Index
Estudos
EBD
Discipulado
Mapas
Igreja
Ervália
Corinhos
Figuras1
Figuras2
Vídeos
Fotos
 
 
LIÇÃO 13 - JESUS, O REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES
1º TRIMESTRE DE 2008
TEMA: JESUS CRISTO, Verdadeiro Homem, Verdadeiro DEUS.
Lições Bíblicas CPAD, Jovens e Adultos - 2008
Comentários: Pr. Esequias Soares.
Consultor Doutrinário e Teológico: Pr. Antônio Gilberto.
Complementos - ajuda aos estudantes e professores:  Ev. Henrique.
QUESTIONÁRIO
RESUMO DO TRIMESTRE
 
 
Fotos retiradas do Filme: "O Apocalipse"
 
 
 
 
 
 
 
 
TEXTO ÁUREO
"A qual, a seu tempo, mostrará o bem-aventurado e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores" (1 Tm 6.15).
 
 
 
 
VERDADE PRÁTICA
JESUS  está acima de todos os reis e de todos os senhores da Terra, pois Ele é soberano e absoluto.
 
 
 
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Apocalipse 19.11-19.
11E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco. O que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro e julga e peleja com justiça.
12E os seus olhos eram como chama de fogo; e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito que ninguém sabia, senão ele mesmo.
13E estava vestido de uma veste salpicada de sangue, e o nome pelo qual se chama é a Palavra de DEUS.
14E seguiam-no os exércitos que há no céu em cavalos brancos e vestidos de linho fino, branco e puro.
15E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do DEUS todo-poderoso.
16E na veste e na sua coxa tem escrito este nome: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES.
17E vi um anjo que estava no sol, e clamou com grande voz, dizendo a todas as aves que voavam pelo meio do céu: Vinde e ajuntai-vos à ceia do grande DEUS,
18para que comais a carne dos reis, e a carne dos tribunos, e a carne dos fortes, e a carne dos cavalos e dos que sobre eles se assentam, e a carne de todos os homens, livres e servos, pequenos e grandes.
19E vi a besta, e os reis da terra, e os seus exércitos reunidos, para fazerem guerra àquele que estava assentado sobre o cavalo e ao seu exército.
 
Explicação:
11. "E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco: e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga e peleja com justiça".
I. "...Eis um cavalo branco". Já tivemos ocasião de falar acerca deste símbolo, em Apocalipse 6.2. Ali, provavelmente o Anticristo imita a CRISTO. O cavalo branco é o animal militar dos elevados oficiais. Na simbologia profética, dependendo do texto ou do contexto, é símbolo de pureza e vitória. O cavaleiro deste "cavalo branco" não deve ser confundido com o mesmo de Apo 6. 2, o cavaleiro do primeiro selo. O tempo presente dos verbos mostra o caráter de permanência do Messias em tudo o que ele faz. A grande profecia sobre o rei davídico o descreve como alguém que".. .julgará com justiça os pobres, e repreenderá com equidade os mansos da terra..." (Is 11.4). A volta de CRISTO nesta secção, vencendo os inimigos, não será um ato de vingança própria ou de manifestação arbitrária; será um ato de justiça, refletindo a fidelidade de DEUS. Num ação retrospectiva do significado do pensamento, isso nos faz lembrar sua entrada triunfal em Jerusalém montando em um jumentinho (Lc 19. 35 e ss), quando anunciou a cidade "O dia da salvação". Aqui, porém, o aludido guerreiro traz no coração "O dia da vingança" (Is 63.4), e vem montado num "cavalo branco". As Escrituras são infalíveis! "O cavalo prepara-se para o dia da batalha". (Pv 21. 31).
 
12. "E os seus olhos eram como chama de fogo: e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo".
I. "... tinha um nome escrito". O nome "misterioso" de CRISTO, provavelmente tem algo a ver com sua soberania e autoridade suprema; pois o mesmo interpretará sua grande vitória no vale do Armagedom. No contexto demonstrativo do versículo 13 : "...e o nome (qual?) pelo qual se chama é a Palavra de DEUS"; podia-se depreender, embora um tanto vago, o significado do pensamente. Mas o contexto retroativo: ".. .ninguém sabia senão ele mesmo" afasta qualquer possibilidade que a mente natural não pode compreender. Isso significa que este "nome" em foco, nenhuma boca o pronunciou. Com uma rapidez inconcebível JESUS  descerá ao vale naquele grande dia. "Ptolomeu, ao entrar triunfalmente em Antioquia, trazia duas coroas, uma para representar seu poder no Egito, e outra o seu poder na Ásia. O dragão também tinha diademas (12. :3), como também o Anticristo (13. 1). Mas CRISTO é o Verdadeiro governante de todas as nações, e deve usar "muitos diademas", que é símbolo de realeza suprema"("""}.
 
13."E estava vestido de uma veste salpicada de sangue; e o nome pelo qual se chama é a Palavra de DEUS".
I. "...vestido de uma veste salpicada de sangue". Em Is 63. 1-6, DEUS está em foco como um guerreiro vingador. Mas, neste ponto, .João não hesita em aplicar isso a CRISTO, em sua "vinda para seus santos". e sim, sua "parousia" (segunda vinda) "com os seus santos". CRISTO pisará o lagar, e, isso é claro, fará que suas vestes fiquem manchadas de sangue de suas vítimas. Isso será justo, porquanto terào derramado muito sangue dos mártires, agora, o sangue deles será espremido (Gn 49.11; G16. 7). A grande batalha do Armagedom, em Ap 14. 14-20, certamente está aludida aqui. O sangue, neste ponto, não é o de CRISTO, conforme se vê em Ap 1. 5; 5. 9; 7. 14; 12. 11; mas o de seus inimigos no dia da batalha. O CRISTO (Ungido) aqui representado é o guerreiro e dominador do mal, não o redentor. Podíamos objetar que não é o sangue da batalha como indica ser, porque esta ainda não foi travada: CRISTO vem para guerrear. Mas a passagem de Is 63.2-3 dar o significado do pensamento: "Por que está vermelha a tua vestidura? e os teus vestidos como os daquele que pisa no lagar?". (Resposta de CRISTO): "Eu sozinho pisei no lagar, e dos povos ninguém houve comigo; e os pisei na minha ira, e os esmaguei no meu furor; e o ("seu sangue") salpicou os meus vestidos, e manchei* toda a minha vestidura".
 
