Home
Estudos
EBD
Discipulado
 Mapas
Figuras1
 Figuras2
Fotos
Igreja
Link's
Corinhos
Download
 Eu
 
 
 
Terceiro Trimestre de 2006 
LIÇÃO 9 – PECADOS CONTRA O ESPÍRITO SANTO
TEMA –Doutrinas bíblicas pentecostais 
Centenário do Movimento Pentecostal Mundial (1906-2006)
COMENTARISTA : Pr. Antonio Gilberto
 
 
 
 
Lição 9 PECADOS CONTRA O ESPÍRITO SANTO
Questionário
 
 
 
TEXTO ÁUREO: "E não entristeçais o ESPÍRITO SANTO de DEUS, no qual estais selados para o Dia da redenção" (Ef 4.30).
A tristeza do ESPÍRITO é devido à falta de comunicação, ou pela ofensa, ou pela incredulidade de seus "anfitriões"..
 
 
VERDADE PRÁTICA: Sendo o ESPÍRITO SANTO quem intercede por nós com gemidos inexprimíveis, quem por nós intercederá se pecarmos contra Ele?
Nossas orações são levadas, depois de devidamente corrigidas, pelo ESPÍRITO SANTO.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
HEBREUS 3.7-12
7 Portanto, como diz o ESPÍRITO SANTO, se ouvirdes hoje a sua voz, 8 não endureçais o vosso coração, como na provocação, no dia da tentação no deserto, 9 onde vossos pais me tentaram, me provaram e viram, por quarenta anos, as minhas obras. 10 Por isso, me indignei contra esta geração e disse: Estes sempre erram em seu coração e não conheceram os meus caminhos. 11 Assim, jurei na minha ira que não entrarão no meu repouso. 12 Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do DEUS vivo.
LEITURA DIÁRIA
 
Segunda
Is 63.10
Não entristeçais o ESPÍRITO SANTO.
Terça
At 5.3
Não mintais ao ESPÍRITO SANTO.
Quarta
Mt 12.31, 32
Não blasfemeis contra o ESPÍRITO SANTO.
Quinta
Hb 10.29
Não insulteis o ESPÍRITO SANTO.
Sexta
At 7.51
Não resistais ao ESPÍRITO SANTO.
Sábado
1 Ts 5.19
Não extingais o ESPÍRITO SANTO.
 
OBJETIVOS: Após esta lição, seu aluno deverá estar apto a:
Descrever os principais pecados contra o ESPÍRITO SANTO.
Explicar o sentido de "blasfêmia contra o ESPÍRITO".
Buscar uma comunhão mais íntima com o ESPÍRITO.
 
PONTO DE CONTATO Professor, o avivamento da Rua Azusa foi à centelha que espalhou o pentecostes por todas as regiões. A.C. Valdez, participante do movimento pentecostal em Los Angeles, testemunhou que "muitas vezes ondas de glória vinham sobre a sala de espera e o povo bradava em oração de gratidão ou louvores quando recebia o batismo no ESPÍRITO SANTO". Segundo Valdez, era comum o culto passar da meia-noite e entrar nas primeiras horas da manhã. Ali, segundo as testemunhas oculares, dúzias de bengalas, ataduras, muletas e cachimbos eram postos enfileirados juntos às paredes do galpão. Muitas pessoas falavam em línguas, às vezes um santo silêncio vinha sobre o lugar, seguido por um coro de oração em línguas desconhecidas pelos cristãos.
 
SÍNTESE TEXTUAL As principais condições exigidas pelas Sagradas Escrituras para que o crente seja cheio do poder do ESPÍRITO é não entristecer (Ef 4.30, 31), extinguir (1 Ts 5.19), resistir (At 7.51), ultrajar (Hb 10.29) e, mentir ao ESPÍRITO SANTO (At 5.3). Qualquer um desses pecados desabilita o crente como candidato à plenitude do ESPÍRITO de CRISTO. A proibição contra essas transgressões sugere que o crente, por seus atos e natureza pecaminosa, tem possibilidade de ofender o SANTO ESPÍRITO, interferindo assim, na obra do ESPÍRITO no crente. Conseqüentemente, a insistência e teimosia do crente em afrontar o ESPÍRITO da Graça, podem levá-lo, à semelhança dos cristãos hebreus, ao pecado de apostasia e blasfêmia contra o ESPÍRITO (Hb 10.19-39; Mt 12. 22-32).
 
ORIENTAÇÃO DIDÁTICA Professor, nesta lição usaremos como recurso didático uma técnica chamada de Pensamento Radiante. A proposta desta dinâmica é que os alunos criem idéias relativas a lição. Divida a classe em equipes, não mais do que três pessoas por grupo. Distribua a cada equipe uma folha de papel ofício duplo (ou equivalente) escrito no centro: "Pecados contra o ESPÍRITO". Instrua os alunos a fazerem um círculo no centro do papel onde já consta o título da lição. Do círculo central eles devem desenhar 6 linhas em sentido vertical e, em cada uma delas, escrever uma palavra que se relaciona com o tema proposto. Das 6 palavras (possivelmente: tristeza, extinguir, agravo, blasfemar, mentir, resistir) eles vão escolher uma e fazer o mesmo, isto é, mais 6 linhas com palavras relacionadas. Na conclusão da atividade, tem-se várias idéias, relacionadas ao tema geral. Solicite aos alunos para apresentarem rapidamente. A seguir, ministre a lição. Sabendo que a partir da atividade desenvolvida, os alunos relacionaram diversos conceitos que o auxiliarão na compreensão da lição.
 
COMENTÁRIOS:
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
HEBREUS 3.7-12
7 Portanto, como diz o ESPÍRITO SANTO, se ouvirdes hoje a sua voz, 8 não endureçais o vosso coração, como na provocação, no dia da tentação no deserto, 9 onde vossos pais me tentaram, me provaram e viram, por quarenta anos, as minhas obras. 10 Por isso, me indignei contra esta geração e disse: Estes sempre erram em seu coração e não conheceram os meus caminhos. 11 Assim, jurei na minha ira que não entrarão no meu repouso. 12 Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do DEUS vivo.
 
Nesta carta, os Hebreus são chamados IRMÃOS SANTOS (vv 1).
Hebreus provavelmente foi escrito a um grupo de cristãos judeus que, depois da sua conversão a CRISTO, foram submetidos à perseguição e ao desânimo (10.32-39).
Que os destinatários de Hebreus eram verdadeiros cristãos, nascidos de novo, fica claro pelas referências abaixo:
(1) 2.1-4 fala do perigo de se desviarem da salvação;
(2) em 3.1, os leitores são chamados "irmãos santos, participantes da vocação celestial"; e
(3) em 3.6, onde são chamados a casa de DEUS. Para mais evidências de que os destinatários eram salvos por CRISTO, ver 3.12-19; 4.14-16; 6.9-12,18-20; 10.19-25,32-36; 12.1-29; 13.1-6,10-14,20,21.
 
