Index
Estudos
EBD
Discipulado
Mapas
Igreja
Ervália
Corinhos
Figuras1
Figuras2
Vídeos
Fotos
 
 
LIÇÃO 8, A REBELDIA DOS FILHOS
Lições Bíblicas do 3º Trimestre de 2012 - CPAD - Jovens e Adultos
Vencendo as Aflições da Vida - "Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas” (Salmos 34:19).
Comentários da revista da CPAD: Pr. Eliezer de Lira e Silva
Consultor Doutrinário e Teológico da CPAD: Pr. Antonio Gilberto
Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva
QUESTIONÁRIO
 
 
TEXTO ÁUREO 
"Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele"  (Pv 22.6).  
 
 
VERDADE PRÁTICA 
Os pais que negligenciam a educação dos filhos, estão cometendo grave pecado diante de DEUS
 
 
LEITURA DIÁRIA 
Segunda - Sl 127.3 Filhos, herança do Senhor
Terça - Pv 23.13,14 A necessidade da disciplina
Quarta - Pv 29.17 Disciplina e obediência
Quinta - Ef 6.4 Disciplina e conselho
Sexta - 2 Tm 3.2 A desobediência como sinal do fim
Sábado - Êx 20.12 Obediência como fonte de vida 
 
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - 1 Samuel 2.12-14,17,22-25 
1 Samuel 2.12 Eram, porém, os filhos de Eli filhos de Belial e não conheciam o SENHOR; 13 porquanto o costume daqueles sacerdotes com o povo era que, oferecendo alguém algum sacrifício, vinha o moço do sacerdote, estando-se cozendo a carne, com um garfo de três dentes em sua mão; 14 e dava com ele, na caldeira, ou na panela, ou no caldeirão, ou na marmita; e tudo quanto o garfo tirava o sacerdote tomava para si; assim faziam a todo o Israel que ia ali a Siló.
1 Samuel 2.17 Era, pois, muito grande o pecado desses jovens perante o SENHOR, porquanto os homens desprezavam a oferta do SENHOR.
1 Samuel 2.22 Era, porém, Eli já muito velho e ouvia tudo quanto seus filhos faziam a todo o Israel e de como se deitavam com as mulheres que em bandos se ajuntavam à porta da tenda da congregação. 23 E disse-lhes: Por que fazeis tais coisas? Porque ouço de todo este povo os vossos malefícios. 24 Não, filhos meus, porque não é boa fama esta que ouço; fazeis transgredir o povo do SENHOR. 25 Pecando homem contra homem, os juízes o julgarão; pecando, porém, o homem contra o SENHOR, quem rogará por ele? Mas não ouviram a voz de seu pai, porque o SENHOR os queria matar.
 
Definição de Rebelião - de rebellione - insurreição; acto de se rebelar; revolta; rebeldia, indisciplina.
"Pesha" - Palavra hebraica que significa "rebelião deliberada e premeditada contra DEUS (Ez 21.24).
 
Uma rebelião pode ser também um processo político-militar em que um grupo de indivíduos decide não mais acatar ordens ou a autoridade de um poder constituído. Para haver uma rebelião, é preciso que antes haja necessariamente um poder contra o qual se rebelar.
 
Alguns conceitos análogos a rebelião, embora não sinônimos,
Revolução, Revolta, Insurreição, Sublevação, Motim, Intentona (pejorativo), Quartelada (pejorativo), Inconfidência (pejorativo), Conjuração, Conspiração, Conluio, Subversão.
A rebelião teve início em Satanás. Ele ensinou o primeiro homem a se rebelar contra DEUS, o PAI.
 
A Rebelião É Como O Pecado De Feitiçaria (I Samuel 15:23)
O tipo de feitiçaria que está presente nos filhos hoje está revelado em I Samuel 15: 22-23: "Eis que obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, melhor do que a gordura de carneiros. Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e a obstinação é como a idolatria e culto a ídolos do lar". A Bíblia descreve aqui uma feitiçaria muito mais perigosa do que o ocultismo. Ela controla mais pastores e congregações que qualquer outro tipo de influência demoníaca. Trata-se da rebeldia contra a Palavra de DEUS!
A semente do início da rebeldia é exatamente aquilo que se manifestou no Jardim do Éden! Todos possuímos o gérmen deste pecado.

Há Esperança Para Os Rebeldes
 
Encorajamento para com aqueles que anseiam se libertar de sua rebeldia. Ela se encontra no Salmo 107: 9-14.
"Então, na sua angústia, clamaram ao Senhor, e ele os livrou das suas tribulações. Tirou-os das trevas e das sombras da morte e lhes despedaçou as cadeias". Você foi "abatido" pela sua rebeldia, pela sua amargura? Clame ao Senhor dos Exércitos por uma libertação divina! Deixe que Ele despedace as cadeias demoníacas que envolvem o seu coração -- que lhe retire da sombra da morte e o transporte para a Sua maravilhosa luz!
World Challenge, P. O. Box 260, Lindale, TX 75771, USA.
 
OS FILHOS SÃO HERANÇA DO SENHOR. No antigo concerto, uma família numerosa era tida como bênção, ao passo que o não ter filhos era tido como maldição (Gn 30.2,18; 33.5; 48.9; Dt 7.13). Todos os filhos de crentes devem ser considerados dádivas de DEUS, e requerem dos pais uma criação sábia e cristã. Só quando os pais e seus filhos aceitam, ensinam e seguem os caminhos e mandamentos do Senhor é que desfrutarão a plena bênção de DEUS.
 
Pv 19.18 A disciplina dos filhos no devido tempo. Castiga teu filho enquanto há esperança, mas para o matar não alçarás a tua alma.
CASTIGA TEU FILHO ENQUANTO HÁ ESPERANÇA. Os filhos devem ser disciplinados enquanto são crianças, enquanto há oportunidade de moldar suas vidas para o bem e ensinar-lhes os caminhos de DEUS. Se os pais são negligentes nisso, tornam-se em parte culpados da ruína subseqüente que atinge a vida de seus filhos (ver 13.24)
 
Ef 6.1 Filhos obedientes aos pais - Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo.
FILHOS, SEDE OBEDIENTES. Os filhos de crentes devem permanecer sob a orientação dos pais, até se tornarem membros doutra unidade familiar através do casamento.
(1) As crianças pequenas devem ser ensinadas a obedecer e a honrar os pais, mediante a criação na disciplina e doutrina do Senhor (ver 6.4; Pv 13.24; 22.6).
(2) Os filhos mais velhos, mesmo depois de casados, devem receber com respeito, o conselho dos pais (v. 2) e honrá-los na velhice, mediante cuidados e ajuda financeira, conforme a necessidade (Mt 15.1-6).
(3) Os filhos que honram seus pais serão abençoados por DEUS, aqui na terra e na eternidade (v. 3).
 
