Home
Estudos
EBD
Discipulado
Mapas
Igreja
Ervália
Corinhos
Figuras1
Figuras2
Vídeos
Fotos
 
 
LIÇÃO 8, O LEGADO DE ELIAS
LIÇÕES BÍBLICAS - 1º Trimestre de 2013 - CPAD - Para jovens e adultos
Tema: Elias e Eliseu um Ministério de Poder para toda a Igreja.
Comentário: Pr. José Gonçalves
Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva
QUESTIONÁRIO
NÃO DEIXE DE ASSISTIR AOS VÍDEOS DA LIÇÃO ONDE TEMOS MAPAS, FIGURAS, IMAGENS E EXPLICAÇÕES DETALHADAS DA LIÇÃO
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm  
 
 
TEXTO ÁUREO
"E disse Josafá: Não há aqui algum profeta do Senhor, para que consultemos ao Senhor por ele? Então, respondeu um dos servos do rei de Israel e disse: Aqui está Eliseu, filho de Safate, que deitava água sobre as mãos de Elias" (2 Rs 3.11).
 
 
VERDADE PRÁTICA
Através do ministério de Eliseu aprendemos que os grandes homens foram aqueles que aprenderam a servir.
 
 
LEITURA DIÁRIA
Segunda - 1 Rs 19.16 A origem da chamada
Terça - 1 Rs 19.20 A exclusividade da chamada
Quarta - 1 Rs 19.21 O custo da chamada
 Quinta - 2 Rs 2.14 A autoridade da chamada
Sexta - 2 Rs 3.13,14 Os inimigos da chamada
Sábado - 2 Rs 2.15 Os resultados da chamada
 
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE- 1 Reis 19.16,17,19-21
16 Também a Jeú, filho de Ninsi, ungirás rei de Israel e também Eliseu, filho de Safate, de Abel-Meolá, ungirás profeta em teu lugar. 17 E há de ser que o que escapar da espada de Hazael, matá-lo-á Jeú; e o que escapar da espada de Jeú, matá-lo-á Eliseu. 18 Também eu fiz ficar em Israel sete mil: todos os joelhos que se não dobraram a Baal, e toda boca que o não beijou.
19 Partiu, pois, Elias dali e achou a Eliseu, filho de Safate, que andava lavrando com doze juntas de bois adiante dele; e ele estava com a duodécima. Elias passou por ele e lançou a sua capa sobre ele. 20 Então, deixou ele os bois, e correu após Elias, e disse: Deixa-me beijar a meu pai e a minha mãe e, então, te seguirei. E ele lhe disse: Vai e volta; porque que te tenho eu feito? 21 Voltou, pois, de atrás dele, e tomou uma junta de bois, e os matou, e, com os aparelhos dos bois, cozeu as carnes, e as deu ao povo, e comeram. Então, se levantou, e seguiu a Elias, e o servia.
 

 
Em 1 Rs 19.16 A ELISEU... UNGIRÁS PROFETA. DEUS mandou Elias ungir Eliseu como seu sucessor. Note que não somente sacerdotes e reis eram ungidos para seus respectivos cargos, mas também profetas, Eliseu iria (1) auxiliar Elias, (2) auxiliar Hazael, rei da Síria, e Jeú, rei de Israel, a derrotar os inimigos de DEUS (vv. 16,17), e (3) proclamar a palavra de DEUS ao remanescente fiel (v. 18). Os ministérios de Elias e Eliseu abrangeram um período de 75 anos (875-800 a.C., durante os reinados de Acabe, Acazias, Jorão, Jeú, Jeoacaz e Jeoás). Eliseu foi um fiel servidor do profeta ancião e ficou conhecido como aquele "que deitava água sobre as mãos de Elias" (2 Rs 3.11)
Em 1 Rs 19.18 EM ISRAEL SETE MIL. Os sete mil de Israel, que não dobraram os joelhos a Baal, são parte dos fiéis sofredores, em todas as gerações, livres de apostasia, de transigência com o erro e de mundanismo entre o povo de DEUS, e que perseveram no amor, na fé e na obediência a DEUS e à sua Palavra. São os que fogem dos maus caminhos do mundo, que lavaram as suas vestes e as embranqueceram no sangue do Cordeiro (Ap 7.14), que são perseguidos por amor à justiça (Mt 5.10) e que permanecem firmemente no caminho estreito (Mt 7.14). Do começo ao fim das Escrituras, é o remanescente fiel e vencedor que é conhecido pelo Senhor (2 Tm 2.19). DEUS promete guardar esse remanescente leal, pelo seu poder, através da fé (1 Pe 1.5), e o Cordeiro os conduzirá ao lar celestial (Ap 7.17)
 