O versículo 6, que não foi mencionado na leitura traz importante ensino para nossa lição: 6 mas CRISTO, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão-somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim.
3.6 SE... CONSERVARMOS FIRME... ATÉ AO FIM. As declarações condicionais de Hebreus merecem atenção especial (ver 2.3; 3.6,14; 10.26) porque advertem que a salvação é condicional.
(1) A segurança do crente em CRISTO é mantida somente enquanto ele coopera com a graça de DEUS perseverando na fé e na santidade até o fim da sua existência terrena. Essa verdade foi enfatizada por CRISTO (Jo 8.31; Ap 2.7,11,17,25,26; 3.5,11,12,21) e é uma admoestação repetida em Hebreus (2.1; 3.6,14; 4.16; 7.25; 10.34-38; 12.1-4,14).
(2) A salvação assegurada aos membros da igreja que deliberadamente pecam nas igrejas, hoje tão em voga nalguns círculos, não tem lugar no NT (Ap 3.14-16; ver Lc 12.42-48; Jo 15.6).
3.7 DIZ O ESPÍRITO SANTO. Assim como os demais escritores do NT, o escritor de Hebreus considera as Escrituras, no sentido final e pleno, como as palavras do ESPÍRITO SANTO e não como meras palavras dos homens (cf. 9.8; 10.15; 2 Tm 3.16; 2 Pe 1.21.
Ao lermos a Bíblia, não devemos pensar que estamos lendo simplesmente a história de homens que viveram com dificuldade na penosa estrada deste mundo. Ao morrermos no Senhor, entramos no seu repouso perfeito no céu.
Diante do exposto, devemos tomar todo o cuidado para não ofender à única pessoa que pode nos ajudar a viver de acordo com a vontade de DEUS, para podermos herdar essa vida eterna que nos é outorgada no momento de nossa conversão: o ESPÍRITO SANTO.
 
A blasfêmia dos fariseus (também em Lc 11.14-23).
22 Trouxeram-lhe, então, um endemoninhado cego e mudo; me, de tal modo o curou, que o cego e mudo falava e via.
23 E toda a multidão se admirava e dizia: Não é este o Filho de Davi?
24 Mas nos fariseus, ouvindo isso, diziam: Este não expulsa os demônios senão por Belzebu, príncipe dos demônios.
25 JESUS, porém, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: Todo reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda cidade ou casa
dividida contra si mesma não subsistirá.
26 E, se Satanás expulsa a Satanás, está dividido contra si mesmo; como subsistirá, pois, o seu reino?
27 E, se eu expulso os demônios por Belzebu, por quem os expulsam, então, os vossos filhos? Portanto, eles mesmos serão os vossos
juízes.
28 Mas, se eu expulso os demônios pelo ESPÍRITO de DEUS, pé conseguintemente chegado a vós o Reino de DEUS.
29 Ou como pode alguém entrar em casa do homem valente e furtar os seus bens, se primeiro não manietar o valente, saqueando, então,
a sua casa?
30 Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha.
31 Portanto, eu vos digo: todo pecado e blasfêmia se perdoará aos homens, mas a blasfêmia contra o ESPÍRITO não será perdoada aos
homens.
32 E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do Homem, ser-lhe-á perdoado, mas, se alguém falar contra o ESPÍRITO SANTO, não
lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro.
 
A APOSTASIA PESSOAL
 Hb 3.12 “Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do DEUS vivo”.

A apostasia (gr. apostasia) aparece duas vezes no NT como substantivo (At 21.21; 2Ts 2.3) e, aqui em Hb 3.12, como verbo (gr. aphistemi, traduzido “apartar”). O termo grego é definido como decaída, deserção, rebelião, abandono, retirada ou afastar-se daquilo a que antes se estava ligado.

(1) Apostatar significa cortar o relacionamento salvífico com CRISTO, ou apartar-se da união vital com Ele e da verdadeira fé nEle. Sendo assim, a apostasia individual é possível somente para quem já experimentou a salvação, a regeneração e a renovação pelo ESPÍRITO SANTO (cf. Lc 8.13; Hb 6.4,5); não é simples negação das doutrinas do NT pelos inconversos dentro da igreja visível. A apostasia pode envolver dois aspectos distintos, embora relacionados entre si: (a) a apostasia teológica, i.e., a rejeição de todos os ensinos originais de CRISTO e dos apóstolos ou dalguns deles (1Tm 4.1; 2Tm 4.3); e (b) a apostasia moral, i.e., aquele que era crente deixa de permanecer em CRISTO e volta a ser escravo do pecado e da imoralidade (Is 29.13; Mt 23.25-28; Rm 6.15-23; 8.6-13).

(2) A Bíblia adverte fortemente quanto à possibilidade da apostasia, visando tanto nos alertar do perigo fatal de abandonar nossa união com CRISTO, como para nos motivar a perseverar na fé e na obediência. O propósito divino desses trechos bíblicos de advertência não deve ser enfraquecido pela idéia que afirma: “as advertências sobre a apostasia são reais, mas a sua possibilidade, não”. Antes, devemos entender que essas advertências são como uma realidade possível durante o nosso viver aqui, e devemos considerá-las um alerta, se quisermos alcançar a salvação final. Alguns dos muitos trechos do NT que contêm advertências são: Mt 24.4,5,11-13; Jo 15.1-6; At 11.21-23; 14.21,22; 1Co 15.1,2; Cl 1.21-23; 1Tm 4.1,16; 6.10-12; 2Tm 4.2-5; Hb 2.1-3; 3.6-8,12-14; 6.4-6; Tg 5.19,20; 2Pe 1.8-11; 1Jo 2.23-25.

(3) Exemplos da apostasia propriamente dita acham-se em Êx 32; 2Rs 17.7-23; Sl 106; Is 1.2-4; Jr 2.1-9; At 1.25; Gl 5.4; 1Tm 1.18-20; 2Pe 2.1,15,20-22; Jd 4,11-13; A apostasia, segundo a Bíblia, ocorrerá dentro da igreja professa nos últimos dias desta era.

