como as famílias, têm falhado na educação de nossas crianças, adolescentes e jovens.
(    ) A sociedade de hoje vem desprezando sistematicamente os princípios morais, éticos e espirituais ensinados pela Palavra de DEUS.
(    ) Muitos adolescentes são induzidos ao falso "sexo seguro" por determinadas associações tidas como educacionais.
(    ) A presença de educadores que insistem no criacionismo bíblico.
(    ) Nossos jovens recebem pouca ou nenhuma informação acerca do perigo das drogas e, apesar disso, nada é feito para combatê-Ia efetivamente.
(    ) Sob o argumento de que as instituições devem ser amorais, a própria sociedade contribui para a falta de moral e ética no mundo.
  
II- PRINCÍPIOS ÉTICOS DA BÍBLIA
8- Cite pelo menos 6 princípios éticos da bíblia: Marque com “X” a alternativa correta:
(    ) O princípio da fé; O princípio da atitude e da conivência com o pecador; O princípio da licitude e da edificação; O princípio da glorificação a DEUS; O princípio da ação em nome de JESUS (CI 3.1 7); O princípio do respeito e admiração à religião alheia.
(    ) O princípio da fé; O princípio da licitude e da conveniência; O princípio da licitude e da edificação; O princípio da glorificação a DEUS; O princípio da ação em nome de JESUS (CI 3.1 7); O princípio do respeito ao irmão mais fraco.
 
9- Ligue a primeira coluna de acordo com a segunda:
 
O princípio da fé (Rm 14.22,23).
 
Não basta ser lícita, é necessário que a conduta do crente seja proveitosa para sua edificação espiritual. Devemos rejeitar tudo aquilo que não edifica a vida cristã.
O princípio da licitude e da conveniência (1 Co 6.12).
 
Este é um princípio elevadíssimo. Tudo o que o crente faz deve ser feito "como ao Senhor e não aos homens" (CI 3.23); isto é, toda a glória deve ser dada unicamente a DEUS.
O princípio da licitude e da edificação (1 Co 10.23).
 
O cristão não deve fazer as coisas simplesmente porque são lícitas, mas porque lhe convém à luz da Palavra de DEUS. É lícito, por exemplo, ausentar-se da Escola Dominical para dedicar-se ao lazer? Claro que sim. Mas ... Convém? O que não é proveitoso nem útil deve ser evitado.
O princípio da glorificação a DEUS (1 Co 10.31).
 
Tudo que o crente faz deve ser feito em nome de JESUS, isto é, debaixo da autoridade e do poder desse nome. Tudo o que você se dispõe a fazer pode ser feito em nome de JESUS?
O princípio da ação em nome de JESUS (CI 3.1 7).
 
Este princípio fala dos nossos relacionamentos. Aqui, o fundamento é o amor e não a liberdade cristã. A Palavra afirma que não devemos escandalizar o crente mais fraco, mesmo que tenhamos consciência de que o que estamos fazendo não é pecado.
O princípio do respeito ao irmão mais fraco (1 Co 8.913).
 
Aqui vemos que o crente deve ter fé, ou seja, convicção diante de DEUS quanto ao que faz ou deixa de fazer. Ele não precisa recorrer a modelos humanos para posicionar-se quanto aos seus atos ou palavras. Se tiver dúvida, não deve fazer, pois "tudo o que não é de fé é pecado".
 
 
III - A ÉTICA CRISTÃ É PARA TODAS AS FAMÍLIAS
10- O que ocorre com as leis de muitos países com relação a ética cristã para as famílias? Coloque “V” para Verdadeiro e “F” para Falso:
(    ) As leis de muitos países favorecem a imoralidade e a falta de ética na sociedade.
(    ) Muitas leis são estabelecidas sob a égide de filosofias materialistas, relativistas e pluralistas.
(    ) Muitas leis são redigidas com o fim de levarem o povo ao arrependimento de pecados.
(    ) O resultado de leis antibiblicas é a tragédia moral que vem se abatendo, especialmente sobre a família, e a sociedade como um todo.
 
11- Como são os referenciais éticos e morais contidos na Bíblia, para a família? Marque com “X” a alternativa correta:
(    ) A Bíblia trás em seu âmago quase todos os referenciais éticos e morais para a plena felicidade da sociedade em qualquer civilização.
(    ) A Bíblia trás em seu interior todos os referenciais benéficos aos mais ricos em qualquer civilização.
(    ) A Bíblia trás em seu âmago todos os referenciais éticos e morais para a plena felicidade da família em qualquer civilização.
 