sucessor (http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=sucessor)
adj (lat successore) 1 Que sucede a outrem. 2 Que herda. 3 Que tem a mesma dignidade ou os mesmos predicados que outrem teve.
 
Meus comentários (Ev. Henrique)
Elias vai ao Monte Horebe ou Monte Sinai, anda 40 dias e 40 noites de Berseba até lá, cerca de 400 km, na força da comida que um anjo havia lhe dado (1 Rs 19.8).
Note que quem envia Elias para lá é o próprio DEUS, aquele monte era lugar de encontro com DEUS, era lugar de manifestação de DEUS com fogo (Elias estava bem familiarizado com esse tipo de manifestação de DEUS com fogo).
Ali naquele monte, Elias se refugia numa caverna - Em 1 Rs 11 DEUS ordena a Elias para sair da caverna para que ELE lhe fale.
DEUS fala com Elias e lhe revela várias coisas que ele precisava saber e realizar antes de subir para DEUS.
DEUS lhe revela a existência de sete mil fiéis que não se dobraram diante de Baal e nem beijaram sua imagem (incluindo ai, cremos, Eliseu, Obadias, os cem profetas escondidos por Obadias, os filhos dos profetas que foram assassinados por Jezabel, Jeú e seus liderados).
Deveria ungir como rei da Síria a Hazael, como rei de Israel a Jeú e como profeta em seu lugar a Eliseu, filho de Safate que habitava em Abel-Meolá, pequena cidade a leste de Samaria e próxima ao Rio Jordão.
Eliseu além de profeta seria um soldado de DEUS, matando os infiéis que escapassem da espada de Hazael e de Jeú. O homem que arava terra com juntas de bois agora seria capacitado por DEUS para ser profeta e soldado.
DEUS só chama ocupados, mas ocupados que desejam servir a DEUS.
DEUS tem planos para nós mesmo antes de sabermos ou sonharmos com isso.
Quando Elias acha Eliseu este estava arando a terra com sua última junta de bois que no total eram doze. Era finalzinho de dia de trabalho árduo.
Na época do ministério de JESUS um jovem que disse querer segui-Lo pediu para voltar a sepultar seu pai antes de O seguir - JESUS lhe respondeu: Deixa os mortos sepultarem seus mortos, mas tu vem e segue-me.
Aqui no episódio de Elias e Eliseu, vemos que é permitido a Eliseu voltar e beijar seus pais, pois eles estavam vivos e Eliseu precisava se despedir deles e lhes comunicar que estava deixando tudo para ser profeta de DEUS.
Eliseu, antes de empreender sua jornada profética mata os dois bois que usava por último na hora de sua chamada e oferece uma festa de despedida aos seus companheiros de trabalho passado. O fogo foi feito com a aparelhagem do arado. Eliseu estava queimando tudo que o prendia ao passado na hora de seu chamado. Era uma aliança sem volta. Era morrer para o passado e nascer para DEUS e sua obra.
Esse homem não frequentava a escola de profetas e não era soldado do exército, mas um fazendeiro. DEUS pega um nada e transforma em um homem cheio de poder e autoridade - DEUS pega o fraco para confundir os fortes ...
Eliseu passa a servir a Elias e é conhecido a partir dai como "aquele que deitava água às mãos de Elias". (2 Reis 3:11).
Elias tinha um longo discipulado pela frente com Eliseu que de soldado e de profeta nada entendia. Esse discipulado deve ter durado por volta de sete anos. Dois anos de guerra de Acabe com Ben-Hadade, rei da Síria, depois vem o episódio da vinha de Nabote, depois três anos de paz e nova guerra, depois mais dois anos de reinado de Acazias filho de Acabe como rei de Israel, só depois Elias seria separado de Eliseu por um carro de fogo e partiu para DEUS em um redemoinho.
Vem a ordem de DEUS para Elias cercar aos emissários do rei Acazias que iam de encontro aos sacerdotes de Baal para saberem se ele sararia de uma enfermidade em seus pés e DEUS diz a Elias para mandar dizer que o rei morreria, pois consultava a Baal-Zebube, deus de Ecrom (2 Reis 1:3) ao invés de consultarem ao verdadeiro DEUS de Israel.
Depois vem o episódio dos soldados de Acazias sendo queimados por fogo que desceu de DEUS. Elias vai ao rei e lhe comunica sua morte. Jorão começou a reinar no seu lugar (2 Reis 1:17).
É agora nessa época que Elias vai ser assunto ao céu.
No discipulado de Elias para com Eliseu, Elias visita várias cidades e locais, sempre seguido de perto por seu aprendiz e substituto, Eliseu. dentre esses locais destacam-se Gilgal, Betel, Jericó e o Rio Jordão.
 