 
EXEMPLOS BÍBLICOS DE FILHOS REBELDES:
1- CAIM
Em Gênesis, capítulo 4 há a descrição do pecado de Caim, ou seja, aquele em que ele matou Abel, devido a aceitação de DEUS à oferta de seu irmão e rejeição da sua. Em virtude desse pecado houve uma conseqüência, qual foi: …"Agora maldito és desde a terra , que abriu sua boca para receber das tuas mãos o sangue do teu irmão. Quando lavrares o solo, não te dará mais a sua força: fugitivo e errante serás pela terra. …O Senhor, porém lhe disse: Portanto qualquer que matar a Caim será vingado sete vezes. E pôs o Senhor um sinal em Caim, para que não o ferisse quem quer que o encontrasse"….(Gênesis 4:11,12e15)
Após o pecado de Caim e sua punição por parte de DEUS, ele se retirou da presença do Senhor e foi habitar numa terra ao Oriente do Éden, cujo o nome era Node. Lá ele teve filhos, e a partir do versículo 18 até o 24, do capítulo 4 de Gênesis, fala da descendência de Caim.
Os descendentes de caim tinham o nome de filhos dos homens (pecadores inveterados) e os descendentes de Sete tinham o nome de filhos de DEUS (adoravam a DEUS).
 
 
2- ABSALÃO - (Heb. "pai de paz"). QUE DE PAZ NÃO TEVE NADA, COMO REVELA SUA VIDA. Era o terceiro dos seis filhos de Davi. Sua mãe chamava-se Maaca e ele nasceu em Hebrom. Seu temperamento passional aparece no assassinato de Amnom, ao descobrir que ele violentara sua irmã Tamar (2 Sm 13). Absalão era famoso por sua beleza e seus longos cabelos (2 Sm 14.25-27). A instabilidade no vacilante reinado de Davi foi marcada por diversos fatores, em conseqüência do adultério de Davi (1 Sm 11 e 12) e pela ocorrência da violência, como assassinato e estupro dentro da própria família real. A vida de Absalão serve para ilustrar que os resultados do pecado permanecem, mesmo quando há sincero arrependimento. Apesar de Davi ter-se arrependido de sua transgressão e ser perdoado por DEUS, não escapou das turbulentas conseqüências em sua própria família. A sua relutância em intervir e punir Amnom, pelo estupro da irmã de Absalão (2 Sm 13.22), fez com que perdesse a credibilidade aos olhos deste filho. Ele se consumiu pela raiva e pelo ressentimento, até que surgiu a oportunidade de vingar-se e ele matou Amnom (2 Sm 13.28,29). Absalão ficou exilado por três anos, até que Joabe diplomaticamente forçou Davi a perdoar seu erro. Posteriormente, pai e filho tiveram uma reconciliação parcial (cf. 2 Sm 14). A tensão, entretanto, nunca se dissipou totalmente. Desse momento em diante, Absalão gastou todas as suas energias, a fim de subverter o reinado de Davi. O conflito não resolvido entre pai e filho afligia o rei e, a despeito da séria ameaça que Absalão representava ao seu governo, Davi relutava em reconhecer que sua autoridade estava seriamente ameaçada. Este filho conspirou para destronar seu pai e foi bem-sucedido em conseguir apoio dos seguidores descontentes de Davi (2 Sm 15). Absalão possuiu as concubinas de seu próprio pai, perante os olhos de todo Israel (II Sm 16.21,22), em mais um escândalo da família real. Joabe percebeu a hesitação do rei em ordenar a morte do próprio filho. Absalão ficou pendurado pelos cabelos em uma árvore e foi imediatamente morto por Joabe e seus soldados (2 Sm 18.1-18). Davi lamentou profundamente a morte de Absalão, até que Joabe o persuadiu a ver a vida de seu filho sob a perspectiva da confusão e instabilidade que causara. Os três filhos de Absalão não são mencionados depois de 2 Samuel 14.27. De acordo com 2 Samuel 18.18, parece que somente sua filha sobreviveu, a quem ele dera o mesmo nome de sua irmã Tamar.
 