14."E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos e vestidos de linho fino, branco e puro".
I. "...seguiam-no os exércitos no céu". Podemos deduzir que, enquanto a Besta* e seus exércitos, preparam-se para a grande batalha (16.12-16), o Filho de DEUS arregimenta seu poderoso exército celestial. A cor da couraça daqueles é "vermelho fogoso, azul fumegante e amarelo sulfúrico...": representando homicídio, guerra e maldade. A couraça dos soldados de CRISTO, é de cor "branca": representando a justiça, a bondade' e a pureza. Estará rigorosamente uniformizado o grande número de seus cavaleiros. Não virão para lutar. O tecido e a cor das vestes simbolizam apenas pureza e não guerra. A grande batalha se ferirá na planície do Armagedom, que se estende pelo meio da Terra Santa, do Mediterrâneo ao Jordão. As hostes-celestiais somente acompanharão CRISTO, assim declara o argumento principal: "...Eu sozinho pisei no lagar..." (Is 63. 3a). Seja como for, toda e qualquer batalha entre o mal e o bem, é sempre JESUS  quem a fará por nós. "E graças a DEUS, que sempre nos faz triunfar em CRISTO..." (2 Co 2. 14a).
 
15. "E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar o vinho do furor e da ira do DEUS todo-poderoso".
1. "...da sua boca saía um,a aguda espada". Esta espada (herebh) é a Palavra de DEUS personificada (2 Ts 2.8). Esta espada expressa seu poder tanto físico como moral: no sentido físico seu efeito é visível por aquilo que já demonstramos acima; no sentido* moral aquilo que se segue. i. Na América do Norte viveram há mais de 150 anos atrás, dois homens que se conheciam. Um era crente, o outro não.
(a) O crente, Edward Jonatan, casou-se com uma moça crente, e no seu lar predominava a. leitura da Bíblia e a oração. Esta família teve durante 150 anos 729 descendentes dos quais 300 se tornaram pregadores da Palavra, 65 professores em escolas superiores, 13 catedráticos, 3 deputados e um vice-presidente da nação.
(b) O não crente, Max Junkers,casou-se com uma moça atéia e viveram conforme o seu ideal. Durante os 150 anos a família teve 1.026 descendentes, dos quais 300 morreram* prematuramente, 100 foram condenados a prisão, 190 eram prostitutas, 100 alcoólatras.
 
16. "E no seu vestido e na sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis, e Senhor dos senhores".
1. "...Rei dos reis, e Senhor dos senhores". Apenas dois monarcas aqui na terra tiveram um título como este: Nabucodonosor e Artaxerxes (Ed 7.12). Mas a profecia nos dá ali o desconto imediato: "...és rei ("de") reis" (Dn 2. 37a). O título já havia ocorrido uma vez com respeito a CRISTO, sendo porém, de forma invertida:.". ..Senhor dos senhores e Rei dos reis" (17. 14). O emblema expressivo tinha caracteres tanto na sua "veste" como na sua "coxa". Entre os gregos era bastante natural um famoso guerreiro* trazer sobre sua coxa o título a que tinha direito. Segundo Heródoto a "estátua de Sesóstris tinha na largura do peito, de ombro a ombro, uma inscrição com os caracteres sagrados do Egito, onde se lia: "Com meus próprios ombros conquistei esta terra". E segundo Cícero, havia "uma bela estátua de ApoIo, em cuja coxa estava o nome de Miro, em minúsculas letras de prata". Esta faixa do peito e coxa de CRISTO interpretará sua grande vitória no vale do Armagedom.
 
17. "E vi um anjo, que estava no sol, e clamou com grande voz, dizendo a todas as aves que voavam pelo meio do céu: Vinde, e ajuntai-vos à ceia do grande DEUS". .
1. "... um anjo, que estava no sol". A passagem em foco pode ter seu 'paralelo em Js. 10. 1:3,no episódio da guerra de Gibeom, quando" ...O sol pois se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro". Assim, pois, encontramos ali uma intervenção divina " ...até que o povo se vingou de seus inimigos...". O episódio, além da passagem em foco, está registrado no "Livro do Reto", livro este que vem citado nas seguintes passagens (Nm 21. 14; Js 10. 13; 2 Sm 1. 18). Na passagem de Nm 21. 14, 15, ele encerra uma poesia em forma sofística: "Contra Vaebe em Sufá, e contra os ribeiros de Arnom. E contra a corrente dos ribeiros, que se volta para a situação de Ar, e se encosta aos termos de Moabe". Enquanto que na passagem de 2 Sm 1. 18, se relaciona, segundo se diz, com "uma canção fúnebre". Seja como for, este livro sempre está em foco com atividades guerreiras. 1. Entre os hebreus, três nomes tinha este livro: (a) Livro do Reto; (b) Livro dos Justos; E (c) Livro das Guerras do Senhor (Nm 21. 14; Js 10. 13; 2 Sm 1. 18). Nos dias Davi (1056a. C.), este livro ainda existia, mas cem o passar dos séculos, provavelmente se tenha perdido ou arrebatado por exército invasor, em nossos dias não temos notícias de que alguém tenha encontrado o "Livro do Reto", a não ser uma publicação, que, em 1751, apareceu na Inglaterra, que pretendia ser uma tradução do Livro do Reto, mas foi reconhecida como grosseiro embuste. Cremos que os fatos citados na Bíblia e no citado livro, se repetirão na batalha do Armagedom. DEUS ordenará a um anjo, e logo ao amanhecer ele se colocará "em frente o sol" (cf. Is 13.10; Zc 14. 7); e só ao entardecer é que o elevado poder sairá de lá. Observe bem a frase de Zc 14. 7: ".. .só a tarde haverá luz".
 