Eliseu agora se tornaria professor na escola de profetas, precisava de treinamento. Elias parte com Eliseu de Abel-Meolá para Gilgal.
 
Gilgal (círculo de fogo, aliança) era local de circuncisão, de páscoa, de aliança, de santificação, de derramar água perante ao Senhor (adoração), lugar de sacrifício, lugar de compromisso.
A primeira etapa do discipulado era Aliança - significa morrer para o mundo e para o pecado. Compromisso com DEUS. É lugar de ver o Senhor - ter um encontro pessoal com DEUS.
 
Existe uma grande diferença entre "Estar envolvido com DEUS" e estar "Comprometido com DEUS"
Exemplo bem simples para compreendermos é o Eggs x bacon (Hamburguer, bacon, ovo, presunto, queijo e salada).
Veja que a galinha está envolvida no lanche pois ela deu o ovo, não precisou morrer para colaborar, para se envolver.
O porco deu o bacon, está comprometido no lanche, pois precisou morrer para dar o bacon.
 
ELISEU PRECISAVA FAZER ALIANÇA COM DEUS.
 
Em Gilgal Elias diz a Eliseu:
E disse Elias a Eliseu: Fica-te aqui, porque o SENHOR me enviou a Betel. Porém Eliseu disse: Vive o SENHOR, e vive a tua alma, que não te deixarei. E assim foram a Betel.
 
Betel (casa de DEUS) era local de aprender sobre relacionamentos horizontais - Saber viver em meio ao povo de DEUS é um desafio vencido por poucos.
Na casa de DEUS tem mal-pagador, mentiroso, adúltero, prostituto, invejoso, fofoqueiro, etc... - todos sendo regenerados, limpos, tratados por DEUS, recuperados, transformados. Alguns conseguem mudar mais rápido, outros levam a vida toda e ainda outros nunca conseguem.
Olhando de fora enxerga-se um presídio de segurança máxima - ex-ladrão, ex-assassino, ex-prostituta, ex-pedófilo, ex-drogado, etc... - Todos lavados e purificados no sangue de JESUS e agora libertos, mas com um passado para ser deixado de lado. Aqui é exigido muito perdão, muita misericórdia, muita paciência e principalmente, muito amor.
 
ELISEU PRECISAVA FAZER ALIANÇA COM O POVO DE DEUS.
 