 
3- HOFNI E FINÉIAS
O sacerdote, como líder espiritual, exercia sobre o povo uma enorme influência. A conduta espiritual do povo seguiria o padrão dos sacerdotes. Hofni e Finéias filhos de Eli, sumo sacerdote, não receberam do pai a devida educação na infância. Eli não exerceu a devida autoridade como pai. Não lhes corrigiu as falhas de caráter quando era pequenos, e os maus hábitos se enraizaram e se tornaram mais graves. Crescendo seus filhos, se tornaram egoístas, violentos e imorais. Mesmo assim, Eli fechou os olhos para seus erros e não os impediu de oficiar como sacerdotes. A espiritualidade do povo entrou em decadência, seguindo o exemplo de Hofni e Finéias. Não foi a toa  que Eli, achou que Ana estava embriagada, pois se tornara comum o povo ir para as festas sagradas, apenas para comer e se embriagar. Os filhos de Eli não tinham respeito pelas coisas sagradas, e o povo veio , por seu exemplo a perder também o senso de santidade e da presença de DEUS. Muito daqueles do povo que permaneceram fiéis ao Senhor, se recusavam a ir até Silo, onde se encontrava o tabernáculo, para as festas solenes.
O povo trazia suas queixas a Eli, dos mau procedimento de seus filhos. Eli já na velhice, tentou repreende-los mas já era tarde, seus filhos não lhe deram ouvidos. Ao manter seus filhos como sacerdotes, mesmo sendo eles tão infiéis, Eli, mostrou que os preferia em lugar de DEUS. Isto levou o Senhor, a rejeitar a descendência de Eli, nunca mais nenhum de seus parentes seria sacerdote perante o Senhor. DEUS enviou um profeta e mais tarde o Menino Samuel para dar a Eli a mensagem do seu desagrado e que seus dois filhos seriam mortos, por seu grave pecado contra DEUS
DEUS responsabilizou Eli, como sacerdote e juiz de Israel, pela condição moral e religiosa de Seu povo, e, em sentido especial, pelo caráter de seus filhos. Ele devia a princípio ter tentado restringir o mal por meio de medidas brandas; mas, se estas não dessem resultado, devê-lo-ia ter subjugado pelos meios mais severos. Incorreu no desagrado do Senhor por não reprovar o pecado e executar a justiça no pecador. Não se pôde contar com ele para que Israel fosse conservado puro...” Patriarcas e Profetas pg. 578
Eli teve todos os anos da infância para educar seus filhos no caminho do Senhor, mas por não considerar o dever de educar os filhos como uma sagrada incumbência, criou seus filhos para serem servos do diabo e não servos de DEUS! “Não há maior desgraça para os lares do que permitir que os jovens sigam o seu próprio caminho. Quando os pais tomam em consideração todo desejo dos filhos, e com estes condescendem no que sabem não ser para o seu bem, os filhos logo perdem todo o respeito para com os pais, toda a consideração pela autoridade de DEUS e do homem e são levados cativos à vontade de Satanás”  Idem
Eli achou que não repreendendo os filhos quando em erro, estaria demonstrando amor, e receberia deles o amor  e respeito novamente quando os dois estivessem adultos. Mas ao mimar seus filhos, não educando e não sendo severo, eles não aprenderam a lição do respeito, nem por seu pai, tão pouco com os semelhantes e principalmente com DEUS! “Freqüentemente os pais mimam seus filhos pequenos, e são para com eles condescendentes porque parece mais fácil lidar com eles dessa maneira. É trabalho mais suave deixá-los seguir seu próprio caminho do que barrar as inclinações desgovernadas que se levantam tão fortemente em seu coração. No entanto, essa atitude é covarde. É uma impiedade fugir assim à responsabilidade; pois tempo virá em que esses filhos, cujas inclinações não refreadas se transformaram em vícios absolutos, trarão vergonha e desgraça sobre si mesmos e à sua família. Saem para a vida ativa sem o preparo para suas tentações, não sendo suficientemente fortes para suportar perplexidade e dificuldades. Arrebatados, altivos, indisciplinados, procuram submeter outros à sua vontade, e, fracassando nisso, consideram-se maltratados pelo mundo e se voltam contra ele. Testimonies, vol. 4, pág. 201”
Que contraste entre os filhos de Eli e Samuel. Ana, teve Samuel consigo, pouco anos, mas sabia do seu dever, e criou seu filho no caminho da disciplina e obediência, e o fez de tal maneira, que Samuel por toda vida permaneceu fiel ao Senhor, mesmo tendo perto de si a má influência dos filhos de Eli. O exemplo de Ana, deixa evidente que o caráter é formado nos primeiros anos, e que a educação da criança deve começar no berço.
“Não há influências tão potentes como as que nos cercam em nossos primeiros anos. ...
A natureza do homem é tríplice, e o ensino recomendado por Salomão compreende o devido desenvolvimento das faculdades físicas, intelectuais e morais. Para poderem realizar corretamente essa obra, devem os pais e professores compreender eles mesmos "o caminho em que deve andar" o menino. Prov. 22:6. Isso abrange mais que o conhecimento de livros ou o aprendizado das escolas. Compreende a prática da temperança, da bondade fraternal e da piedade; o desempenho de nossos deveres para conosco mesmos, para com nossos semelhantes e para com DEUS. Fundamentos da Educação Cristã, pág. 57.”
Ao passo que Ana educou Samuel para ser uma benção para o mundo, Eli por sua negligência, criou os seus para ser uma maldição. E os pecados que o povo veio a cometer influenciados pelo exemplo dos seus filhos, foi a ele imputado
“Aqueles que têm muito pouca coragem para reprovar o mal, ou que pela indolência ou falta de interesse não fazem um esforço ardoroso para purificar a família ou a igreja de DEUS, são responsáveis pelos males que possam resultar de sua negligência ao dever. Somos precisamente tão responsáveis pelos males que poderíamos ter impedido nos outros pelo exercício da autoridade paterna ou pastoral, como se esses atos tivessem sido nossos.” Patriarcas e Profetas pg. 578”
O capítulo da vida dos filhos de Eli, estão nas páginas da Santa Escritura, como uma terrível advertência aos pais que não dão a devida importância a educação moral e religiosa dos filhos.
 
Outra lição que podemos tomar, é em relação aos líderes religiosos: pastores, anciões, professores da palavra de DEUS. O povo de DEUS, nunca terá uma norma de espiritualidade maior que a dos seus líderes. A consagração de tais líderes deve ser completa e elevada deve ser a norma espiritual da liderança da igreja, pois seu exemplo será imitado, quer seja bom o quer seja mal. 
Na reprovação de Eli a seus filhos acham-se palavras de uma significação solene e terrível – palavras que todos os que ministram em coisas sagradas bem fariam em ponderar:
“Pecando homem contra homem, os juizes o julgarão; pecando, porém, o homem contra o Senhor, quem rogará por ele?” I Sam. 2:25.
Houvessem seus crimes lesado unicamente seus semelhantes, e poderia o juiz ter feito a reconciliação, indicando uma pena, e exigindo a devida restituição; e assim os transgressores poderiam ter sido perdoados. Ou, se não tivessem eles sido culpados de um pecado de presunção, uma oferta para o pecado poderia ter sido apresentada por eles. Mas seus pecados estavam de tal maneira entretecidos com seu ministério de, na qualidade de sacerdotes do Altíssimo, oferecerem sacrifício pelo pecado, e a obra de DEUS foi de tal maneira profanada e desonrada perante o povo, que nenhuma expiação por eles poderia ser aceita. Seu próprio pai, embora fosse sumo sacerdote, não ousou interceder em favor deles; não os podia defender da ira de um DEUS santo. De todos os pecadores, são os mais culpados os que lançam o desdém aos meios que o Céu proveu para a redenção do homem – pecadores estes que “de novo crucificam o Filho de DEUS, e O expõem ao vitupério”. Heb. 6:6. Idem
. Se os que professam a religião, em vez de aplicarem esforços ardorosos, persistentes e diligentes para manter um lar bem dirigido em testemunho dos benefícios da fé em DEUS, forem frouxos em seu governo, e condescendentes com os maus desejos de seus filhos, estarão a fazer como Eli, e trarão injúria à causa de CRISTO e ruína sobre si e suas casas. Mas, por maiores que sejam os males da infidelidade paterna sob qualquer circunstância, são eles dez vezes maiores quando existentes nas famílias daqueles que são designados para ensinadores do povo. Quando estes deixam de governar sua casa, estão, pelo seu mau exemplo, transviando a muitos. Sua culpa é tanto maior do que a dos outros quanto sua posição é de maior responsabilidade.”  (www.oocities.org/br/).
 