18. "Para que comais a carne dos reis, e a carne dos tribunos, e a carne dos fortes, e a carne dos cavalos e dos que sobre eles se assentam; e a carne de todos os* homens, livres e servos, pequenos e grandes".
I. "...Para que comais a carne". O versículo em foco, declara o Dr. J. Moffatt(":l6) mostra vários grupos que proverão comida para as aves, de todas as camadas da sociedade e de várias ocupações, mas, especialmente, aqueles que estiverem envolvidos na luta. Os "reis" não somente enviavam seus súditos à guerra, mas também, às vezes, os acompanhavam (2 Sm 11. 1; 1 Rs 22. 4 e ss); Seus soldados, treinados para lutar e matar, usavam toda a espécie de armas mortíferas. Alguns deles são livres, e outros escravos. Alguns irão voluntariamente, e outros por serem forçados. Alguns são pequenos, conforme os homens aquilatam as coisas, e outros serão grandes. Desse modo, pois, João retratava a universalidade da matança. Observe-se nesta secção, como o anjo repete: "...carne...carne...carne...carne...carne..." cinco vezes. Os homens escolheram andar pela carne, não pelo espírito, e, então, a sua própria carne será comida, literalmente!
 
19. "E vi a besta, e os reis da terra, e os seus exércitos reunidos, para fazerem guerra àquele que estava assentado sobre o cavalo, e ao seu exército".
I. "...os seus exércitos reunidos". Este versículo leva-nos de volta à descrição * da última batalha. Ali está o grande exército do mal congregado em Armagedom para a peleja! (16. 16). Nesta passagem e naquelas que se seguem, vemos o grande contraste* entre aqueles que participarão das "bodas do Cordeiro" e aqueles que serão alvo na grande "ceia de DEUS". As bodas serão de prazer, mas, a "grande ceia de DEUS" (v. 17) será de destruição. Nesta ceia as aves comerão a carne dos "reis" e seus aliados, ao passo que nas bodas do Cordeiro os santos festejarão com CRISTO como Rei dos reis. O Dr. J. Moffatt(337) diz: "No mundo antigo, o pior opróbrio possível contra os mortos era jazerem eles insepultos, presas dos pássaros". A mitologia grega,explica que os mortos assim humilhados não podem, em espírito, cruzar para a outra vida... e portanto serão lançados sem misericórdia num lugar de isolamento. Aqui, porém, nesta secção, do Apocalipse o' Anticristo e seus sequazes sofrerão tudo isso e mais ainda em grau supremo. (Apocalipse:versículo por versículo / Severino Pedro da Silva - CPAD).
 
 
Como Rei dos reis e Senhor dos senhores há de vencer todos os inimigos e estabelecer o Seu domínio na terra, e chegará o dia em que se há de dizer: «Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do Seu Cristo, e Ele reinará para todo o sempre» (cap. 11:15).
 
Ap 17.14 Guerrearão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão também os que
estão com ele, chamados eleitos, e fiéis.

 
 
I- O Reino de Jesus Cristo é Perpétuo!
"No tempo desses reis, o Deus do céu fará aparecer um reino que nunca será destruído, nem será conquistado por outro reino. Pelo contrário, esse reino acabará com todos os outros e durará para sempre".(Dn 2:44)
O rei Nabucodonosor ficou estarrecido ao ouvir do profeta Daniel as revelações contidas em seu sonho. Tudo se cumpriu exatamente como Deus planejou. Cabe a cada pessoas receber a mensagem do Reino e permitir que ele se estabeleça em sua vida.
O Reino de Jesus se estabeleceu com sua vinda, morte e ressurreição. Há diversos textos nos Evangelhos em que o Senhor refere-se ao Seu Reino chegado à Terra. Eis alguns:
a) Mt 12:28 – O Reino que remove as pessoas do poder dos demônios. (complete este ensino com as palavras de Paulo em Col 1:13 Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor.
b) Lc 9:2 – A mensagem dos discípulos de Jesus era O Reino de Deus chegou! Lc 9:60 – anunciar a chegada do Reino a todas as pessoas, nossa prioridade.
c) Lc 10:9-11 – O Reino de Jesus chegou para transformar as vidas de todos os que O recebem!
d) Lc 17:20-21 – O Reino é espiritual e não geográfico e político (por isso Jesus se recusou a ser aclamado rei pela multidão em Jo 6:15).
e) Ap 19.16E na veste e na sua coxa tem escrito este nome: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES.
 
Jesus é o Rei Messias!
A palavra Messias tem relação com o Reino de Jesus. Messias significa “ungido” em hebraico, o mesmo que Cristo, em grego. Todo rei ou sacerdote de Israel carecia de ser ungido. Jesus é o Rei dos Reis, Ungido pelo próprio Deus Eterno. Lembre-se das zombarias dos soldados ao castigarem o Senhor, colocando nele roupas reais, coroa de espinhos e um falso cetro (Mt 27:28-31). Sobre a cruz onde Jesus foi sacrificado foi escrita sua acusação: Jesus de Nazaré, Rei dos Judeus.
Jesus é denominado Rei dos Reis e Senhor dos Senhores em pelo menos três textos do NT: I Tm 6:15, Ap 17:14 e Ap 19:16.
 