Em Betel Elias diz a Eliseu:
E Elias lhe disse: Eliseu, fica-te aqui, porque o SENHOR me enviou a Jericó. Porém ele disse: Vive o SENHOR, e vive a tua alma, que não te deixarei. E assim foram a Jericó. 2 Reis 2:4
 
Jericó - cidade das palmeiras, cheirosa por fora, mas também conhecida como cidade malcheirosa devido a seus muros altos e comércio intenso.
Muitas vezes as pessoas são assim - bonitas por fora, simpáticas, agradáveis, etc... - tudo aparência - por dentro são como a cidade de Jericó.
Eliseu precisava aprender a pregar o que vivia e a viver o que pregava, precisava ser íntegro por dentro e por fora. Precisava tirar de sua vida os segredos ocultos, a amargura, o medo, o stress, a depressão, as mágoas, a falta de perdão. Eliseu precisava aprender a descansar em DEUS.
 
ELISEU PRECISAVA AMAR A SI MESMO, PERDOAR A SI MESMO, FORTALECER-SE EM DEUS
 
Em Jericó Elias diz a Eliseu:
E Elias disse: Fica-te aqui, porque o SENHOR me enviou ao Jordão. Mas ele disse: Vive o SENHOR, e vive a tua alma, que não te deixarei. E assim ambos foram juntos. 2 Reis 2:6.
 
Rio Jordão é limitador - do outro lado estava a bênção, do outro lado estava o poder, do outro lado estava a unção. Quantos homens passam a vida toda sem atravessar o Jordão! A maioria passa a vida toda sem conhecer o outro lado do Jordão. é lá que está a confirmação do ministério, da chamada. É do outro lado que está a porção dobrada. é só crer e desejar e buscar - Atravesse o Jordão. Aquele que lhe chamou tem muito mais do que você imagina.
 
ELISEU PRECISAVA RECEBER A PORÇÃO DOBRADA, O PODER PARA SEU TRABALHO SER REALIZADO.
 
Elias sobe num redemoinho logo após a carruagem de fogo separar Elias e Eliseu que se tornaram tão unidos que só mesmo DEUS para separá-los.
Elias agora estava onde desejava estar - com DEUS - nem precisou morrer.
 
 
ELISEU
PROFETA Filho de Safat e natural de Abel-Meúla, era discípulo do Profeta Elias. Com o arrebatamento de Elias aos céus, Eliseu herdou os seus dons e tornou-se figura destacada e respeitada pelos populares e pelos líderes hebreus.
SINAI
O Deserto do Sinai, também chamado de Horebe, localiza-se a oeste do Golfo de Acaba (no Mar Vermelho) e ao sul do Deserto de Sur. Nele, situa-se o Monte Sinai onde Moisés recebeu as Tábuas da Lei.
 
 
 
 
INTERAÇÃO
A lição de hoje tem como objetivo refletir acerca do legado de Elias. Aprendemos com este profeta que os homens de DEUS bem-sucedidos em seus ministérios são aqueles que têm o coração disposto a servir. Elias serviu a DEUS com integridade e foi um modelo para o seu sucessor, Eliseu. Sabemos que nesta vida tudo tem o seu tempo, por isso, chegou o dia em que o ministério de Elias encerrou-se. Todavia, ele, como profeta do Senhor, não foi pego de surpresa. Como um líder fiel e íntegro diante do Pai Celeste, teve o cuidado de seguir a orientação divina na escolha do seu sucessor.
 
OBJETIVOS - Após a aula, o aluno deverá estar apto a:
Reconhecer o caráter divino da vocação e chamada de Elias. 
Detalhar os princípios da exclusividade, autoridade da vocação e a chamada de Elias.
Compreender como se deu a sucessão e o discipulado de Eliseu.
 
ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA
Professor, para introdução da lição sugerimos um estudo dirigido.  Divida a classe em três grupos. Depois que já estiverem formados, entregue a cada grupo uma das questões relacionadas no quadro abaixo. Cada grupo terá, no máximo, cinco minutos para discutir seu tema e outros cinco minutos para expor suas conclusões à classe. Explique que Elias lançou sua capa sobre os ombros de Eliseu, demonstrando que ele seria seu sucessor. Quando a sucessão foi concluída, Elias a deixou para Eliseu (2 Rs 11-14). Conclua a atividade explicando que todo ministério é transitório, e que o mais importante não é como começamos,  e sim como terminamos.
 
QUESTÕES PARA O ESTUDO DIRIGIDO
O LEGADO DE ELIAS
1. “Qual o significado de lançar a capa sobre Eliseu (1 Rs 19.19)?” Resposta - Transferir autoridade espiritual.
2. “Por que Eliseu matou seus bois (2 Rs 19.20)?” “Qual o significado desse gesto?” Resposta - Deixar o passado e começar de novo.
3. “Como se deu a chamada de Elias e o término do seu ministério?” Resposta - Elias foi chamado para fazer com que o povo deixasse a idolatria e se voltasse para DEUS, enfrentou o Diabo e seus seguidores, principalmente Acabe e Jezabel - seu ministério termina com sua ida para DEUS, sem experimentar a morte.
 
 
RESUMO DA LIÇÃO 8, O LEGADO DE ELIAS
I. O LONGO PERCURSO DE ELIAS
1. Uma volta às origens.
2. Uma revelação transformadora.
II. ELIAS NA CASA  DE ELISEU
1. A exclusividade da chamada.
2. A autoridade da chamada.
III. ELIAS E O DISCIPULADO DE ELISEU
1. As virtudes de Eliseu.
2. A nobreza de um pedido.
IV. O LEGADO DE ELIAS
1. Espiritual.
2. Moral.
 
SINÓPSE DO TÓPICO (1) - Precisamos nos conscientizar que na obra de DEUS não somos descartáveis, mas, de igual forma, ninguém é insubstituível.
SINÓPSE DO TÓPICO (2) - DEUS chama e prepara pessoas fiéis para a sua obra. A obra do Senhor é para os chamados e vocacionados.
SINÓPSE DO TÓPICO (3) - Eliseu era perseverante, se ele tivesse ficado pelo caminho, não teria sido o homem de DEUS que foi! Somente os perseverantes conseguem chegar ao fim.
 
AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO I- Subsídio Bibliográfico
“Eliseu, o sucessor
Poucos 'substitutos' nas Escrituras foram tão eficientes quanto Eliseu que foi o sucessor de Elias como profeta de DEUS para Israel. Mas Eliseu teve o profeta Elias como um grande exemplo a ser seguido. Ele permaneceu com Elias até os últimos momentos da vida do seu mestre na terra.  Estava disposto a seguir e aprender a fim de receber poder para fazer o trabalho o qual DEUS o havia chamado.
Tanto Elias como Eliseu concentraram seus esforços nas necessidades do povo que estava ao seu redor. O impetuoso Elias confrontou e expôs a idolatria, ajudando a criar uma atmosfera onde o povo pudesse adorar a DEUS livre e publicamente. Eliseu então agiu com a finalidade de demonstrar a poderosa natureza de DEUS, ainda que cuidadosa, para todos aqueles que vieram a ele em busca de ajuda. Ele passou mais tempo cuidando compassivamente do povo do que em conflitos contra o mal. A Bíblia registra 18 encontros entre Eliseu e as pessoas necessitadas. Eliseu teve uma visão mais ampla e de maior alcance na vida do que a maioria das pessoas, porque reconheceu que em DEUS havia mais bênçãos a favor da vida. Ele sabia que tudo o que somos e temos vem de DEUS" (Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. 1. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2004, p. 516).
 
BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
MERRILL, Eugene H. História de Israel no Antigo Testamento: O reino de sacerdotes que DEUS colocou entre as nações. 6. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2007.      
 
SAIBA MAIS- Revista Ensinador Cristão - CPAD, nº 53, p.40.
 