Dt 4.40 "E guardarás os seus estatutos e os seus mandamentos, que te ordeno hoje, para que bem te vá a ti e a teus filhos depois de ti e para que prolongues os dias na terra que o SENHOR, teu DEUS, te dá para todo o sempre".
Pv 13.24 O QUE RETÉM A SUA VARA ABORRECE A SEU FILHO. (BÍBLIA DE ESTUDOS PENTECOSTAL - CPAD)
As Escrituras ordenam que os pais disciplinem com "vara" a seus filhos, nos seus anos formativos, i.e., na infância. Castigo físico só deve ser aplicado à criança em caso de desobediência proposital ou como desafio. A disciplina tem como alvo eliminar a insensatez, a rebeldia e o desrespeito para com os pais (22.15). Quando adequada, administrada pelos pais de modo sábio, amoroso e equilibrado,  ela leva a criança a aprender que o mau comportamento resulta em conseqüências desagradáveis, inclusive castigo (29.15). Tal disciplina é necessária para evitar que os filhos adotem atitudes que mais tarde os levarão à ruína e à morte (19.18; 23.13,14). A disciplina piedosa na família trará bem-estar e paz ao lar (29.17). Os pais devem aplicar a disciplina com amor, assim como faz nosso Pai celestial (Hb 12.6,7; Ap 3.19).

O QUE LEVA À FALTA DE AUTORIDADE
Nos modernos lares o que menos existe é afeto e carinho paterno, bem como falta de orientação masculina, ocorrendo na maioria dos lares somente a autoridade materna ou de uma empregada doméstica, gerando assim problemas de ordem moral e psicológica nos filhos homens, que não têem um espelho masculino em quem se mirar.

Pouca ou nenhuma presença do pai no processo formativo dos filhos. 
Os últimos capítulos de Efésios mostram o que é a vida no ESPÍRITO. O andar no ESPÍRITO aparece através de relacionamentos pessoais: esposas a maridos, maridos a esposas; pais a filhos e filhos a pais; patrões a empregados e empregados a patrões.
Ef 6:4 dá uma exortação muito importante aos pais: "E vós, pais, não provoqueis à ira vossos filhos, mas criai-os na disciplina e admoestação do Senhor".
A palavra aqui traduzida "disciplina" poderia também ser traduzida "educação". E note que Paulo não está falando ao pai e à mãe, mas somente ao pai. De quem é a responsabilidade de educar os filhos? Do pai. Este é o evangelho, a nova aliança. Mais uma vez, DEUS revela Sua preocupação com o pai. É evidente que, a mãe trabalhará em conjunto com o pai. Mas a responsabilidade básica e primária pertence ao pai. Não provoqueis à ira os vossos filhos. É verdade que muitos pais provocam os seus filhos.
PAULO CITA A AVÓ E A MÃE DE TIMÓTEO COMO EXEMPLOS DE MULHERES QUE ORIENTARAM SEU NETO/FILHO NO CAMINHO DO SENHOR, PORTANTO A MÃE NÃO ESTÁ ISENTA DA EDUCAÇÃO DE SEUS FILHOS, PRINCIPALMENTE QUANDO FOR VIÚVA OU QUANDO SEU ESPOSO FOR DESCRENTE.
 
Ausência de limites. 
Existem limites que não poderão ser ultrapassados.
 
A DISCIPLINA (Ef 6.4)
Meios para conseguir a disciplina
a) O ensino - Dt 11. 18-21;
b) O exemplo - Jo 13.15;
c) A correção - Pv 29. 15, 17.
 
Base da disciplina:
a) O amor: Ap 3.19; Pv 3.12.
- Segredo da disciplina: firmeza com amor; amor x controle: filhos saudáveis e respeitosos;
Finalidade da disciplina
a) Obediência - Cl 3.20;
b) Honra: Ex 20.12;
c) Responsabilidade: Lm 3.27;
d) Sabedoria: Pv 29.15.
 

 A AUTORIDADE PATERNAL E A IGREJA
- Realizar o culto doméstico, adorando a DEUS com a família.
- Cultivar e estimular no lar a leitura da Bíblia Sagrada.
- Levar a família, cedo, ao ambiente sadio da igreja. ·
- Estar vigilante quanto às "astutas ciladas do Diabo" contra o lar.
- Combater todas as formas de infiltração do materialismo ateu, seja por via da escola, dos meios de comunicação (TV e internet, principalmente) ou de outras pessoas. · Levar a família a ocupar-se no serviço do Senhor.
 
Por esta razão dobro os joelhos perante o Pai, do qual, toda família nos céus e na terra toma o nome (Ef 3:14,15).
O apóstolo Paulo está escrevendo uma carta, e começa esta passagem por uma oração. Não vamos tratar sobre o assunto da oração, mas a respeito da pessoa a quem ela se dirige. A palavra traduzida no versículo acima como "família" poderia também ser "paternidade". No original a palavra grega é "pátria", uma derivação direta da palavra "pater" que significa "pai". Portanto, o versículo seria assim: "...o Pai, do qual toda paternidade nos céus e na terra toma o nome". Desta maneira estamos descobrindo que o fator originador da família é o pai.
Estes versículos contêm uma revelação tremenda. A paternidade de DEUS é eterna. Não só é DEUS o Pai de JESUS CRISTO, mas toda paternidade é derivada e estabelecida a partir do ofício do Pai na divindade. O ofício de um pai recebe com isto um significado tremendamente importante. A função de um pai deriva sua santidade, autoridade e importância do fato dela ser uma projeção aqui na terra da paternidade divina e eterna de DEUS no céu.
Eu pensava que DEUS só Se tornava Pai quando eu me tornava Seu filho. Isto não está correto. DEUS é Pai eternamente. Antes da criação, DEUS já era Pai. Ele é o Pai do nosso Senhor JESUS CRISTO. O relacionamento de Pai para Filho dentro da divindade é eterno. Antes que qualquer coisa fosse criada, DEUS eternamente era Pai, e CRISTO era eternamente Seu Filho.
Desta forma, todo pai, dentro da criação, recebe seu nome a partir da paternidade eterna de DEUS. Este fato concede importância e santidade enormes ao ofício de pai. É na realidade, uma projeção da própria natureza de DEUS para dentro da experiência humana, aqui na terra e no tempo.
 