 
 
DVD CPAD - Bíblia de Estudos Pentecostal - BEP
 
 
II- REINO DE DEUS, REINO DOS CÉUS
Apesar de o reino de Deus não aparecer em nenhum mapa, é um lugar real. É um lugar aonde a vontade de Deus é realizada inteiramente. É perfeito e com muita paz. A primeira vez que Deus trouxe o seu reino a luz foi quando ele veio a terra como homem.
Ele curou os doentes e ressuscitou os mortos. Nós veremos e entenderemos o reino por completo quando Jesus vier novamente glorioso. Jesus reinará num reino que durará para sempre.
Ele destruirá Satanás e o seu reinado para sempre.
ENTENDENDO O REINO
De acordo com o testemunho dos primeiros três evangelhos, a proclamação do reino de Deus era a mensagem principal de Jesus. Mateus resume o ministério de Jesus na Galiléia quando ele diz: "E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino, e curando todas as doenças e enfermidades entre o povo" (Mateus 4:23).
O Sermão da Montanha fala sobre a justificação que qualifica a pessoa a entrar no reino de Deus (5:20).
A coleção de parábolas em Mateus 13 e Marcos 4 ilustram o mistério do reino de Deus (Mateus 13:11; Marcos 4:11).
A ceia do Senhor pede pelo estabelecimento do reino de Deus (Mateus 26:29; Marcos 14:25).
O Novo Testamento fala de duas formas diferentes da expressão: "o reino de Deus" e "o reino dos céus". Vemos isso mais adiante só no evangelho de Mateus, mas Mateus também fala do reino de Deus quatro vezes (Mateus 12:28; 19:24; 21:31; 43).
O reino dos céus seria significativo para os judeus mas não para os gregos. Os judeus, por reverência a Deus, evitavam pronunciar o nome divino. (veja Lucas 15:18).
A chave para entender o reino de Deus é entender a afirmação original sobre ele. O significado básico da palavra grega basiléia, juntamente com a palavra hebraica malkut, significa reinar, reino e domínio. Nós achamos freqüentemente no Velho Testamento a expressão "no ano do reino de ..." que significa no ano do reinado de um certo rei (1 Crônicas 26:31; 2 Crônicas 3:2; 15:10; Esdras 7:1; 8:1; Ester 2:16; Jeremias 10:7; 52:31). Nós lemos que o reino de Salomão estava firmemente estabelecido (1 Reis 2:12) e entendemos que ele estabeleceu a sua autoridade para reinar. Para "transferir o reino de Saul...(para Davi)" (1 Crônicas 12:23) indica que a autoridade que havia sido dada a Saul foi dada a Davi. Como resultado de ter recebido autoridade legal, Davi se tornou rei.
Quando a palavra malkut descreve Deus, quase sempre se refere a sua autoridade ou ao seu reinado como o Rei celestial. "Falarão da glória do teu reino, e relatarão o teu poder, para que façam saber aos filhos dos homens os teus feitos poderosos e a glória do esplendor do teu reino. O teu reino é um reino eterno; o teu domínio dura por todas as gerações" (Salmos 145:11-13). Além disso, um rei tem que reinar sobre um reinado específico. Isso também é chamado de malkut. "Assim o reino de Jeosafá ficou em paz; pois que o seu Deus lhe deu repouso ao redor" (2 Crônicas 20:30; veja Deuteronômio 9:1; 11:9; Ester 3:6; Jeremias 10:7).
Quando Jesus disse "o meu reino não é deste mundo" (João 18:36), ele não queria dizer que o seu reinado não tinha nada com esse mundo. O seu reino, o seu domínio não vem de homens, mas de Deus. No entanto ele rejeita o uso de violência para que as coisas sejam feitas do seu jeito. Nós somos cidadãos do reino celestial com uma perspectiva eterna. Muitas pessoas se escravizam para conseguir o ideal mundano.
Nós valorizamos o que é eterno - o reino de Deus. Aqueles que estão fora do reino valorizam o que tem existência temporária na terra. Nós temos que entender o significado central de basiléia para que possamos entender muitas coisas ditas nos evangelhos. "Venha o teu reino" (Mateus 6:10). A vontade de Deus tem que ser feita "na terra como nos céus". De acordo com Jesus, nós recebemos o reino de Deus como criança (Marcos 10:15). Temos que abrir nosso coração e as nossas vidas para o reinado de Deus como uma criança obediente.
O Novo Testamento também fala sobre estar no reino ou entrar no reino (Mateus 8:11; Marcos 9:47; 10:23-25; Lucas 13:28). Primeiro precisamos entender "o reino de Deus" como sendo um reino ou um reinado divino.
 
III- ELE TOMOU AS CHAVES
Parecia que o diabo tinha vencido.  Ele entrou em Judas, arranjou a traição de JESUS  e, através dos perversos líderes judeus, conseguiu que ele fosse crucificado.  Finalmente ele havia se livrado de seu arqui-inimigo.  Que vitória para o diabo!
Três dias depois, contudo, JESUS  ressurgiu dos mortos.  Ele derrotou a morte e saiu da tumba, segurando as chaves da morte e do Hades.  O livro do Apocalipse mostra-nos o CRISTO glorificado.  Procure ver JESUS  em sua mente enquanto ler esta descrição:
Voltei-me para ver quem falava comigo e, voltado, vi sete candeeiros de ouro e, no meio dos candeeiros, um semelhante a filho de  homem, com vestes talares e cingido, à altura do peito, por uma cinta de ouro.  A sua cabeça e cabelos eram brancos como alva lã, como neve;  os olhos, como chama de fogo;  os pés, semelhantes ao bronze polido, como que refinado numa fornalha;  a voz, como voz de muitas águas.  Tinha na mão direita sete estrelas, e da boca saía-lhe uma afiada espada de dois gumes.  O seu rosto brilhava como o sol na sua força. Quando o vi, caí a seus pés como morto.  Porém ele pôs sobre mim a mão direita, dizendo: Não temas;  eu sou o primeiro e o último e aquele que vive;  estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do inferno (Apocalipse 1:12-18).
JESUS  venceu.  Ele derrotou o diabo e tirou-lhe seu comando.  O livro do Apocalipse, muitas vezes, mostra a grandeza e a glória do CRISTO exaltado (Apocalipse 4-5; 7:9-17; 14:1-5; 19:11-16) Através de CRISTO podemos compartilhar da vitória contra o diabo e da libertação de seu poder; "Pelejarão eles contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, pois é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis;  vencerão também os chamados, eleitos e fiéis que se acham com ele" (Apocalipse 17:14).
"Aleluia!  Pois reina o Senhor, nosso DEUS, o Todo poderoso" (Apocalipse 19:6). (por Gary Fisher)
 