(4) Os passos que levam à apostasia são:
(a) O crente, por sua falta de fé, deixa de levar plenamente a sério as verdades, exortações, advertências, promessas e ensinos da Palavra de DEUS (Mc 1.15; Lc 8.13; Jo 5.44,47; 8.46).
(b) Quando as realidades do mundo chegam a ser maiores do que as do reino celestial de DEUS, o crente deixa paulatinamente de aproximar-se de DEUS através de CRISTO (4.16; 7.19,25; 11.6).
(c) Por causa da aparência enganosa do pecado, a pessoa se torna cada vez mais tolerante do pecado na sua própria vida (1Co 6.9,10; Ef 5.5; Hb 3.13). Já não ama a retidão nem odeia a iniqüidade (ver 1.9).
(d) Por causa da dureza do seu coração (3.8,13) e da sua rejeição dos caminhos de DEUS (v. 10), não faz caso da repetida voz e repreensão do ESPÍRITO SANTO (Ef 4.30; 1Ts 5.19-22; Hb 3.7-11).
(e) O ESPÍRITO SANTO se entristece (Ef 4.30; cf. Hb 3.7,8); seu fogo se extingue (1Ts 5.19) e seu templo é profanado (1Co 3.16). Finalmente, Ele afasta-se daquele que antes era crente (Jz 16.20; Sl 51.11; Rm 8.13; 1Co 3.16,17; Hb 3.14).

(5) Se a apostasia continua sem refreio, o indivíduo pode, finalmente, chegar ao ponto em que não seja possível um recomeço.
(a) Isto é, a pessoa que no passado teve uma experiência de salvação com CRISTO, mas que deliberada e continuamente endurece seu coração para não atender à voz do ESPÍRITO SANTO (3.7-19), continua a pecar intencionalmente (10.26) e se recusa a arrepender-se e voltar para DEUS, pode chegar a um ponto sem retorno em que não há mais possibilidade de arrependimento e de salvação (6.4-6; Dt 29.18-21; 1 Sm 2.25; Pv 29.1). Há um limite para a paciência de DEUS (ver 1 Sm 3.11-14; Mt 12.31,32; 2 Ts 2.9-11; Hb 10.26-29,31; 1 Jo 5.16).
(b) Esse ponto de onde não há retorno, não se pode definir de antemão. Logo, a única salvaguarda contra o perigo de apostasia extrema está na admoestação do ESPÍRITO: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações ( 3.7,8,15; 4.7).

(6) É próprio salientar que, embora a apostasia seja um perigo para todos os que vão se desviando da fé (2.1-3) e que se apartam de DEUS (6.6), ela não se consuma sem o constante e deliberado pecar contra a voz do ESPÍRITO SANTO (ver Mt 12.31).

(7) Aqueles que, por terem um coração incrédulo, se afastam de DEUS (3.12), podem pensar que ainda são verdadeiros crentes, mas sua indiferença para com as exigências de CRISTO e do ESPÍRITO SANTO e para com as advertências das Escrituras indicam o contrário. Uma vez que alguém pode enganar-se a si mesmo, Paulo exorta todos aqueles que afirmam ser salvos: "Examinai-vos a vós mesmos se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos" (ver 2 Co 13.5).

(8) Quem, sinceramente, preocupa-se com sua condição espiritual e sente no seu coração o desejo de voltar-se arrependido para DEUS, tem nisso uma clara evidência de que não cometeu a apostasia imperdoável. As Escrituras afirmam com clareza que DEUS não quer que ninguém pereça (2 Pe 3.9; cf. Is 1.18,19; 55.6,7) e declaram que DEUS receberá todos que já desfrutaram da graça salvadora, se arrependidos, voltarem a Ele (cf. Gl 5.4 com 4.19; 1 Co 5.1-5 com 2 Co 2.5-11; Lc 15.11-24; Rm 11.20-23; Tg 5.19,20; Ap 3.14-20; note o exemplo de Pedro, Mt 16.16; 26.74,75; Jo 21.15-22).
Qualquer Resistência Ao ESPÍRITO SANTO Impede A Sua Operação
A- Resistir ao ESPÍRITO SANTO:
Resistir é empregar uma força contra, é reconhecer de onde vem a força, porém negar e se recusar a admitir sua procedência, dando a outrem a sua origem.
É o que fizeram contra Estevão, homem cheio de sabedoria e do ESPÍRITO SANTO que pregava o evangelho, mas foi morto por resistência dos religiosos de sua época. A Intolerância religiosa é a pior arma de Satanás para aqueles que nunca ouviram o evangelho; milhões têem morrido sem ouvir a Palavra de DEUS por causa disso, principalmente nos países onde o Islamismo é a religião oficial.
 
B- Entristecer o ESPÍRITO SANTO:
É tê-LO não como DEUS, como Dono e Senhor, mas como empregado. É dominar o desejo de DEUS se manifestar, tornando a manifestação do ESPÍRITO SANTO impossível de acontecer. É ter amizade com o mundo. É a vida regada no mundanismo. É viver na carne e não no ESPÍRITO.
 
C- Extinguir o ESPÍRITO SANTO:
Apagar, desistir de, retirar de circulação, Sufocar. É deixar de fazer qualquer coisa em que o ESPÍRITO SANTO tenha participação. É se tornar casa sem dono.
 
D- Blasfêmia contra o ESPÍRITO SANTO:
É o que os Fariseus fizeram: Deram a Belzebu, príncipe dos demônios, a honra pelos milagres que JESUS operava, embora soubessem que vinha de DEUS, porém não queriam reconhecer em JESUS o filho de DEUS e nem queriam perder sua posição social e religiosa, eram os representantes legais de DEUS e não aceitariam outro se intrometer em seus negócios. É atribuir a Satanás o que DEUS faz. Há muitos incrédulos dentro da "Igreja" hoje como havia no tempo de JESUS, nunca dão a JESUS a honra e a glória devida pelos seus milagres, são homens réprobos e religiosos, nada sabendo das coisas espirituais, mas com diplomas e mais diplomas que comprovam sua sabedoria humana, porém sem fruto espiritual; se assentam por detrás de suas mesas para tentarem provar que não existe e nem funciona mais o poder de DEUS.
 
Veja que foi por inveja e não por ignorância que atribuíram a Satanás a obra do ESPÍRITO SANTO.
 
Veja que o ESPÍRITO SANTO fala e sua voz deve ser ouvida com um coração (entendimento) sincero e aberto ao ESPÍRITO SANTO.
Os Israelitas, embora sabendo e vendo a operação do ESPÍRITO SANTO (DEUS) entre eles, preferiram voltar ao Egito e servirem a Faraó (antítipo de Satanás). Veja que os que assim agem, erram sempre, pois não possuem o discernimento correto, somente dado pelo ESPÍRITO SANTO. Quando há o pecado de blasfêmia acontece então o deixar de DEUS, o abandono completo por parte de DEUS, a indignação de DEUS. Aconteceu com faraó que viu a operação do ESPÍRITO SANTO e não cedeu à vontade de DEUS, então seu coração foi endurecido para que não mais achasse a porta da salvação, tornou-se "persona nom grata" no céu. DEUS é amor, mas nunca deve ser levado à sua ira. a advertência para todos nós é: "nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do DEUS vivo'.
 