PAIS E FILHOS (BEP da CPAD)
Cl 3.21 “Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo.”
É obrigação solene dos pais (gr. pateres) dar aos filhos a instrução e a disciplina condizente com a formação cristã. Os pais devem ser exemplos de vida e conduta cristãs, e se importar mais com a salvação dos filhos do que com seu emprego, profissão, trabalho na igreja ou posição social (cf. Sl 127.3).
 
(1) Segundo a palavra de Paulo em Ef 6.4 e Cl 3.21, bem como as instruções de DEUS em muitos trechos do AT (ver Gn 18.19; Dt 6.7; Sl 78.5; Pv 4.1-4; 6.20), é responsabilidade dos pais dar aos filhos criação que os prepare para uma vida do agrado do Senhor. É a família, e não a igreja ou a Escola Dominical, que tem a principal responsabilidade do ensino bíblico e espiritual dos filhos. A igreja e a Escola Dominical apenas ajudam os pais no ensino dos filhos.
(2) A essência da educação cristã dos filhos consiste nisto: o pai voltar-se para o coração dos filhos, a fim de levar o coração dos filhos ao coração do Salvador (ver Lc 1.17).
(3) Na criação dos filhos, os pais não devem ter favoritismo; devem ajudar, como também corrigir e castigar somente faltas intencionais, e dedicar sua vida aos filhos, com amor compassivo, bondade, humildade, mansidão e paciência (3.12-14, 21).
(4) Seguem-se quinze passos que os pais devem dar para levar os filhos a uma vida devotada a CRISTO:
(a) Dediquem seus filhos a DEUS no começo da vida deles (1Sm 1.28; Lc 2.22).
(b) Ensinem seus filhos a temer o Senhor e desviar-se do mal, a amar a justiça e a odiar a iniqüidade. Incutam neles a consciência da atitude de DEUS para com o pecado e do seu julgamento contra ele (ver Hb 1.9).
(c) Ensinem seus filhos a obedecer aos pais, mediante a disciplina bíblica com amor (Dt 8.5; Pv 3.11,12; 13.24; 23.13,14; 29.15, 17; Hb 12.7).
(d) Protejam seus filhos da influência pecaminosa, sabendo que Satanás procurará destruí-los espiritualmente mediante a atração ao mundo ou através de companheiros imorais (Pv 13.20; 28.7; 2.15-17). 
(e) Façam saber a seus filhos que DEUS está sempre observando e avaliando aquilo que fazem, pensam e dizem (Sl 139.1-12).
(f) Levem seus filhos bem cedo na vida à fé pessoal em CRISTO, ao arrependimento e ao batismo em água (Mt 19.14).
(g) Habituem seus filhos numa igreja espiritual, onde se fala a Palavra de DEUS, se mantém os padrões de retidão e o ESPÍRITO SANTO se manifesta. Ensinem seus filhos a observar o princípio: “Companheiro sou de todos os que te temem” (Sl 119.63; ver At 12.5).
(h) Motivem seus filhos a permanecerem separados do mundo, a testemunhar e trabalhar para DEUS (2Co 6.14—7.1; Tg 4.4). Ensinem-lhes que são forasteiros e peregrinos neste mundo (Hb 11.13-16), que seu verdadeiro lar e cidadania estão no céu com CRISTO (Fp 3.20; Cl 3.1-3).
(i) Instruam-nos sobre a importância do batismo no ESPÍRITO SANTO (At 1.4,5, 8; 2.4, 39).
(j) Ensinem a seus filhos que DEUS os ama e tem um propósito específico para suas vidas (Lc 1.13-17; Rm 8.29,30; 1Pe 1.3-9).
(l) Instruam seus filhos diariamente nas Sagradas Escrituras, na conversação e no culto doméstico (Dt 4.9; 6.5, 7; 1Tm 4.6; 2Tm 3.15).
(m) Mediante o exemplo e conselhos, encorajem seus filhos a uma vida de oração (At 6.4; Rm 12.12; Ef 6.18; Tg 5.16).
(n) Previnam seus filhos sobre suportar perseguições por amor à justiça (Mt 5.10-12). Eles devem saber que “todos os que piamente querem viver em CRISTO JESUS padecerão perseguições” (2Tm 3.12).
(o) Levem seus filhos diante de DEUS em intercessão constante e fervorosa (Ef 6.18; Tg 5.16-18; ver Jo 17.1 sobre a oração de JESUS por seus discípulos, como modelo da oração dos pais por seus filhos).
(p) Tenham tanto amor e desvelo pelos filhos, que estejam dispostos a consumir suas vidas como sacrifício ao Senhor, para que se aprofundem na fé e se cumpra nas suas vidas a vontade do Senhor (ver Fp 2.17).
 
 
Como Disciplinar Meu Filho - limites e regras baseadas na Palavra de DEUS  (Valdenira Nunes de Menezes Silva)
"Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele." (Provérbios 22:6)
Todos estes limites e normas de disciplina podem ser colocados em papéis e assinados pelos filhos.
Limites familiares
1. Aprender a Obedecer aos Pais
 
Responder imediatamente "Sim, papai/mamãe!" e fazer na hora o que foi pedido.
  . Não reclamar: "Não quero fazer isso!" "Tenho mesmo de fazer isto?" "Será que outro não pode fazer?" "Não é justo!"
  . Não aborrecer: "Por favor, por favor, será que não podemos fazer isto?" "Não posso mesmo ir, mamãe? Não posso
    mesmo?"

2. Aprender a Guardar as Coisas de Usar
  . Brinquedos no armário ou na garagem.
  . Roupas usadas no cesto de roupa ou penduradas no guarda-roupa.
  . Toalhas no toalheiro.
  . Ter um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar.

3. Aprender a Fazer as Obrigações
  . Arrumar o quarto antes de ir para a escola.
  . Por pratos e talheres usados na pia após as refeições.
  . Depois das aulas: Por exemplo: lição de casa e estudo de piano antes de brincar tirar o lixo da casa nos dias do lixeiro passar; dar comida
    aos gatos; levar o jornal à mamãe.
  . Tarefas especiais quando mamãe ou papai precisarem de ajuda.

4. Aprender Boas Maneiras
 
. Refeições: tomar lugar à mesa, cruzar as mãos no colo e não falar antes de dar graças. Mastigar a comida com a boca
    fechada. Dizer: "Por favor, passe-me..."
  . Quando outros estiverem falando, esperar uma pausa na conversação e dizer: "Com licença, papai, posso...?"
  . Quando discordamos de alguém, não digo, e sim, procuro aprender, perguntando: "Como foi que você disse?" ou "Eu
    sempre pensei que...."