 
 
 
IV- CRISTO VOLTARÁ
Jesus Cristo como Rei que há de vir é tipificado no ROSTO DE ÁGUIA.
A - O "rosto de águia" Jesus Cristo, o Rei que há de vir.
B - Evangelho MATEUS.
C - Como apresenta Jesus Como "O REI"
D - Símbolo da Segunda Vinda A coroa.
 

A - O quarto rosto que Ezequiel viu quando estava entre os cativos junto ao rio Quebar foi o "ROSTO DE ÁGUIA", representando Jesus Cristo, o Rei que há de vir. A águia é considerada o rei dos pássaros. Com seu olhar penetrante perscruta as distâncias dos elevados céus, sobre às nuvens, desce das alturas vertiginosas e carrega os seus filhotes sobre as asas estendidas. Faz o seu ninho nos penhascos mais elevados, e o reveste com a penugem tirada do seu próprio peito. É um símbolo atraente do nosso Rei Futuro, nossa Águia-Rei, que tem o seu lar no supremo Céu e está preparando para nós uma morada no Alto, comprada a custa de sua própria vida.

No Velho Testamento várias profecias apontam Jesus Cristo como Futuro Rei:
1 - Jacó profetizou sobre sua realeza: "O cetro não se arredará de Judá, nem o legislador dentre seus pés, até que venha Silo; e a ele se congregarão os povos". (Gen. 49:10).
2 - Isaías profetizou Seu Segundo Advento: "Do incremento deste principado e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar em juízo e em justiça, desde agora e para sempre; o zelo do Senhor dos Exércitos fará isto". (Isa. 9:7)
3 - Jeremias também profetizou acercar do Rei: "Eis que vêm dias, diz o Senhor, em que levantarei a Davi um Renovo justo; e, sendo rei reinará, e prosperará, e praticará o juízo e a justiça na terra. Nos seus dias Judá será salvo, e Israel habitará seguro; e este será o seu nome, com que o nomearão: O SENHOR JUSTIÇA NOSSA".(Jer. 23:5-6).
4 - A Daniel foi revelado: "... e eis que vinha nas nuvens do céu um como o filho do homem; e dirigiu-se ao ancião de dias, e o fizeram chegar até ele. E foi-lhe dado o domínio e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino o único que não será destruído". (Daniel 7:13-14).

O Novo Testamento contém 260 capítulos onde há 318 referências acerca de Sua Segunda Vinda. Vejamos algumas:
1 - O anjo Gabriel disse que Seu reino seria eterno: "este será grande, e será chamado filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai, e reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim". (Lucas 1:32-33)
2 - o PRÓPRIO Jesus garantiu aos discípulos que voltaria. (João 14:2-3; Mat. 24:27; Lucas 12:40). Ensinou aos discípulos a orar pela Sua vinda. (Mateus 6:10).
3 - Os anjos explicaram a um perplexo grupo de discípulos a maneira como voltaria. (Atos 1:10-11).
4 - Tiago também mencionava a vinda do Senhor. (Tiago 5:8)
5 - O Apóstolo Paulo fala do Seu Segundo Advento cinqüenta vezes. (I Cor. 15:51-52; Tito 2:13).
6 - João, tanto no seu Evangelho como nas Epístolas, fala da volta do Senhor: (João 5:28-29; I João 3:2).
7 - No último capítulo do último livro da Bíblia está a preciosa promessa: "Certamente cedo venho". Em seguida vem a exclamação profunda do coração de Sua igreja: "Ora vem, Senhor Jesus". (Apoc. 22:20).

B- DE QUE MANEIRA JESUS VOLTARÁ?

1 - "Esse Jesus" (Atos 1:11) não virá como um espírito invisível, mas com um corpo que teve após a Sua ressurreição que podia ser tocado (Lucas 24:39), podia comer (Lucas 24:42-43), e que pode ser visto por Estevão (Atos 7:56).
2 - Voltará exatamente como foi: "Esse Jesus... há de vir assim como para o céu o vistes ir". (Atos 1:9).
3 - Virá como ladrão de noite (I Tess. 5:2; Apoc. 16:15), inesperadamente (Mat. 24:36), para levar o tesouro - os que lhe pertencem, os que lavaram seus vestidos no sangue do Cordeiro. (Apoc. 7:14).
4 - No arrebatamento Ele virá com alarido: "Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor" (I Tess. 4:16, 17).
5 - Na Revelação virá com grande glória e poder - não como o carpinteiro de Nazaré, coroado de espinhos, mas virá como o Rei da Glória em cuja cabeça estará a coroa de honra e glória, em cujas mãos estará escrito o Seu nome: "REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES". (Apoc. 19:11-16).
Quando a Grande Águia se lançar voando através dos portais do céu, será para levar para o Alto os Seus, os que n'Ele puseram sua fé, vigiaram e esperaram pela Sua vinda; virá para transportá0los para Jerusalém Celestial (Heb. 12:22), "... e assim estaremos para sempre com o Senhor".