QUESTIONÁRIO LIÇÃO 8, O LEGADO DE ELIAS
Responda conforme a revista da CPAD do 1º Trimestre de 2013
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas verdadeiras e com "F" as falsas
 
TEXTO ÁUREO
1- Complete:
"E disse Josafá: Não há aqui algum ___________________________ do Senhor, para que consultemos ao Senhor por ele? Então, respondeu um dos servos do rei de Israel e disse: Aqui está ________________________, filho de Safate, que deitava água sobre as mãos de ____________________________________" (2 Rs 3.11).
 
VERDADE PRÁTICA
2- Complete:
Através do ministério de ___________________________________ aprendemos que os _____________________________ homens foram aqueles que aprenderam a ____________________________.
 
COMENTÁRIO - INTRODUÇÃO
3- Qual a máxima que o teólogo norte-mericano A.W. Tozer disse certa vez em relação ao profeta Elias e ao seu sucessor, Eliseu?
(    ) "nada é perdido de DEUS quando um homem de DEUS se perde!" 
(    ) "nada morre de DEUS quando um homem de DEUS morre!" 
(    ) "nada muda em DEUS quando um homem de DEUS deixa de viver!" 
 
4- Elias exerceu um ministério excepcional no reino do Norte e, sem dúvida, foi o responsável por ajudar o povo de DEUS a manter a sua identidade. Chegou o dia em que precisou parar. Elias teve o cuidado de fazer o que?
(    ) Deixar tudo e permitir a DEUS escolher e treinar seu sucessor livremente.
(    ) Seguir a orientação divina na escolha do seu sucessor.
(    ) Preparar seu sucessor da forma correta.
 
I. O LONGO PERCURSO DE ELIAS
5- Como era conhecido o Monte Horebe e qual a distância entre Berseba, onde Elias estava e o Monte Horebe?
(    ) Conhecido na literatura bíblica como Monte Sinai.
(    ) De Berseba até ao monte Sinai, o percurso era de aproximadamente duzentos quilômetros.
(    ) De Berseba até ao monte Sinai, o percurso era de aproximadamente quatrocentos quilômetros.
(    ) Foi nesse Monte que o Senhor havia se revelado a Moisés muito tempo antes como o grande EU SOU e posteriormente, foi nesse mesmo monte que o Senhor revelou a Lei a Moisés.
 
6- Por que Elias volta às origens?
(    ) A distância era grande, mas Elias necessitava voltar às origens de seu tempo de criança e começar de novo em sua carreira de fé.
(    ) A distância era grande, mas Elias necessitava voltar às origens da sua fé!
(    ) Sem dúvidas, esses fatos estavam na mente de Elias quando ele para ali se dirigiu.
(    ) Para reorientar a caminhada, nada melhor do que uma volta às origens!
 
7- Vendo que Elias havia se enclausurado em uma caverna, o próprio Senhor trata de dialogar com o profeta. É nesse diálogo que percebemos que Elias estava vendo as coisas de forma distorcida.
Que coisas ficam patentes ai?
(    ) Elias havia trabalhado muito, mas estava frustrado, pois todos continuavam na idolatria.
(    ) DEUS continuava sendo Senhor da história
(    ) Elias não havia trabalhado em vão.
 
8- Quais as revelações de DEUS para Elias, aqui?
(    ) DEUS revelou a Elias a necessidade de um sucessor. DEUS agora não tinha mais planos para Elias. Deveria, portanto, dar lugar a outro.
(    ) O Senhor revela, então, ao profeta a existência de sete mil remanescentes da adoração a DEUS. Com certeza eram pessoas do povo que nem mesmo eram vistas, mas que amavam ao Senhor.
Foi o próprio DEUS quem os havia conservado.
(    ) DEUS revelou a Elias a necessidade de um sucessor. DEUS agora tinha outros planos para Elias. Deveria, portanto, dar lugar a outro.
 