Comentários  Resumo:
Os pecados contra o ESPÍRITO SANTO consistem em palavras, atitudes e atos. Entre os pecados por palavras, acham-se as afrontas verbais e as blasfêmias. As atitudes e atos constam da resistência ao ESPÍRITO, e da recusa contínua de se cumprir a vontade de DEUS. Contudo, a resistência ao ESPÍRITO é o pecado inicial que se comete contra o Consolador. Uma vez cometida esta ofensa, as demais parecerão de somenos importância, visto que o coração do ofensor, afetado terrivelmente pela iniqüidade, considerará o pecado algo comum e corriqueiro.
Lembremo-nos que o ESPÍRITO SANTO, simbolizado nas Escrituras pela pomba, é muito sensível.
 
 
I. RESISTÊNCIA AO ESPÍRITO SANTO
1. O que é resistir ao ESPÍRITO SANTO. É recusar, de forma consciente, a vontade divina transmitida pelo ESPÍRITO SANTO mediante a Palavra de DEUS e por meio de seu trabalho em nossos corações.
IMPEDIR A AÇÃO DO ESPÍRITO SANTO. Ao invés de receber, desejar a ação do ESPÍRITO SANTO em sua vida ou na vida dos outros, a pessoa tenta atrapalhar a ação do ESPÍRITO SANTO, além do mais, fala mal da ação do ESPÍRITO SANTO.
 
2. O sentido do texto bíblico.
Ir contra, colidir contra, atrapalhar o curso normal, frear a ação do ESPÍRITO SANTO por inveja ou qualquer outro sentimento maligno.
 
O verbo resistir usado por Estevão no original, vai além de uma mera resistência.
Aqui a resistência é ao amor de DEUS, à revelação da palavra de DEUS.
 
 
II. AGRAVO AO ESPÍRITO SANTO
 Insultar o ESPÍRITO SANTO e rebelar-se contra Ele, o qual comunica a graça de DEUS ao nosso coração, é um agravo terrível, pois sem O mesmo, não há como entendermos a salvação pela graça de DEUS; talvez por isso mesmo, muitos buscam a salvação nas obras da lei.
Gálatas 3:2 Só quisera saber isto de vós: recebestes o ESPÍRITO pelas obras da lei ou pela pregação da fé?
 Paulo demonstra a superioridade da salvação pela graça mediante a fé em CRISTO sobre a tentativa de se obter a salvação mediante a obediência à lei. Mediante a fé em CRISTO recebemos o ESPÍRITO SANTO e todas as suas bênçãos, inclusive o dom da vida eterna (vv. 2,3,5,14,21; 4.6). Porém, a pessoa que depende da lei para obter a salvação não recebe o ESPÍRITO, nem a vida, porque a lei em si mesma não pode outorgar a vida (v. 21).
Acostumados como estavam ao culto levítico, e sob perseguição por causa do evangelho de CRISTO, os cristãos de origem judaica começaram a deixar a igreja e a retornar ao judaísmo centrado no Templo em Jerusalém.
Um judeu que deixa CRISTO para retornar ao judaísmo do deus do templo, um evangélico que volta ao catolicismo, ou qualquer crente que vai praticar alguma religião maligna, todos estes estão agravando ao ESPÍRITO SANTO, ESPÍRITO DA GRAÇA.
 
 
 
III. ENTRISTECER O ESPÍRITO SANTO
 "E não entristeçais o ESPÍRITO SANTO de DEUS, no qual estais selados para o Dia da redenção. Toda amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmias, e toda malícia seja tirada de entre vós" (Ef 4.30,31).
 
1. Tristeza do ESPÍRITO SANTO. O vocábulo original tem a ver com agravo, dor, aflição, angústia.
NÃO ENTRISTEÇAIS O ESPÍRITO SANTO. O ESPÍRITO SANTO, que habita no crente (Rm 8.9; 1 Co 6.19), é uma Pessoa que pode sentir intensa mágoa ou tristeza, assim como o próprio JESUS sentia quando chorou por causa de Jerusalém, e em outras ocasiões (Mt 23.37; Mc 3.5; Lc 19.41; Jo 11.35).
 
2. O que pode entristecer o ESPÍRITO SANTO. Toda conversação maligna e corrupta, que estimule os desejos pecaminosos e a luxúria, contrista o ESPÍRITO SANTO".
(1) O crente causa tristeza ou pesar ao ESPÍRITO SANTO, quando não dá importância à sua presença, voz ou direção (Rm 8.5-17; Gl 5.16-25; 6.7-9).
(2) Entristecer o ESPÍRITO SANTO leva a resisti-lo (At 7.51); isto, por sua vez, leva a extingui-lo (1 Ts 5.19) e, finalmente, a fazer agravo ao ESPÍRITO da graça (Hb 10.29). Esta última ação pode ser identificada como a blasfêmia contra o ESPÍRITO SANTO, para a qual não há perdão (ver Mt 12.31).
 
 
 