C- O EVANGELHO de MATEUS apresenta Jesus Cristo, O Futuro Rei. (Mateus 27:37; João 18:37).
C - MATEUS apresenta Jesus como Rei que voltará para buscar Sua noiva e depois tomará seu cetro e governará todas as nações durante mil anos, na terra. O livro foi escrito para os hebreus,que há muito esperavam pelo Messias Rei, herdeiro legítimo do trono de Davi. A fim de evidenciar Sua descendência real,Mateus abre o livro com Sua genealogia, começando assim: "O livro da geração de Jesus Cristo, filho de Davi". (Mat. 1:1).

D - O Símbolo da Segunda Vinda é a Coroa. (Apoc. 14:14; 19:12).
 
 
V- A VERDADEIRA NOVA ERA: O REINADO DE JESUS CRISTO
Ao começar por Apocalipse 19.11, Jesus é visto como o Rei dos reis e Senhor dos senhores, que voltará em glória, majestade e poder para julgar aqueles que o rejeitaram e escarneceram. A esperança do glorioso reinado de Cristo está solidamente registrada na Bíblia, de Gênesis a Apocalipse.
Partindo do livro de Gênesis, encontramos as seguintes referências sobre o futuro reinado de Cristo que o movimento Nova Era procura imitar.
O cetro não se arredará de Judá, nem o legislador dentre seus pés, até que venha Siló; e a ele se congregarão os povos ( Gn 49. 1 0).
Eu, porém, ungi o meu Rei sobre o meu santo monte de Sião (SI 2.6).
Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo, esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre (Dn 2.44).
Eu estava olhando nas minhas visões de noite, e eis que vinha nas nuvens do céu um como o filho do homem; e dirigiu-se ao ancião de dias, e o fizeram chegar até ele. E foi-lhe dado o domínio, e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações, línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino tal, que não será destruído (Dn 7.13-14).
Nas palavras do anjo Gabriel a Maria encontramos algumas promessas que ainda não se cumpriram, e que certamente terão o seu cumprimento no reinado de Cristo. Disse o anjo Gabriel:
E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e por-lhe-ás o nome de Jesus. Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai; E reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim (Lc 1.31-33).
O apóstolo João, na velhice, foi exilado na ilha de Patmos pelo imperador Domiciano, perto do ano 90 AD. E lá ele obteve uma visão do futuro (Ap 1.10), principalmente sobre a segunda vinda de Cristo, quando o Filho de Deus aparece como o Rei dos reis e Senhor dos senhores, cheio de glória, majestade e poder. O texto diz o seguinte: E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos ... E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso. E no manto e na sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis, e Senhor dos senhores (19.14-16).

 
VI- SOMOS VENCEDORES PORQUE JESUS É SENHOR DE TODOS (17:14)
Tudo o que dissemos está relacionado à idéia principal do versículo 14: “e o Cordeiro os vencerá, pois é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis” (v. 14b, c; grifo meu)! No capítulo 19, quando Jesus cavalga para a vitória, esse nome estará inscrito no seu manto: “REIS DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES” (v. 16)22. A respeito do reino de Cristo, Napoleão disse: Vocês falam de impérios e poder. Bem, Alexandre, o Grande, Júlio César, Carlos Magno e eu
mesmo fundamos impérios, mas no que eles se basearam? Na força. Cristo fundou o Seu [império] sobre o amor, e neste momento, há milhões prontos para morrer por Ele…. Não vejo um exército, nem um pendão ou aríete; contudo, há um misterioso poder atuando em favor do cristianismo — homens secretamente sustentados aqui e ali por uma fé comum num grandioso Ser nunca visto. Morro antes do tempo, e meu corpo será entregue ao pó da terra como alimento para os vermes. É esse o destino do homem chamado Napoleão, o grande. Mas olhem para Cristo, honrado e amado em todas as nações. Olhem para o Seu reino, sobressaindo-se acima de todos os demais reinos. Sua vida não foi a vida de um homem; Sua morte não foi a de um homem,
mas de Deus.
 
VII- OBSERVAÇÃO SOBRE OS CAVALEIROS DO CAPÍTULO 6 E DO 19:
         Nos capítulos 5 e 6 do Livro de  Apocalipse o apóstolo João fala do livro com sete selos, o qual ninguém era digno de abrir e nem mesmo de olhar para ele (versos 2-3). Então veio um Cordeiro como tinha sido morto, tomou o livro e abriu o primeiro selo. Aí apareceu um cavaleiro montado num cavalo branco, que era o maior inimigo de Jesus, o Anticristo. Muitos têm confundido esse cavaleiro com Jesus, por isso vamos ao capítulo 19 para ver a diferença entre os dois cavaleiros.
1) O cavaleiro do capítulo 6 emerge de um dos selos,  que só Jesus poderia abrir.
O cavaleiro do capítulo 19 vem do céu. (Ap 19:11)
2) O cavaleiro do Capítulo 6 não possui um nome próprio.
O cavaleiro do Capítulo 19 é chamado de Rei dos reis  e  Senhor  dos senhores (Ap 19:16).
3) O cavaleiro do capítulo 6  carrega um arco sem flechas, pois os seus seguidores é que lutam por ele.
O cavaleiro do capítulo 19 traz uma espada e luta pelos seus próprios exércitos, que não levam espada alguma, a não ser a do Espírito. (Ap 19:15).
4) O cavaleiro do capítulo 6 só tem uma coroa (tiara), que lhe é dada.
O cavaleiro do capítulo 19 tem muitas coroas (Ap 19:12).
5) O cavaleiro do capítulo 6 é seguido pela destruição, a morte, a fome  e o inferno.
O cavaleiro do capítulo 19 é seguido pelos santos de Deus, os anjos e nós, os salvos (Ap 19:14).
6) O cavaleiro do capítulo 6 é o falso Cristo ou Anticristo, representado por um homem que estará em evidência durante a Grande Tribulação.
O cavaleiro do capítulo 19 é o Senhor Jesus Cristo, o Salvador do mundo.
 