II. ELIAS NA CASA  DE ELISEU
9- O texto de 1 Reis 19.19-21, que trata sobre a vocação de Eliseu, é rico em detalhes a respeito de sua chamada. Como foi a chamada de Eliseu?
(    ) Primeiramente observamos que DEUS chama pessoas fiéis. Sem dúvida, Eliseu fazia parte da estatística divina dos sete mil.
(    ) Em segundo lugar, DEUS chama para o seu serviço pessoas que são ocupadas. Ele estava trabalhando com doze juntas de bois! A obra de DEUS não é profissão nem tampouco emprego. É vocação!
(    ) Em terceiro lugar, Eliseu percebeu que o ministério tem custo! Ele sacrificou os bois e os deu como comida ao povo. Quem põe a sua mão no arado não pode olhar para trás.
(    ) Em quarto lugar, Eliseu entendeu que o ministério profético é um "servir". Eliseu passou a servir a Elias.
(    ) Em quinto lugar Eliseu recebeu sua chamada e deixou tudo imediatamanet, nem se despediu de ninguém. Foi logo acompanhando Elias.
 
10- Como foi dada autoridade de DEUS a Eliseu?
(    ) Quando Elias encontrou a Eliseu, o texto sagrado registra: "E lançou o seu manto sobre ele".
(    ) Na cultura bíblica, o manto é símbolo da autoridade sacerdotal.
(    ) Na cultura bíblica, o manto é símbolo da autoridade profética.
(    ) Lançá-lo sobre outrem demonstrava transferência de poder e autoridade.
(    ) Com esse gesto, Eliseu estava sendo credenciado para o ofício profético.
(    ) De nada adianta o ofício se a unção não o acompanha!
(    ) Não é, portanto, o ofício que determina a unção, mas a unção que valida o ofício!
(    ) Eliseu de fato recebeu autoridade divina, pois exerceu um ministério marcado por milagres.
(    ) Hoje há muita titulação, mas pouca unção de DEUS!
 
III. ELIAS E O DISCIPULADO DE ELISEU
11- O relato de 2 Reis 2.1-8 mostra algumas fases do discipulado de Eliseu. Elias vai a vários lugares diferentes e em cada um deles observa-se que o profeta põe o discípulo à prova. Quais são elas?
(    ) Primeiramente, Eliseu demonstrou estar familiarizado com aquilo que o Senhor estava prestes a fazer.
(    ) Ele o acompanhou em Samaria, Gilgal, Betel, Jericó e Jordão.
(    ) Ele estava consciente de que algo extraordinário, envolvendo o profeta Elias, aconteceria a qualquer momento, e que ele também fazia parte dessa história.
(    ) Em segundo lugar, Eliseu demonstrou perseverança quando se recusou largar Elias.
(    ) Ele o acompanhou em Gilgal, Betel, Jericó e Jordão.
(    ) Tivesse ele ficado pelo caminho, não teria sido o homem de DEUS que foi!
(    ) Somente os perseverantes conseguem chegar ao fim.
(    ) Em terceiro lugar, Eliseu provou ser um homem vigilante quando "viu" Elias sendo assunto aos céus! .   
 
12- O pedido que Eliseu fez a Elias antes de o profeta ser assunto aos céus é algo que merece uma reflexão à parte. O que revela esse pedido?
(    ) Na verdade, o pedido de Eliseu revela a nobreza da sua chamada.
(    ) Eliseu era ambicioso e cobiçoso, queria aquilo para ele, só que em uma proporção bem maior.
(    ) Diante de uma oportunidade única, Eliseu não teve dúvidas, e pediu: "Que haja porção dobrada do teu espírito sobre mim".
(    ) Eliseu tomou conhecimento daquilo que seu mestre fazia, e em outras ocasiões ele mesmo fora testemunha desses milagres.
(    ) Ele não tinha dúvidas; queria aquilo para ele, só que em uma proporção bem maior.
(    ) DEUS agradou-se do pedido de Eliseu como se agradara do pedido de Salomão.
(    ) Muitas vezes as pessoas preferem aquilo que é medíocre em vez do que é nobre. Preferem escolher o que satisfaz o ego em vez de escolher o que agrada e alegra a DEUS.
 