IV. MENTIR AO ESPÍRITO SANTO
1 Mas um certo varão chamado Ananias, com Safira, sua mulher, vendeu uma propriedade
2 e reteve parte do preço, sabendo-o também sua mulher; e, levando uma parte, a depositou aos pés dos apóstolos.
3 Disse, então, Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao ESPÍRITO SANTO e retivesses
parte do preço da herdade?
4 Guardando-a, não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não
mentiste aos homens, mas a DEUS.
5 E Ananias, ouvindo estas palavras, caiu de expirou. E um grande temor veio sobre todos os que isto ouviram.
6 E, levantando-se os jovens, cobriram o morto e, transportando-o para fora, o sepultaram.
7 E, passando um espaço quase de três horas, entrou também sua mulher, não sabendo o que havia acontecido.
8 E disse-lhe Pedro: Dize-me, vendestes por tanto aquela herdade? E ela disse: Sim, por tanto.
9 Então, Pedro lhe disse: Por que é que entre vós vos concertastes para tentar o ESPÍRITO do Senhor? Eis aí à porta os pés dos que
sepultaram o teu marido, e também te levarão a ti.
10 E logo caiu aos seus pés e expirou. E, entrando os jovens, acharam-na morta e a sepultaram junto de seu marido.
11 E houve um grande temor em toda a igreja e em todos os que ouviram estas coisas.
12 E muitos sinais e prodígios eram feitos entre o povo pelas mãos dos apóstolos. E estavam todos unanimemente no alpendre de
Salomão.
13 Quanto aos outros, ninguém ousava ajuntar-se com eles; mas o povo tinha-os em grande estima.
14 E a multidão dos que criam no Senhor, tanto homens como mulheres, crescia cada vez mais,
15 de sorte que transportavam os enfermos para as ruas e os punham em leitos e em camilhas, para que ao menos a sombra de
Pedro, quando este passasse, cobrisse alguns deles.
16 E até das cidades circunvizinhas concorria muita gente a Jerusalém, conduzindo enfermos e atormentados de espíritos
imundos, os quais todos eram curados.
5.3 MENTISSES AO ESPÍRITO SANTO. A fim de obterem prestígio e reconhecimento, Ananias e Safira mentiram diante da igreja a respeito das suas contribuições. DEUS considerou um delito grave essas mentiras contra o ESPÍRITO SANTO. As mortes de Ananias e Safira ficaram como exemplos perpétuos da atitude de DEUS para com qualquer coração enganoso entre aqueles que professam ser cristãos. Note, também, que mentir ao ESPÍRITO SANTO é a mesma coisa que mentir a DEUS, logo, o ESPÍRITO SANTO também é DEUS (vv. 3,4; ver Ap 22.15).
5.4 POR QUE FORMASTE ESTE DESÍGNIO...? A raiz do pecado de Ananias e de Safira era seu amor ao dinheiro e elogio dos outros. Isto os fez tentar o ESPÍRITO SANTO (v. 9). Quando o amor ao dinheiro e o aplauso dos homens tomam posse de uma pessoa, seu espírito fica vulnerável a todos os tipos de males satânicos (1 Tm 6.10). Ninguém pode estar cheio de amor ao dinheiro e, ao mesmo tempo, amar e servir a DEUS (Mt 6.24; Jo 5.41-44).
5.5 ANANIAS... CAIU E EXPIROU. DEUS feriu com severidade a Ananias e Safira (vv. 5,10), para que se manifestasse sua aversão a todo engano, mentira e desonestidade no reino de DEUS. Um dos pecados mais abomináveis na igreja é enganar o povo de DEUS no tocante ao nosso relacionamento com CRISTO, trabalho para Ele, e a dimensão do nosso ministério. Entregar-se a esse tipo de hipocrisia significa usar o sangue derramado de CRISTO para exaltar e glorificar o próprio eu diante dos outros. Esse pecado desconsidera o propósito dos sofrimentos e da morte de CRISTO (Ef 1.4; Hb 13.12), e revela ausência de temor do Senhor (vv. 5,11) e de respeito e honra ao ESPÍRITO SANTO (v. 3), e merece o justo juízo de DEUS.
5.11 HOUVE UM GRANDE TEMOR EM TODA A IGREJA O julgamento divino contra o pecado de Ananias e Safira levou a um aumento de humildade, reverência e temor do povo para com um DEUS santo. Sem o devido temor do DEUS santo e da sua ira contra o pecado, o povo de DEUS voltará, em pouco tempo, aos caminhos ímpios do mundo, cessará de experimentar o derramamento do ESPÍRITO e a presença milagrosa de DEUS e então lhe será cortado o fluxo da graça divina. Este é um elemento essencial da fé neotestamentária e do cristianismo bíblico hoje em dia.
 
1. O sentido da palavra "mentira" em Atos 5.3. Aqui, o termo original corresponde a contar uma falsidade como se fosse verdade.
2. As implicações de se mentir ao ESPÍRITO SANTO. Quem mente ao ESPÍRITO SANTO, menospreza a sua deidade; Ele é DEUS (vv.3,4).
 
 
 
V. EXTINGUIR O ESPÍRITO SANTO
Paulo escrevendo aos irmãos de Tessalônica, exortou-os: "Não extingais o ESPÍRITO" (1 Ts 5.19).
 
1. O que é extinguir o ESPÍRITO. O termo traduzido por "extinguir" referente ao ESPÍRITO SANTO, tem o sentido colateral de apagar aos poucos uma chama, um fogo que está a arder.
5.19,20 NÃO EXTINGAIS O ESPÍRITO.
(1) Paulo compara o extinguir o fogo do ESPÍRITO com o desprezo e rejeição às manifestações sobrenaturais do ESPÍRITO SANTO, tais como a profecia (vv. 19,20). Reprimir ou rejeitar o uso correto e ordenado da profecia, ou de outros dons espirituais, resultará na perda em geral da manifestação do ESPÍRITO (1 Co 12.7-10,28-30). O ministério do ESPÍRITO SANTO a favor dos crentes é descrito em Jo 14.26; 15.26,27; 16.13,14; At 1.8; 13.2; Rm 8.4,11,16,26; 1 Co 2.9-14; 12.1-11; Gl 5.22-25.
(2) Estes dois versículos mostram com clareza que outras igrejas tinham em seu meio a manifestação de dons espirituais nos cultos de oração. Note-se bem que as mensagens proféticas não desprezadas, mas também aceitas após exame cuidadoso (v. 21; ver 1 Co 14.29).
 
2. O perigo de se extinguir o ESPÍRITO. A extinção das operações do ESPÍRITO SANTO na vida da igreja quando não é letal, a adoece e debilita, sem que ninguém o perceba. 
São pessoas que impedem a ação do ESPÍRITO SANTO em suas congregações, não permitem que os dons do ESPÍRITO SANTO sejam manifestos. Temos muitos resistentes ao ESPÍRITO SANTO hoje na igreja.
 
 
VI. BLASFEMAR CONTRA O ESPÍRITO SANTO
1. O que é blasfemar contra o ESPÍRITO SANTO?
Os adversários de JESUSblasfemavam contra Ele e o ESPÍRITO SANTO, declarando consciente, proposital e seguidamente que JESUSoperava milagres pelo poder de Satanás, o chefe dos demônios (Mt 9.32-34; 12.22-24; Mc 3.22; Lc 11.14,15).
BLASFÊMIA CONTRA O ESPÍRITO SANTO. A blasfêmia contra o ESPÍRITO SANTO é a rejeição contínua e deliberada do testemunho que o ESPÍRITO SANTO dá de CRISTO, da sua Palavra e da sua obra de convencer o homem, do pecado (cf. Jo 16.7-11). Aquele que rejeita a voz do ESPÍRITO e se opõe a ela, afasta de si mesmo o único recurso que pode levá-lo ao perdão o ESPÍRITO SANTO. Os passos que levam à blasfêmia contra o ESPÍRITO:
(1) entristecer o ESPÍRITO. Se isto for contínuo, levará à resistência ao ESPÍRITO (Ef 4.30);
(2) resistir ao ESPÍRITO leva ao apagamento do ESPÍRITO dentro da pessoa (1 Ts 5.19);
(3) apagar o ESPÍRITO leva ao endurecimento do coração (Hb 3.8-13);
(4) o endurecimento do coração leva a uma mente réproba e depravada, a ponto de chamar o bem de mal e o mal de bem (Rm 1.28; Is 5.20). Quando o endurecimento do coração atinge certa intensidade que somente DEUS conhece, o ESPÍRITO já não contenderá para levar aquela pessoa ao arrependimento (cf. Gn 6.3; ver Dt 29.18-21; 1 Sm 2.25; Pv 29.1). Quanto àqueles que se preocupam pensando que já cometeram o pecado imperdoável, a sua disposição de se arrependerem e quererem o perdão, é evidência de que não cometeram o tal pecado imperdoável.
 