12- Como é a ética Bíblica para os pais (Ef 6.4)? Coloque “V” para Verdadeiro e “F” para Falso:
(    ) É dever da mãe educar seu filho nos princípios bíblicos, pois, aos pais, DEUS deu a obrigação só do sustento.
(    ) DEUS estabeleceu um padrão ético e moral para toda a família.
(    ) O marido não é apenas a cabeça da mulher, mas da família (Ef 5.22,23; 1 Tm 3.4).
(    ) A mulher deve exercer função superior no lar como dona da palavra final nos assuntos mais importantes.
(    ) O marido deve amar sua esposa como CRISTO amou a Igreja.
(    ) A mulher deve sujeitar-se ao marido como a Igreja está sujeita a CRISTO (Ef 5.22-33).
(    ) A educação dos filhos é dever de ambos, marido e mulher:
 
13- Quanto ao relacionamento com os filhos, segundo os princípios éticos para os pais, que estão contidos na Bíblia, marque com “X” as alternativas corretas:
(    ) A Bíblia ensina que os pais não devem provocar a ira a seus filhos, mas sim, criá-Ios na doutrina e admoestação do Senhor (Ef 6.4).
(    ) Os pais devem ter pelos filhos o mesmo respeito, amor e paciência que o Pai celestial demonstra para com eles.
(    ) Os pais devem aplicar a correção ilimitada quando necessário, não importando as conseqüências.
(    ) Muitos pais modernos preocupam-se mais com o desempenho de seus filhos na escola, no trabalho e na igreja, do que com o bom relacionamento que devem ter com eles.
(    ) Muitos pais modernos tratam seus filhos com austeridade e injustiça, razão pela qual alguns se tornam desobedientes e rebeldes.
 
14- Como deve ser aplicada a disciplina, nos filhos, segundo a Bíblia? Marque com “X” a alternativa correta:
(    ) Deve ser aplicada com moderação e sabedoria (Pv 19.18; 1 Tm 3.4).
(    ) Os pais devem aplicar a agressão física somente quando necessário.
(    ) Deve ser severa e a todo o instante.
 
15- Como deve ser o cuidado com a educação espiritual dos filhos, segundo a Bíblia? Coloque “V” para Verdadeiro e “F” para Falso:
(    ) A responsabilidade dos pais sobre os filhos também envolve o crescimento espiritual deles: "criai-os na doutrina e na admoestação do Senhor" (Ef 6.4).
(    ) "Criar" aqui refere-se tanto ao desenvolvimento do caráter (admoestar) quanto ao ensino no caminho da justiça (doutrina).
(    ) Os filhos, quando bem instruídos,jamais se esquecem da Palavra de DEUS (Pv 22.6).
(    ) Deve-se entregar essa parte à Escola Bíblica Dominical e descansar no Senhor.
(    ) É a educação dos pais que protege e previne os filhos contra as drogas, a prostituição, a imoralidade e todo tipo de vícios e males (Dt 11.18-21).
 
16- Como deve ser a ética para os filhos (Ef 6.1,2), segundo a Bíblia? Coloque “V” para Verdadeiro e “F” para Falso:
(    ) Os filhos devem respeitar os pais enquanto com eles viverem, até que se tornem livres de seu julgo.
(    ) A obediência dos filhos aos pais deve refletir a mesma submissão manifestada no relacionamento com o Senhor JESUS: "sede obedientes a vossos pais no Senhor" (Ef 6.1).
(    ) Assim como obedecem a DEUS, os filhos devem também obedecer aos pais, pois isto é justo e "agradável ao Senhor" (CI 3.20).
(    ) Os filhos devem "honrar" os pais porque é um mandamento do Senhor (Ef 4.2).
(    ) É obedecendo aos pais que eles serão ricamente abençoados por DEUS: "para que te vá bem".
(    ) Dentre essas prósperas a Bíblia ensina que os pais não devem provocar a ira a seus filhos, mas sim, criá-Ios na doutrina e admoestação do Senhor (E 6.4).
 
CONCLUSÃO
17- Complete:
A _______________________ de DEUS é um _____________________ seguro e infalível para conduzir o crente neste mundo de ________________ morais e espirituais.
 
 
 

 

LEIS QUE TRAMITAM EM BRASÍLIA CONTRA A IGREJA DE DEUS

Is 10:1 Ai dos que decretam leis injustas, e dos escrivães que prescrevem opressão.