5. Aprender a Cuidar da Criação Divina: Pessoas e Coisas
   Pessoas (a si mesmas):
 
. Pela manhã: banho, se necessário; escovar os dentes; arrumar a bolsa para a escola; ouvir música ou história.

  Pessoas (os outros):
 
. Fazer perguntas - não discutir
  . Brincar com modos - não brigar
  . Orar pelos "inimigos" - não agredir
  . Ser educado e atento - não vingar (amor e gentileza são dons de DEUS; Ele muda o nosso coração).

  Coisas:
 
. Conservar a casa e a mobília: não pular ou jogar nas cadeiras, camas, etc.; não jogue bola dentro de casa e não jogá-la contra as paredes; não subir em árvores pequenas.

Vejamos, agora, algumas perdas e privilégios que podemos aplicar como disciplina em nossos filhos: sem brinquedos, sem TV, sem cinema, sem lanchar fora, sem namoro, sem telefonar, sem sair, sem computador, etc. ...

Não Espere, Verifique
Procure sempre estar verificando se seus filhos estão cumprindo o contrato que eles prometeram cumprir.
Há um provérbio de Henry Brandt que diz: "As pessoas fazem o que você fiscaliza, não o que você espera."
Você vai perceber que depois de alguns anos, eles seguindo estas normas e limites, vão fazer tudo automaticamente.

Mães, não deixem de orar por esta vitória!

Vejamos, agora, a sexta e última norma:

6- O desenvolvimento do caráter
Ensine o seu filho Gálatas 5:22-23), decore juntamente com ele, e ore, ore e ore.
"Mas o fruto do ESPÍRITO é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei." (Gálatas 5:22-23)

Procure mostrar a ele a maturidade que ele poderá ter se tiver todas estas características. Ensinando isto, você estará tornando o seu filho (a) uma pessoa cujo caráter agrada a DEUS e aos homens.

Mateus 5:3-10 (as bem-aventuranças) nos diz o seguinte: 3 "Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus; 4 Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados; 5 Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra; 6 Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos; 7 Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia; 8 Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a DEUS; 9 Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de DEUS; 10 Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus."

Filipenses 2:5-8 nos apresenta CRISTO que é um exemplo em nossas vidas: "5 De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em CRISTO JESUS, 6 Que, sendo em forma de DEUS, não teve por usurpação ser igual a DEUS, 7 Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; 8 E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz."

Se o caráter de seu filho for entregue nas mãos de DEUS, certamente ele irá resistir à pressão do grupo que o quer levar a caminhos errados.

"A qualidade íntima de caráter que achamos importante é o que a Bíblia chama de 'pureza de coração'" Para que seu filho tenha esta "pureza de coração" em sua vida, é necessário que ele tenha um relacionamento diário com o Senhor (isto, nós como mães que sempre quisemos o bem de nosso filho, já fazíamos com ele desde criancinha).

Agora, falemos de nossos filhos adolescentes e de sexo. Eles têm que aprender de nós, mães crentes, o que a Bíblia diz sobre o sexo pré-nupcial.
Sou eu, como mãe, que tenho que orientá-los a evitar, por exemplo, carícias íntimas que podem chegar até a relação sexual antes do casamento. E isto é pecado aos olhos de DEUS. Como mãe, devo mostrar-lhes as conseqüências negativas da prática sexual antes do casamento:

"* Ela acentua imediatamente nossos desejos de prazer maior e mais freqüente.

 * Ela excita nossa natureza egocêntrica. Como dizem as Escrituras, ela nos dá coração endurecido, insensível. Tornamo-nos menos sensíveis às necessidades dos outros ao nosso redor, por passarmos mais tempo procurando meios de ter nossa necessidade sensual atendida. Tendemos a observar a vida como um meio de estimular nossos próprios sentidos, em vez de amar aos que estão ao nosso redor.

* A imoralidade também debilita nossa fé em DEUS, porque quanto mais violamos os limites de DEUS, mais precisaremos racionalizar que 'DEUS não existe' ou que suas regras não são válidas. Isto pode levar ao questionamento do próprio criador de tais limites. Assim observei que os que praticam um estilo imoral de vida têm mais e maiores dúvidas sobre a existência de DEUS.

* A 'liberdade sexual' e a promiscuidade podem na realidade levar a uma escravidão - escravidão aos nossos sentidos físicos e à impotência. Uma certa companhia de cigarros tem uma frase-chave que diz: 'Fume este cigarro. Ele satisfaz.' É uma astuta torcida da palavra satisfazer. Alguém já viu um fumante que fumasse um só cigarro e ficasse satisfeito? Ele precisa de outro, e mais outro. O mesmo pode dar-se com a imoralidade sexual."

Alertemos nossos filhos adolescentes! Incutamos em nossas crianças a Palavra de DEUS, o temor ao Senhor, para que quando crescerem façam exatamente o que a Bíblia sempre as ensinou durante anos e anos (isto por causa da sua fidelidade como mãe). Só cabe a nós mães, lermos a Palavra de DEUS, diariamente, com eles, decorarmos versículos e cantarmos corinhos que louvem, realmente, ao Senhor.
Mães, não esperem que o professor da Escola Dominical seja o responsável de falar a seu filho sobre sexo!
Já fui professora dos jovens na Escola Dominical e duas jovens (que nunca foram orientadas pelos pais) ficaram grávidas quando eu havia acabado de dar uma série de estudos sobre este assunto tão importante.
 
Trabalhemos incansavelmente, visando o futuro espiritual e material de nossos filhos!

"O que não faz uso da vara odeia seu filho, mas o que o ama, desde cedo o castiga" (Provérbios 13 :24).

"A vara e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma, envergonha a sua mãe" (Provérbios 29:15).

Se amamos o Senhor e se amamos o nosso filho, então, temos que obedecer à Sua Palavra.
Usarmos a vara é, muitas vezes, uma necessidade benéfica para o nosso filho que resiste, age com rebeldia e, até mesmo, nos desafia.

Mãe, veja o que diz o Dr. Armand Nicoli: "O principal problema com a disciplina física é que elas podem ser um desabafo para as frustrações, culpas ou raiva dos pais."

Até os 10 ou 12 anos a disciplina física é eficaz mas com crianças mais velhas é mais eficaz a perda de privilégios.