 
 
 
 
 
 
RESUMO DA LIÇÃO 13
1º TRIMESTRE/2008
I. OS DÉSPOTAS DESSE MUNDO
II. CARÁTER DO REINO DO MESSIAS
1. "Fiel e Verdadeiro" (v.11).
2. Os diademas (v.12).
3. A "veste salpicada de sangue" (v.13).
III. A VITÓRIA FINAL
1. A redenção.
2. Reis dos reis (v. 16). J
3. "Senhor dos senhores" (v.16).
CONCLUSÃO
"JESUS  CRISTO é o Senhor, para a
glória de DEUS Pai" (Fl 2.9-11).
 
 
SINOPSE DO TÓPICO (1): Os reinos desse mundo vieram e se foram, mas, o reinado de CRISTO permanece para sempre.
 
SINOPSE DO TÓPICO (2): O Reino do Messias estabelecerá a verdade e a justiça esperadas pelo povo de DEUS desde a Antiguidade.
SINOPSE DO TÓPICO (3): Na segunda parte da sua vinda, CRISTO virá em glória para restaurar o trono de Davi e estabelecer a paz universal.
 
ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA
Peça aos seus alunos para lerem os textos correspondentes às profecias escatológicas abaixo. A seguir, pergunte se elas já se cumpriram e, mediante a resposta negativa, também pergunte quando se cumprirão. Todos deverão concluir que essas profecias somente se cumprirão no futuro reinado literal de CRISTO.
1. As profecias falam de um tempo em que JESUS  governará a Terra (Lc 1.32,33; Zc 14.9; Ml 1.11; Dn 2.44,45; 7.12-14; Ez 34.24; Is 2.2,4,9; 1 Co 15.25). 2. As profecias falam de um tempo de glória e grandeza para Israel (Is 60 1,22; 62.4,8,12; At 1.7,15,16; Am 9.11-15. 3. As profecias falam de um tempo em que Jerusalém será a capital do mundo inteiro (Mq 4.2; Sf 3.13,20; Is 2.3,5; Is 60.1,3; 66.20; Zc 14.16). 4. As profecias falam de um reinado da Igreja junto com JESUS  (Ap 1.6; 5.10;
 11.15).
 
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 13 - JESUS, O REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES
RESPONDA CONFORME A REVISTA DA CPAD DO 1º TRIMESTRE DE 2008.
 
TEXTO ÁUREO
1- Complete:
"A qual, a seu tempo, mostrará o bem-aventurado e único ____________________ Senhor, Rei dos reis e ________________ dos ____________________________________" (1 Tm 6.15).
 
VERDADE PRÁTICA
2- Complete:
JESUS  está _________________________ de todos os _____________________ e de todos os senhores da Terra, pois Ele é ____________________________________ e absoluto.
 
I. OS DÉSPOTAS DESSE MUNDO
3- Quais os principais Impérios tiveram seu período de glória, mas entraram em declínio e acabaram por desaparecer do cenário mundial? Coloque "X" na resposta correta:
(    ) Hebreu, Assíria, Babilônia, Pérsia e Média, Macedônia e Roma.
(    ) Egito, Assíria, Babilônia, Pérsia e Média, Macedônia e Judaico.
(    ) Egito, Assíria, Babilônia, Pérsia e Média, Macedônia e Roma.
 
4- Quais reis, mais famosos, foram chamados "rei de reis", pois dominavam sobre muitos reinos? Coloque "X" na resposta correta:
(    ) Davi e Alexandre, o Grande.
(    ) Nabucodonosor e Davi.
(    ) Nabucodonosor e Alexandre, o Grande.
 
5- Qual reinado é o único que permanece para sempre e o seu Reino não terá fim? Coloque "X" na resposta correta:
(    ) O de Davi.
(    ) O de CRISTO.
(    ) O de Nabucodonosor.
 
II. CARÁTER DO REINO DO MESSIAS
6- Por que JESUS  é chamado de Fiel e Verdadeiro? Coloque "V" para Verdadeiro e "F" para Falso:
(    ) O  Senhor cumprirá sua promessa do rei que reinará na Terra por um período e depois passará seu reinado a outro.
(    ) Porque "julga e peleja com justiça" (v.11).
(    ) O  Senhor cumprirá sua promessa do rei que reinará "e praticará o juízo e a justiça na terra".
(    ) O  Senhor cumprirá sua promessa do rei que "julgará o mundo com retidão".
 
7- O que significa "diademas"? Coloque "X" na resposta correta:
(    ) São coroas reais que demonstram tratar-se de um rei ímpar em toda a história da humanidade.
(    ) São Terras reais que demonstram tratar-se de um reinado rico e próspero em toda a história da humanidade.
(    ) São poderes reais que atestam o reinado em Jerusalém.
 
8- O que significa "veste salpicada de sangue"? Coloque "X" na resposta correta:
(    ) Significa que aquele que a usava venceu seus inimigos.
(    ) Significa que aquele que a usava lutou com seus inimigos.
(    ) Significa que aquele que a usava batalhou, mas não venceu seus inimigos.
 
9- As profecias no Antigo Testamento apontavam para a vinda de JESUS  em quais etapas? Coloque "V" para Verdadeiro e "F" para Falso:
(    ) A primeira para realizar a obra da possessão do reino terrestre.
(    ) A primeira para realizar a obra da redenção.
(    ) A segunda, para restaurar todas as coisas, e vencer os seus inimigos.
(    ) A segunda, para concertar todas as coisas, e perdoar os seus inimigos.
 
III. A VITÓRIA FINAL
10- O que anunciou com veemência JESUS após ressuscitar? Coloque "X" na resposta correta:
(    ) "É-me concedido todo o poder para perdoar pecados".
(    ) "É-me permitido usar de todo o poder na terra".
(    ) "É-me dado todo o poder no céu e na terra".
 