Mas olhai por vós mesmos, porque vos entregarão aos concílios e às sinagogas; e sereis açoitados, e sereis apresentados perante presidentes e reis, por amor de mim, para lhes servir de testemunho.
 E sereis odiados por todos por amor do meu nome; mas quem perseverar até ao fim, esse será salvo.'
 - Marcos 13:9 e 13
  A Bíblia diz que no fim dos tempos os filhos de Deus serão perseguidos e odiados. Veja aqui abaixo algumas leis brasileiras, que, SE APROVADAS, impedirão a nossa ação à favor do Evangelho no Brasil:
 
 

[ERRATA] Leis que tramitam em Brasília contrárias à Igreja de Deus

FOI RETIRADO ESSE TEXTO POIS AS INFORMAÇÕES NELE CONTIDOS ESTAVAM ERRADAS E A JORNALISTA EDNA SIMEÃO CARDOSO NADA TEM A VER COM ESSA NOTÍCIA, QUE REPETIMOS, É FALSA.

A ASSEMBLÉIA DE DEUS DE IMPERATRIZ, MA, VEM POR MEIO DESTA ERRATA DIVULGAR, QUE NÃO PROCEDE ESTA NOTÍCIA PUBLICADA PELO SITE "GOSPEL +",  QUE COLOCAMOS TAMBÉM EM NOSSO SITE PARA DEIXÁ-LOS INFORMADOS DAS NOTICIAS QUE OCORREM NO MEIO GOSPEL, COMO TAMBÉM NÃO PROCEDE A INFORMAÇÃO DE QUE A JORNALISTA EDNA SIMEÃO CARDOSO É FONTE DA REFERIDA NOTÍCIA.  PORTANTO FOI PUBLICADO UMA ERRATA DA NOTICIA NO SITE GOSPEL +, E CONFORME NOS FOI REPASSADO, ESTAMOS DIVULGANDO A MESMA ERRATA EM NOSSO SITE, COMO TAMBÉM A FONTE DIVULGADA, PEDINDO DESDE JÁ DESCULPAS AOS NOSSOS LEITORES TAMBÉM!http://gospelmais.com.br/

Subsídio Apologético "A moral bíblica

Essa nova abertura para argumentos morais dá aos cristãos uma extraordinária oportunidade para defender a posição de que viver de acordo com a ordem moral bíblica é mais saudável tanto para indivíduos como para a sociedade. E há uma crescente gama de evidências científicas que podemos usar para apoiar nossa argumentação. Estudos médicos estão confirmando que aqueles que freqüentam a igreja com regularidade e agem coerentemente com a fé têm melhor saúde física e mental. Considere alguns achados recentes.
Uso do álcool. O uso do álcool é maior entre aqueles com pouco ou nenhum compromisso religioso. Um estudo descobriu que quase 89% dos alcoólatras perderam o interesse pela religião durante sua juventude [ ... ]
Estabilidade familiar. Vários estudos descobriram uma forte correlação inversa entre a freqüência à igreja e o divórcio, enquanto outro determinou que a freqüência à igreja é o indicador mais importante da estabilidade do casamento. (COLSON, Charles; PEARCEY, Nancy. E agora, como viveremos. RJ: CPAD, 2000, p.367-69).
 
BIBLIOGRAFIA SUGERIDA: Palmer, M.D. (org.) Panorama do pensamento cristão. Rio de Janeiro: CPAD, 2001.
 
APLICAÇÃO PESSOAL
Exigimos verdade de nossas crianças, no entanto, naturalmente contamos nossas mentiras aqui e ali, sem nos darmos conta. Demandamos santidade de nossos jovens, entretanto, vivemos uma vida de pecados ocultos, por pensamentos, palavras ou obras. Pregamos a unidade da igreja, mas participamos de disputas e contendas entre nós mesmos. É hora de vivermos aquilo que ensinamos.
 
 
Ajuda:
CPAD - www.cpad.com.br - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - BÍBLIA de Estudos Pentecostal.
http://universobiblico.com.br/assembleia/estudosbiblicos/videosebdnatv.htm   (VÍDEOS da EBD na TV, DESTA LIÇÃO INCLUSIVE)
BÍBLIA ILUMINA EM CD - BÍBLIA de Estudo NVI EM CD - BÍBLIA Thompson EM CD.  
Nosso novo endereço:http://universobiblico.com.br/assembleia/estudosbiblicos
Veja vídeos em www.ebdweb.com.br em http://www.ieadnovocacoal.com.br/ebd-henr.htm em http://www.idbpa.net/joomla/index - Ou nos sites seguintes:
4Shared, BauCristao, Dadanet, Dailymotion, GodTube, Google, Magnify, MSN, Multiply, Netlog, Space, Videolog, Weshow, Yahoo, Youtube. 
 http://gospelmais.com.br/
BÍBLIA, A CONSTITUIÇÃO DIVINA - REVISTA CPAD 4º TRIMESTRE DE 1986 - COMENTÁRIOS DE  Pr. RAIMUNDO F.DE OLIVEIRA
 
 
Index
Estudos
EBD
Discipulado
Mapas
Igreja
Ervália
Corinhos
Figuras1
Figuras2
Vídeos
Fotos