 
2. A blasfêmia contra o ESPÍRITO SANTO é imperdoável.
O ser humano pode chegar a tal cegueira espiritual a ponto de blasfemar contra o ESPÍRITO.
 
CONCLUSÃO
O Movimento Pentecostal somente poderá lograr bom êxito em qualidade e quantidade se nos mantivermos nos padrões da sã doutrina e revestidos do poder do alto. Poder de baixo, humano, terreno, não temos falta; mas necessitamos sempre do poder do alto, que põe a igreja em marcha (Lc 24.49). É impensável o pentecostalismo sem o ESPÍRITO SANTO. Portanto, não podemos cometer nenhum pecado contra Ele. Se o fizermos, poderemos comprometer, fatalmente, o nosso destino eterno. Que o Senhor nos ajude a sermos sadios na fé, maduros no entendimento e zelosos na manutenção da chama do autêntico avivamento espiritual.
 
AUXÍLIOS SUPLEMENTARES: Subsídio Devocional
"O Pecado Imperdoável.
CRISTO falou de um pecado imperdoável, mas o que estava querendo dizer? Que pecado é esse? Os fariseus viam os milagres de CRISTO e os atribuíam a Satanás. CRISTO observou que a conclusão deles era ilógica (Mt 12.31, 32). Satanás jamais pensaria em expulsar seus próprios cúmplices. Satanás não expulsa Satanás. Só uma pessoa mais forte do que ele poderia expulsá-lo. O pecado imperdoável foi cometido quando os líderes espirituais colocaram-se entre CRISTO e o povo comum que estava desejoso de aceitar os milagres de JESUS, considerando-os legítimos. No contexto do Novo Testamento, esse pecado era o de uma nação incrédula que havia perdido a sensibilidade espiritual e resolvido rejeitar o Messias de DEUS. É necessário crer para ser perdoado! Os fariseus que rejeitaram as credenciais de CRISTO estavam se excluindo do reino dos céus por incredulidade. […] Se você está preocupado, pensando que cometeu esse pecado imperdoável, tenha certeza de que não o cometeu. Sua sensibilidade prova que DEUS está trabalhando em seu coração. Aqueles que cometem um pecado imperdoável não têm interesse algum no relacionamento com Ele." (LUTZER, Erwin W. Deixando seu passado para trás. Rio de Janeiro: CPAD, 2005, p.45-6.) Revista Ensinador Cristão, CPAD, no 27, pág. 40
 
 
Questionário da Lição 9 PECADOS CONTRA O ESPÍRITO SANTO - Por Ev.Luiz Henrique - www.apazdosenhor.org.br/estudos_biblicos
 
TEXTO ÁUREO:
1- Complete: "E não _________________o ESPÍRITO SANTO de DEUS, no qual estais _______________para o ______________da redenção" (Ef 4.30).
 
 
VERDADE PRÁTICA:
2- Complete: Sendo o ESPÍRITO SANTO quem ____________________ por nós com ___________________ inexprimíveis, quem por nós intercederá se _____________________ contra Ele?
 
COMENTÁRIO INTRODUÇÃO
3- Coloque "C" nas frase corretas e "I" nas incorretas
(  ) A resistência ao ESPÍRITO é o pecado final que se comete contra o Consolador.
(  ) Uma vez cometida esta ofensa da resistência ao ESPÍRITO, as demais serão de menos importância.
(  ) Os pecados contra o ESPÍRITO SANTO consistem em palavras, atitudes e atos.
(  ) Entre os pecados por palavras, acham-se as afrontas verbais e as blasfêmias.
(  ) A resistência ao ESPÍRITO é o pecado inicial que se comete contra o Consolador.
(  ) Uma vez cometida esta ofensa da resistência ao ESPÍRITO, as demais parecerão de somenos importância.
(  ) Uma vez cometida esta ofensa da resistência ao ESPÍRITO, o coração do ofensor, afetado terrivelmente pela iniqüidade, considerará o pecado algo comum e corriqueiro.
 
I. RESISTÊNCIA AO ESPÍRITO SANTO
4- Vendo o discurso de Estevão diante dos anciãos de Israel em At 7.51. Qual era o pecado daqueles homens? Coloque "V" para Verdadeiro  e "F" para Falso:
(  ) Resistir "às vezes" ao ESPÍRITO SANTO (v.51).
(  )  "Nunca" resistir ao ESPÍRITO SANTO (v.51).
(  ) Resistir "sempre" ao ESPÍRITO SANTO (v.51).
 
5- O que é resistir ao ESPÍRITO SANTO? Coloque "V" para Verdadeiro  e "F" para Falso:
(  ) É recusar, de forma inconsciente, a vontade divina transmitida pelo ESPÍRITO SANTO mediante a Palavra de DEUS e por meio de seu trabalho em nossas almas.
(  ) É recusar, de forma consciente, a vontade humana transmitida pelo ESPÍRITO SANTO mediante a o trabalho em nossos corações.
(  ) É recusar, de forma consciente, a vontade divina transmitida pelo ESPÍRITO SANTO mediante a Palavra de DEUS e por meio de seu trabalho em nossos corações.
 
6- Qual o sentido do texto bíblico, do verbo "resistir" usado por Estevão no original? Coloque "V" para Verdadeiro  e "F" para Falso:
(  ) Vai além de uma mera resistência, significa lutar contra; lutar com agonia; cair em cima.
(  ) Vai além de uma mera resistência, significa lutar contra; lutar com agonia; cair em cima.
(  ) Vai além de uma mera resistência, significa lutar contra; lutar com agonia; cair em cima.
 
II. AGRAVO AO ESPÍRITO SANTO
7- Quais horrendos pecados cometeram os cristãos de origem judaica que começaram a deixar a igreja e a retornar ao judaísmo centrado no Templo em Jerusalém? Coloque "V" para Verdadeiro  e "F" para Falso:
(  ) O de agradar ao ESPÍRITO SANTO.
(  ) O de adorar o filho de DEUS.
(  ) O de ter por comum o sangue da aliança.
(  ) O de agravar o ESPÍRITO SANTO.
(  ) O de pisar o filho de DEUS.
 
8- O que é Agravar o ESPÍRITO SANTO?  Coloque "V" para Verdadeiro  e "F" para Falso:
(  ) É confrontar, ultrajar, debochar, zombar, injuriar, convencer com autoridade..
(  ) É afrontar, ultrajar, debochar, zombar, injuriar, insultar com desdém.
(  ) É afrontar, ultrajar, debochar, irar-se sem motivo, injuriar, consultar alguém.
 