11- O que significa: JESUS  não é meramente "rei de reis", mas o Rei dos reis? Coloque "V" para Verdadeiro e "F" para Falso:
(    ) Isso significa que Ele é superior aos reis de reis.
(    ) Isso significa que Ele está sobre as hostes celestes.
(    ) Isso significa que Ele está "acima de todo principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro".
(    ) Isso significa que Ele é um dos reis superiores aos reis da Terra.
 
12- O que JESUS fará na segunda parte da vinda de JESUS? Coloque "V" para Verdadeiro e "F" para Falso:
(    ) JESUS  virá com a igreja para restaurar seu trono na terra.
(    ) JESUS  virá em glória para estabelecer a paz universal.
(    ) Dominará pela força, pois "convém que reine até que haja posto a todos os inimigos debaixo de seus pés".
(    ) JESUS  virá em glória para restaurar o trono de Davi.
 
13- Como o texto da Leitura Bíblica em Classe (Ap 19.11-19), descreve o cenário futuro? Coloque "X" na resposta correta:
(    ) Descreve-o como a Vitória Parcial de Nosso Senhor JESUS  CRISTO.
(    ) Descreve-o como a Vitória Final de Nosso Senhor JESUS CRISTO.
(    ) Descreve-o como o início da Vitória de Nosso Senhor JESUS  CRISTO.
 
14- Como é o senhorio de CRISTO? Coloque "V" para Verdadeiro e "F" para Falso:
(    ) É limitado aos reis.
(    ) Não é apenas o Rei dos reis, mas também o Senhor dos senhores!
(    ) Seu poder está um pouco abaixo dos anjos e das hostes celestes.
(    ) Seu poder vai além das instituições militares e políticas desse mundo.
(    ) Seu poder está acima de todas as hostes celestes.
(    ) É ilimitado.
 
CONCLUSÃO
15- Complete:
A presente lição revela o Senhor JESUS  CRISTO no epílogo da história da humanidade, vencendo a todos os inimigos e manifestando o seu poder e a sua glória como o Rei dos reis e Senhor dos senhores. Diante dele todos os __________________ hão de dobrar-se, e toda a ______________________ há de confessar que "JESUS  CRISTO é o Senhor, para a ___________________ de DEUS Pai"
 
 
Assista os vídeos e veja respostas do questionário.  http://universobiblico.com.br/assembleia/estudosbiblicos/videosebdnatv.htm
 
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO
Subsídio Doutrinário
"JESUS , o Reis dos reis
'...Rei dos reis, e Senhor dos senhores'. Apenas dois monarcas aqui na terra tiveram um título como este: Nabucodonosor e Artaxerxes (Ed 7.12).
Mas a profecia nos dá ali o desconto imediato: '...és rei ('de') reis' (Dn 2.37a). O título, entretanto, ocorre de modo invertido referindo-se a CRISTO, não como 'rei de reis' mas como 'Rei dos reis' (Ap 17.14).
O emblema expressivo tinha caracteres tanto na sua 'veste' com na sua 'coxa'.
Entre os gregos era bastante natural um famoso guerreiro trazer sobre a sua coxa o título a que tinha direito [...]"
(SILVA, Severino Pedro. Apocalipse versículo por versículo. Rio de Janeiro: CPAD, 1997, p.248.)
 
APLICAÇÃO PESSOAL
"E no vestido e na sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores" (Ap 19.16).
Aquele que é a Palavra Viva, também é "Rei dos reis e Senhor dos senhores". O nome está exposto à vista de todos. Ao apóstolo Paulo já havia sido revelado que este era o Senhor JESUS  (1 Tm 6.15). E o próprio João confirmou em Apocalipse 17.14 que JESUS , como "Senhor dos senhores e Rei dos reis", venceria a todos os adversários.
Os crentes relembram com alegria o nascimento de JESUS  numa estrebaria para identificar-se conosco em todas as coisas. Lembramos com louvor e gratidão ter Ele morrido por nossos pecados. Mas DEUS o ressuscitou para a nossa justificação. Agora, Ele voltará em glória. Ele já é o Rei. Todo crente que o tem aceitado como Senhor, há de reinar com Ele.
 
 
Resumo do trimestre:
 
1- Jesus, o Verbo de Deus
 
2- Jesus, o Filho de Deus
 
 
3- Jesus, Verdadeiro Homem, Verdadeiro Deus
 

4- A Infância de Jesus
 
 
5- O Batismo de Jesus
 
 
6- Jesus, o Profeta das Nações
 
 
7- O Sacerdócio Eterno de Cristo
 
 
 
8- Jesus, Filho de Davi
 
 
 
9- O Ministério de Ensino de Jesus
 
 
10- Os Milagres de Jesus
 
11- A Morte Vicária de Jesus
 
 
12- A Ressurreição de Jesus
 
 
13- Jesus, o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores

 
 
 
Ajuda:
CPAD - (www.cpad.com.br) - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas.
(www.escoladominical.com.br)  -  (www.ebdweb.com.br)
http://universobiblico.com.br/assembleia/estudosbiblicos/videosebdnatv.htm   (VÍDEOS da EBD na TV)
Bíblia Ilumina em cd - Bíblia de Estudo NVI em cd. - Bíblia Thompson em cd
Nosso novo endereço: http://universobiblico.com.br/assembleia/estudosbiblicos/
Silva, Severino Pedro da, 1946 Apocalipse:versículo por versículo / Severino Pedro da Silva. São Paulo: Capital, 1985 Apocalipse: versículo por versículo.
(http://www.ieqlapa.com.br/simboloSBCV/voltara.htm)
(http://www.icp.com.br/30materia1.asp)
(http://www.biblecourses.com/po_lessons/PO_200608_07.pdf)
(http://www.cpr.org.br/JCxRatzinger.htm)
 
 
 
Index
Estudos
EBD
Discipulado
Mapas
Igreja
Ervália
Corinhos
Figuras1
Figuras2
Vídeos
Fotos