Mãe, "severidade é importante, mas eu diria que, na educação de crianças, a ênfase deve ser de 45% de severidade com os limites e 55% de relação amorosa.
Junto com o amor incondicional e o apoio aos filhos, pais bem-sucedidos devem equilibrar este amor com a fixação de regras limites claramente definidos."
(Estudo baseado no livro de Gary Smalley "A Chave Para o Coração do Seu Filho") Lição 4 -
continuação.
 
OBJETIVOS DA LIÇÃO - Após a aula, o aluno deverá estar apto a:
Compreender que a disciplina evita a rebeldia.  
Discutir a respeito de alguns exemplos bíblicos de filhos que foram rebeldes. 
Conscientizar-se de que mesmo diante da rebeldia de um filho os pais devem demonstrar um amor incondicional.  
 
RESUMO DA LIÇÃO 8, A REBELDIA DOS FILHOS
I. A DISCIPLINA EVITA A REBELDIA
1. O que é disciplina?
2. O porquê da disciplina.
3. Os pais devem disciplinar.
II. FILHOS REBELDES
1. Filhos que não ouviram seus pais.
a) Caim. b) Hofni e Fineias. c) Absalão.
2. As consequências da rebeldia.
III. O QUE FAZER DIANTE DA REBELDIA DE UM FILHO
1. Não buscar culpados.
2. Demonstrar um amor incondicional.
 
BIBLIOGRAFIA SUGERIDA -  HUDSON, Kathi. Criando os Filhos no Caminho de DEUS: Um guia bíblico para pais cristãos. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1997.
GANGEL, Kenneth O; GANGEL, Jefrey S. Aprenda a ser Pai com o Pai: Tornando-se o pai que DEUS quer que você seja. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2004.
 
SAIBA MAIS- Revista Ensinador Cristão - CPAD, nº 51, p.40.
 
QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 8, A REBELDIA DOS FILHOS
Responda conforme a revista da CPAD do 3º Trimestre de 2012
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas verdadeiras e com "F" as falsas
 
TEXTO ÁUREO 
1- Complete:
"Instrui o _________________________ no caminho em que deve andar, e, até quando ______________________________, não se ______________________________ dele"  (Pv 22.6).  
 
VERDADE PRÁTICA 
2- Complete:
Os pais que __________________________________ a _____________________________ dos filhos, estão cometendo grave __________________________________ diante de DEUS
 
COMENTÁRIO - INTRODUÇÃO
3- O que são os filhos, para DEUS?
(    ) São causadores de males na família do Senhor.
(    ) São todos dignos de castigo por sua rebeldia a seus pais.
(    ) São presentes de DEUS e herança do Senhor.
 
I. A DISCIPLINA EVITA A REBELDIA
4- O que é disciplina?
(    ) A disciplina é o mesmo que castigo dado por rebeldia.
(    ) Muitos pais ainda confundem disciplina com castigo.
(    ) Disciplinar é dar limites e estabelecer parâmetros, não castigar.
(    ) É preciso mostrar à criança que ela não pode fazer o que bem entende.
(    ) A disciplina não pode ser retirada porque é imprescindível à formação moral de nossos filhos.
 
5- O que diz o texto bíblico de Provérbios 23.13?
(    ) É um alerta para os pais: "Não retires o castigo da criança".
(    ) É um alerta para os pais: "Não retires a repreensão da criança".
(    ) É um alerta para os pais: "Não retires a disciplina da criança".
 
6- O que acontece quando uma criança não recebe limites?
(    ) Certamente tornar-se-á um adulto imaturo, delinquente e com dificuldades para se relacionar.
(    ) Certamente tornar-se-á um adulto inseguro, ansioso e com dificuldades para obedecer.
(    ) Certamente tornar-se-á um menino, tenro e com dificuldades para se prover.
 
7- Não são poucos os pais que têm medo de disciplinar, pois acreditam que os filhos ficarão ressentidos, chegando até mesmo a odiá-los. Por que a disciplina deve ser aplicada?
(    ) Não disciplinar é o mesmo que instruir, educar e amar.
(    ) A disciplina, quando administrada com sabedoria, faz com que a criança se sinta segura, aceita e amada.
(    ) Não disciplinar é o mesmo que deixar de instruir, educar.
(    ) Não tenha medo de estabelecer parâmetros, pois eles são uma segurança para o desenvolvimento dos seus filhos.
 
8- Muitos pais estão "terceirizando" a educação de seus filhos, ou seja, passando uma responsabilidade, que é sua, para terceiros. Por que?
(    ) Eles esperam, com isso, que somente eles e os os avôs disciplinem seus filhos e os eduquem.
(    ) Eles esperam, com isso, que somente os professores da Escola Dominical disciplinem seus filhos e os eduquem.
(    ) Eles esperam, com isso, que os avôs, as babás, ou os professores da Escola Dominical, disciplinem seus filhos e os eduquem.
 
9- De quem é a responsabilidade da disciplina?
(    ) A responsabilidade é dos vôs, as babás, ou os professores da Escola Dominical
(    ) A responsabilidade é sua, pai e mãe! Os avôs, por terem mais experiência, podem até ajudar com os seus conselhos.
(    ) A responsabilidade final de educar é dos pais. Não seja negligente quanto à educação de seus filhos.
 
II. FILHOS REBELDES
10- Dê 3 exemplos de filhos rebeldes que desrespeitaram seus pais, na bíblia:
(    ) Caim, Uzá e Aiô, Salomão.
(    ) Cam e Jafé, Nadabe e Abiú, Davi.
(    ) Caim, Hofni e Fineias, Absalão.
 
11- O que devemos aprender com a rebeldia de Caim?
(    ) Caim e Abel receberam tipos de educação diferentes, Caim foi mal-educado, enquanto Abel foi bem-educado..
(    ) Caim e Abel receberam o mesmo tipo de educação.
(    ) Caim, porém, era tolo e mau; seu coração estava cheio de inveja, ciúme e ira.
(    ) DEUS o inquiriu dizendo: "Se bem fizeres, não haverá aceitação para ti?".
(    ) Aprendemos com a triste história de Caim, que a rebeldia de um filho não significa que ele não tenha sido bem disciplinado ou corrigido.
(    ) Às vezes os pais ensinam e corrigem seus filhos, estes, todavia, optam por tomar atitudes erradas.
 