 
III. ENTRISTECER O ESPÍRITO SANTO
 
9- Complete:
O ESPÍRITO, que faz os _________________ experimentarem a verdade, é envergonhado quando os ______________ mentem uns para os outros e têm ______________________ vãs".
 
10- O que pode entristecer o ESPÍRITO SANTO? Coloque "V" para Verdadeiro  e "F" para Falso:
(  ) O ESPÍRITO SANTO é entristecido quando, desprezando a vontade divina, preferimos seguir os desejos de DEUS;
(  ) "Toda conversação maligna e corrupta, que estimule os desejos pecaminosos e a luxúria, contrista o ESPÍRITO SANTO".
(  ) O ESPÍRITO SANTO é entristecido quando, desprezando a vontade divina, preferimos seguir nossos desejos e ambições;
(  ) Quando o cristão não reverencia a presença manifesta e ignora a voz do ESPÍRITO;
(  ) Quando o cristão não busca a vontade e direção do ESPÍRITO.
 
 
IV. MENTIR AO ESPÍRITO SANTO
11- Qual o sentido da palavra "mentira" em Atos 5.3? Coloque "V" para Verdadeiro  e "F" para Falso:
(  ) O termo original corresponde a confrontar uma autoridade como se fosse uma pessoa qualquer.
(  ) Pedro e Paulo, certamente, ensaiaram esta mentira.
(  ) O termo original corresponde a contar uma falsidade como se fosse verdade.
(  ) Ananias e Safira, certamente, ensaiaram esta mentira.
 
12- Quais as implicações de se mentir ao ESPÍRITO SANTO? Coloque "V" para Verdadeiro  e "F" para Falso:
(  ) Quem mente ao ESPÍRITO SANTO, preza muito sua deidade; Ele é DEUS.
(  ) Como a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, Ele é onisciente, onipresente e onipotente. Isso significa que o ESPÍRITO SANTO tudo sabe e tudo conhece.
(  ) Mentir e tentar o ESPÍRITO do Senhor, é testar a tolerância de DEUS, isto é, pecar até enquanto DEUS suportar.
(  ) Quem mente ao ESPÍRITO SANTO, menospreza a sua deidade; Ele é DEUS.
 
V. EXTINGUIR O ESPÍRITO SANTO
13- Complete:
Se por um lado, não podemos concordar com as _____________________e fanatismos; por outro, não haveremos de nos conformar ao mero
______ ______________, pois sempre resulta na supressão e extinção das ____________________do ESPÍRITO SANTO em nosso meio.
 
14- O que é extinguir o ESPÍRITO? Coloque "V" para Verdadeiro  e "F" para Falso:
(  ) O termo traduzido por "extinguir" referente ao ESPÍRITO SANTO, tem o sentido colateral de pagar uma divida, um fogo que está apagado.
(  ) Extinguir o ESPÍRITO é agir de modo a impedir, suprimir ou limitar a manifestação do ESPÍRITO do Senhor.
(  ) Quando se perde o primeiro amor, extinguimos ou apagamos de nossas vidas o ESPÍRITO de CRISTO.
(  ) O termo traduzido por "extinguir" referente ao ESPÍRITO SANTO, tem o sentido colateral de apagar aos poucos uma chama, um fogo que está a arder.
 
15- Qual o perigo de se extinguir o ESPÍRITO? Coloque "V" para Verdadeiro  e "F" para Falso:
(  ) A extinção das operações de JESUS CRISTO na vida da igreja quando não é letal, a adoece e debilita, todos percebem.
(  ) Mais tarde, resta somente a lembrança do passado quando o fogo do céu ardia.
(  ) A extinção das operações do ESPÍRITO SANTO na vida da igreja quando não é letal, a adoece e debilita, sem que ninguém o perceba.
 
16- O que devemos fazer, sempre que for detectada a falta de operações do ESPÍRITO SANTO em nosso meio? Coloque "V" para Verdadeiro  e "F" para Falso:
(  ) Devemos clamar a DEUS sem cessar por um avivamento espiritual, pois, a comunhão com o ESPÍRITO SANTO leva a igreja a mornidão espiritual.
(  ) Devemos clamar a DEUS sem cessar por um avivamento espiritual, pois, a obtenção do poder do ESPÍRITO SANTO leva a igreja a mornidão espiritual.
(  ) Devemos clamar a DEUS sem cessar por um avivamento espiritual, pois, a extinção do ESPÍRITO SANTO leva a igreja a mornidão espiritual.
 
VI. BLASFEMAR CONTRA O ESPÍRITO SANTO
17- O que é blasfemar contra o ESPÍRITO SANTO? Complete:
Os adversários de JESUS blasfemavam contra Ele e o ESPÍRITO SANTO, declarando consciente, proposital e seguidamente que JESUS operava milagres pelo poder de Satanás, o chefe dos demônios.
Com essa _________________________, eles estavam rejeitando de modo _____________________ o ESPÍRITO SANTO que operava em _______________, o Messias.
 
18- O que disse JESUS a respeito de blasfemar contra o ESPÍRITO SANTO? Complete:
"Todo ___________________ e blasfêmia se perdoará aos homens, mas a _________________ contra o ESPÍRITO _______________será perdoada aos homens. E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do Homem, ser-lhe-á perdoado, mas, se alguém ______________ contra o ESPÍRITO SANTO, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro".
 
19- Por que a blasfêmia contra o ESPÍRITO SANTO é imperdoável? Complete:
A blasfêmia contra o ESPÍRITO do Senhor é imperdoável porque sendo Ele o que nos ______________ do pecado, da justiça e do juízo, e, que _____________________ por nós, é recusado, rejeitado e ____________________________.
 
20- A blasfêmia contra o ESPÍRITO de DEUS é conseqüência de pecados similares que a precedem: Quais são eles? Coloque "V" para Verdadeiro  e "F" para Falso:
(  ) Vícios.
(  ) Mentiras
(  ) Rebelar-se e resistir ao ESPÍRITO.
(  ) Abafar e apagar o fogo interior do ESPÍRITO.
(  ) Endurecimento total do coração, 
(  ) Cauterização da consciência.
(  ) Cegueira total.
 