IV. O LEGADO DE ELIAS
13- Elias saiu de cena, mas deixou a seu discípulo um grande legado. Qual foi seu legado Espiritual?
(    ) O profeta só não restaurou o culto divino.
(    ) Não era rico, mas foi um gigante na fé (instrumento de DEUS em muitos milagres).
(    ) E, como tal, passou ao seu discípulo um exemplo de piedade e serviço.
(    ) O profeta defendeu ardorosamente o culto divino.
(    ) Extremamente ousado, enfrentou o rei Acabe e predisse a grande seca sobre Israel.
(    ) Somente um homem com semelhante fé em DEUS seria capaz de protagonizar os fatos narrados nos livros de Reis.
(    ) Eliseu viveu nesse contexto, foi influenciado por ele e teve esse legado como herança.
 
14- Elias saiu de cena, mas deixou a seu discípulo um grande legado. Qual foi seu legado Moral?
(    ) A percepção de seus próprios erros era bem patente na vida de Elias.
(    ) O profeta Elias não era apenas um homem de grandes virtudes espirituais; era também portador de singulares predicados morais.
(    ) O seu valor e coragem são perceptíveis no relato bíblico. Ele confrontou os profetas de Baal e reprimiu-os severamente.
(    ) A percepção do que era certo, ou errado, do que era justo, ou injusto, era bem patente na vida de Elias.
 
15- Complete
Elias teve ________________________________ moral e espiritual para repreender severamente a ______________________________, quando este consentiu no assassinato de ___________________________ (1 Rs 21.17-20).
Eliseu aprendera que ninguém conseguirá ser um _____________________________ de DEUS como Elias o foi, se não possuir valores _____________________________ e _______________________________ bem definidos.
 
CONCLUSÃO
16- Complete:
A história de Elias e de seu sucessor, Eliseu, é instrutiva para a _______________________________ espiritual. Com Elias, aprendemos que os líderes são ______________________________ e, portanto, suscetíveis a falhas. Aprendemos que a história do reino de DEUS é construída por homens que se dispõem a _____________________________-lo.
 
RESPOSTAS DO QUESTIONÁRIO EM http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm 
 
AJUDA
CPAD - http://www.cpad.com.br/ - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - Bíblia de Estudos Pentecostal.
VÍDEOS da EBD na TV, DE LIÇÃO INCLUSIVE - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
BÍBLIA ILUMINA EM CD - BÍBLIA de Estudo NVI EM CD - BÍBLIA Thompson EM CD.
Peq.Enc.Bíb. - Orlando Boyer - CPAD
SOARES, Esequias. O Ministério Profético na Bíblia: A voz de DEUS na Terra. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2010.
SOARES, Esequias. Visão Panorâmica do Antigo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2003.
ZUCK, Roy B (Ed.). Teologia do Antigo Testamento. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. 
William Macdonald - Comentário Bíblico popular (Antigo Testamento).
Bíblia de estudo - Aplicação Pessoal.
O Novo Dicionário da Bíblia - J.D.DOUGLAS.
Comentário Bíblico NVI - EDITORA VIDA.
Revista Ensinador Cristão - nº 52 - CPAD.
Comentário Bíblico Beacon, v.5 - CPAD.
GARNER, Paul. Quem é quem na Bíblia Sagrada. VIDA
ELISSEN, Stanley. Conheça melhor o Antigo Testamento. VIDA.
CHAMPLIN, R.N. O Novo Testamento Interpretado versículo por Versículo. HAGNOS.
STAMPS, Donald C. Bíblia de Estudo Pentecostal. CPAD
 
Home
Estudos
EBD
Discipulado
Mapas
Igreja
Ervália
Corinhos
Figuras1
Figuras2
Vídeos
Fotos