12- O que devemos aprender com a rebeldia de Hofni e Fineias?
(    ) Eli fora sacerdote e juiz. Ele julgou Israel durante quarenta anos e, ainda, preparou seu sucessor, Samuel.
(    ) Eli não se saiu muito bem como pai; negligenciou a disciplina de seus filhos.
(    ) A Bíblia declara que Hofni e Fineias eram filhos de Satanás, ou seja, "filhos imundos".
(    ) A Bíblia declara que Hofni e Fineias eram filhos de Belial, ou seja, "filhos inúteis".
(    ) Eli sabia que os seus filhos não agiam corretamente, mas nada fez para corrigi-los de forma rigorosa.
(    ) Infelizmente, muitos pais também agem como Eli ao saberem dos erros dos seus filhos.
(    ) Muitos pais fingem que nada está acontecendo e preferem esconder suas falhas.
 
13- Quais foram as consequências para Eli, por sua neglicência na educação de seus filhos?
(    ) Os três filhos de Eli morreram, a irmã deles, o filho e o pai também morreram também nesse dia.
(    ) Foram trágicas para Eli, sua família e para toda a nação.
(    ) Israel perdeu a batalha, e a arca da aliança, símbolo da presença de DEUS, foi tomada pelos filisteus.
(    ) Os dois filhos de Eli morreram no mesmo dia. Um filho rebelde envergonha seus pais, traz prejuízos para a família e até mesmo para a nação.
 
14- O que devemos aprender com a rebeldia de Absalão?
(    ) Absalão amava muito a seu pai Davi, tanto que foi obrigado a fugir para não ter que matar seu próprio pai.
(    ) Jovem bonito e forte, veio a matar o seu irmão, Amnom, por haver este estuprado sua irmã, Tamar.
(    ) Embora dissesse amar e clamar por justiça, não respeitava ao seu pai e, durante quatro anos, conspirou contra ele, pois queria o reino a qualquer preço.
(    ) Davi foi obrigado a fugir para não ter que matar o próprio filho.
(    ) Quantos pais também não são obrigados a deixarem sua casa e seus pertences por amor aos seus filhos?
 
15- Quais as consequências da rebeldia de Absalão?
(    ) Absalão não morreu, mas, de maneira trágica, foi aprisionado.
(    ) Trouxe resultados terríveis para o reino, para sua família e para ele próprio.
(    ) Absalão morreu, ainda jovem, de maneira trágica.
 
16- O que é a Rebeldia?
(    ) É dificuldade em obedecer.
(    ) É não saber se controlar.
(    ) É pecado.
 
17- O que DEUS determina que os filhos façam em relação a seus pais?
(    ) Que honrem aos seus pais: "Honra a teu pai e a tua mãe, como o Senhor, teu DEUS, te ordenou, para que se prolonguem os teus dias e para que te vá bem na terra que te dá o Senhor, teu DEUS". (Dt 5.16).
(    ) Honrar é obedecer, respeitar. Absalão desonrou seu pai e o inevitável aconteceu.
(    ) Que adorem a seus pais: Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa, para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra” (Efésios 6:1-3)
 
III. O QUE FAZER DIANTE DA REBELDIA DE UM FILHO
18- O que fazer diante da rebeldia de um filho (a)?
(    ) Investigar o culpado e demonstrar um amor incondicional, sem pensar em punição ao filhos rebelde.
(    ) Demonstrar um amor incondicional, perdoando, sem disciplinar ou castigar o filho rebelde.
(    ) Não buscar culpados e demonstrar um amor incondicional.
 
19- Complete segundo a idéia de não buscar culpados diante da rebeldia de um filho:
Davi __________________________ muitíssimo a morte de seu filho (2 Sm 18.33). A dor da ____________________________ de um filho é algo terrível! Somente DEUS, por intermédio do ESPÍRITO SANTO, pode ________________________ o coração enlutado de um pai e de uma mãe. Se não bastasse, a dor de Davi era agravada pelo fato de saber que seu filho havia morrido em sua ____________________________. Contudo, a despeito de sua dor, o rei não buscou um _____________________________. Ele não culpou a mãe do jovem, os amigos ou a sociedade. Às vezes, os pais esmeram-se por dar uma boa _____________________________ aos seus filhos; são piedosos e tementes ao Senhor, mas os filhos acabam seguindo o caminho da _____________________________, colhendo trágicas consequências. 
 
20- Complete segundo a idéia de Demonstrar um amor incondicional diante da rebeldia de um filho:
Pais são para toda a ___________________________, mesmo quando as coisas não dão certo e os filhos tomam decisões equivocadas. Mesmo que seu filho tenha trazido dor e decepção ao seu coração, só lhe resta uma __________________________________: o perdão e o amor incondicional. Ore e busque a _____________________________________; procure a ajuda de seu pastor. Quem sabe se, assim, você não terá o seu filho de volta? Não o trate como ________________________________________, antes reafirme o seu amor por ele (Lc 15.11-32). Mesmo que ele tenha se ______________________________ por um tempo, certamente voltará. É difícil, mas procure ver a bondade e a fidelidade de DEUS mesmo em meio à _____________________________________ e à tristeza. Confie no Senhor!
 
CONCLUSÃO 
21- Complete:
DEUS concedeu aos pais a nobre missão de ____________________________ os filhos. Educar é ____________________________________, pois a disciplina conduz a criança ao caminho da ___________________________. Discipline seus filhos e eduque-os de acordo com os princípios que _________________________________ estabeleceu em sua Palavra. Dessa forma, você verá as bênçãos divinas sobre a sua família e sobre os seus filhos e netos e, como Josué, poderá dizer: "Eu minha casa ________________________________________ ao Senhor" (Js 24.15).  
 
RESPOSTAS DO QUESTIONÁRIO EM http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm 
 
AJUDA
CPAD - http://www.cpad.com.br/ - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - Bíblia de Estudos Pentecostal.
VÍDEOS da EBD na TV, DE LIÇÃO INCLUSIVE - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
BÍBLIA ILUMINA EM CD - BÍBLIA de Estudo NVI EM CD - BÍBLIA Thompson EM CD.
Peq.Enc.Bíb. - Orlando Boyer - CPAD
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/licao11-parabolas-realizandoavontadedopai.htm
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/licao4-aprendendo.htm
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/licao10-davi-davieoprecodanegligencianafamilia.htm
www.oocities.org/br/
 
Index
Estudos
EBD
Discipulado
Mapas
Igreja
Ervália
Corinhos
Figuras1
Figuras2
Vídeos
Fotos