21- COMPLETE AS PALAVRAS CRUZADAS:
HORIZONTAIS:
1- O que pode .......................................... o ESPÍRITO SANTO. Toda conversação maligna e corrupta, que estimule os desejos pecaminosos e a luxúria, contrista o ESPÍRITO SANTO"
2- As implicações de se .............................ao ESPÍRITO SANTO. Quem mente ao ESPÍRITO SANTO, menospreza a sua deidade; Ele é DEUS (vv.3,4).
3- A ................................................contra o ESPÍRITO SANTO é imperdoável.
4- Extinguir o ESPÍRITO é ..................................de modo a impedir, suprimir ou limitar a manifestação do ESPÍRITO do Senhor.
5- Acostumados como estavam ao culto levítico, e sob ..................................... por causa do evangelho de CRISTO, os cristãos de origem judaica começaram a deixar a igreja e a retornar ao judaísmo centrado no Templo em Jerusalém.
6- Os adversários de JESUS blasfemavam contra Ele e o ESPÍRITO SANTO, declarando consciente, proposital e seguidamente que JESUS operava milagres pelo poder de ......................................., o chefe dos demônios
7- Devemos clamar a DEUS sem cessar por um .......................................... espiritual, pois, a extinção do ESPÍRITO SANTO leva a igreja a mornidão espiritual.
8- O termo traduzido por "extinguir" referente ao ESPÍRITO SANTO, tem o sentido colateral de ...................... aos poucos uma chama, um fogo que está a arder.
 
 
 
A DOUTRINA DO ESPÍRITO SANTO
At 5.3,4 “Disse, então, Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao ESPÍRITO SANTO e retivesses parte do preço da herdade? Guardando-a, não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste
aos homens, mas a DEUS.”

É essencial que os crentes reconheçam a importância do ESPÍRITO SANTO no plano divino da redenção. Sem a presença do ESPÍRITO SANTO neste mundo, não haveria a criação, o universo, nem a raça humana (Gn 1.2; Jó 26.13; 33.4; Sl 104.30). Sem o ESPÍRITO SANTO, não teríamos a Bíblia (2Pe 1.21), nem o NT (Jo 14.26, 1Co 2.10) e nenhum poder para proclamar o evangelho (1.8). Sem o ESPÍRITO SANTO, não haveria fé, nem novo nascimento, nem santidade e nenhum cristão neste mundo. Este estudo examina alguns dos ensinamentos básicos a respeito do ESPÍRITO SANTO.

A PESSOA DO ESPÍRITO SANTO. Através da Bíblia, o ESPÍRITO SANTO é revelado como Pessoa, com sua própria individualidade (2Co 3.17,18; Hb 9.14; 1Pe 1.2). Ele é uma Pessoa divina como o Pai e o Filho (5.3,4). O ESPÍRITO SANTO não é mera influência ou poder. Ele tem atributos pessoais, a saber: Ele pensa (Rm 8.27), sente (Rm 15.30), determina (1Co 12.11) e tem a faculdade de amar e de deleitar-se na comunhão. Foi enviado pelo Pai para levar os crentes à íntima presença e comunhão com JESUS(Jo 14.16-18,26). À luz destas verdades, devemos tratá-lo como pessoa, que é, e considerá-lo DEUS vivo e infinito em nosso coração, digno da nossa adoração, amor e dedicação (ver Mc 1.11).

 A revelação do ESPÍRITO SANTO no NT.
(a) O ESPÍRITO SANTO é o agente da salvação. Nisto Ele convence-nos do pecado (Jo 16.7,8), revela-nos a verdade a respeito de JESUS(Jo 14.16,26), realiza o novo nascimento (Jo 3.3-6), e faz-nos membros do corpo de CRISTO (1Co 12.13). Na conversão, nós, crendo em CRISTO, recebemos o ESPÍRITO SANTO (Jo 3.3-6; 20.22) e nos tornamos co-participantes da natureza divina (2Pe 1.4). (b) O ESPÍRITO SANTO é o agente da nossa santificação. Na conversão, o ESPÍRITO passa a habitar no crente, que começa a viver sob sua influência santificadora (Rm 8.9; 1Co 6.19).
Note algumas das coisas que o ESPÍRITO SANTO faz, ao habitar em nós. Ele nos santifica, i.e., purifica, dirige e leva-nos a uma vida santa, libertando-nos da escravidão ao pecado (Rm 8.2-4; Gl 5.16,17; 2Ts 2.13). Ele testifica que somos filhos de DEUS (Rm 8.16), ajuda-nos na adoração a DEUS (At 10.45,46; Rm 8.26,27) e na nossa vida de oração, e intercede por nós quando clamamos a DEUS (Rm 8.26,27). Ele produz em nós as qualidades do caráter de CRISTO, que O glorificam (Gl 5.22,23;  1Pe 1.2). Ele é o nosso mestre divino, que nos guia em toda a verdade (Jo 16.13; 14.26; 1Co 2.10-16) e também nos revela JESUS e nos guia em estreita comunhão e união com Ele (Jo 14.16-18; 16.14). Continuamente, Ele nos comunica o amor de DEUS (Rm 5.5) e nos alegra, consola e ajuda (Jo 14.16; 1Ts 1.6). (c) O ESPÍRITO SANTO é o agente divino para o serviço do Senhor, revestindo os crentes de poder para realizar a obra do Senhor e dar testemunho dEle. Esta obra do ESPÍRITO SANTO relaciona-se com o batismo ou com a plenitude do ESPÍRITO. Quando somos batizados no ESPÍRITO, recebemos poder para testemunhar de CRISTO e trabalhar de modo eficaz na igreja e diante do mundo (1.8). Recebemos a mesma unção divina que desceu sobre CRISTO (Jo 1.32,33) e sobre os discípulos (2.4; ver 1.5), e que nos capacita a proclamar a Palavra de DEUS (1.8; 4.31) e a operar milagres (2.43; 3.2-8; 5.15; 6.8; 10.38). O plano de DEUS é que todos os cristãos atuais recebam o batismo no ESPÍRITO SANTO (2.39). Para realizar o trabalho do Senhor, o ESPÍRITO SANTO outorga dons espirituais aos fiéis da igreja para edificação e fortalecimento do corpo de CRISTO (1Co 12—14). Estes dons são uma manifestação do ESPÍRITO através dos santos, visando ao bem de todos (1Co 12.7-11). (d) O ESPÍRITO SANTO é o agente divino que batiza ou implanta os crentes no corpo único de CRISTO, que é sua igreja (1Co 12.13) e que permanece nela (1Co 3.16), edificando-a (Ef 2.22), e nela inspirando a adoração a DEUS (Fp 3.3), dirigindo a sua missão (13.2,4), escolhendo seus obreiros (20.28) e concedendo-lhe dons (1Co 12.4-11), escolhendo seus pregadores (2.4; 1Co 2.4), resguardando o evangelho contra os erros (2Tm 1.14) e efetuando a sua retidão (Jo 16.8; 1Co 3.16; 1Pe 1.2).

 
Ajuda:
www.cpad.com.br
CPAD bíblias, Livros e Revistas.
 
Home
Estudos
EBD
Discipulado
 Mapas
Figuras1
 Figuras2
Fotos
Igreja
Link's
Corinhos
Download
 Eu