Home
Estudos
EBD
Discipulado
 Mapas
Figuras1
 Figuras2
Fotos
Igreja
Link's
Corinhos
Download
Eu
 
 
                Gênesis e Êxodo
                               PERGUNTAS
 
MARATONA BÍBLICA DE IMPERATRIZ  - 02/2004 - ESTUDOS NOS LIVROS DE GÊNESIS E ÊXODO
Todas as 99 congregações envolvidas em estudar esses dois livros para que 
sejam feitas perguntas referentes aos mesmos e Março/2004
 
Gênesis
Esboço
I. O Princípio da História da Humanidade (1.1—11.26)
A. A Origem do Universo e da Vida (1.1—2.25)
1. Resumo de Toda a Criação (1.1—2.4)
2. Relato Detalhado da Criação de Adão e Eva (2.5-25)
B. A Origem do Pecado (3.1-24)
1. Tentação e Queda (3.1-6)
2. Conseqüências da Queda (3.7-24)
C. As Origens da Civilização (4.1—5.32)
1. Caim: Cultura Pagã (4.1-24)
2. Sete: Um Remanescente Justo (4.25,26)
3. Registro Genealógico dos Patriarcas Antediluvianos (5.1-32)
D. O Grande Dilúvio: O Julgamento Divino sobre a Civilização Primitiva (6.1—8.19)
1. A Depravação Universal (6.1-8,11,12)
2. A Preparação Mediante Noé para a Salvação de um Remanescente Justo (6.9-22)
3. As Instruções Finais e o Dilúvio (7.1—8.19)
E. O Novo Começo da Humanidade (8.20—11.26)
1. A Posteridade de Noé (8.20—10.32; destaque: Sem, 11.10-26)
2. A Torre de Babel (11.1-9)
3. Elos Genealógicos entre Sem e Abraão (11.10-26)
II. Os Começos do Povo Hebreu (11.27—50.26)
A. Abraão (11.27—25.18)
1. Os Progenitores de Abraão (11.27-32)
2. A Chamada de Abraão e Sua Viagem pela Fé (12.1—14.24)
3. O Concerto entre Deus e Abraão (15.1-21)
4. Agar e Ismael (16.1-16)
5. O Concerto de Abraão Ratificado Mediante Seu Nome e a Circuncisão (17.1-27)
6. A Promessa a Abraão e a Tragédia de Ló (18.1—19.38)
7. Abraão e Abimeleque (20.1-18)
8. Abraão e Isaque, o Filho da Promessa (21.1—24.67)
9. A Posteridade de Abraão (25.1-18)
B. Isaque (25.19—28.9)
1. O Nascimento de Esaú e Jacó (25.19-26)
2. Esaú Vende a Sua Primogenitura (25.27-34)
3. Isaque, Rebeca e Abimeleque (26.1-17)
4. Disputa a Respeito de Poços, e a Mudança de Isaque para Berseba (26.18-33)
5. A Bênção Patriarcal (26.34—28.9)
C. Jacó (28.10—37.2a)
1. O Sonho de Jacó e Sua Viagem (28.10-22)
2. Jacó com Labão em Harã (29.1—31.55)
3. A Reconciliação de Jacó e Esaú (32.1—33.17)
4. Jacó Volta à Terra Prometida (33.18—35.20)
5.A Posteridade de Jacó e Esaú (35.21—37.2a)
D. José (37.2b—50.26)
1. José e Seus Irmãos em Canaã (37.2b-36)
2. Judá e Tamar (38.1-30)
3. José, Suas Provas e Elevação no Egito (39.1—41.57)
4. José e Seus Irmãos no Egito (42.1—45.28)
5. A Mudança para o Egito, do Pai e Irmãos de José (46.1—47.26)
6. Jacó: Suas Últimas Profecias, Últimos Dias e Morte (47.27—50.14)
7. José: Final de Sua Vida e Sua Morte (50.15-26)
Autor:  Moisés  Tema:  Começos  Data:  Cerca de 1445-1405 a.C.
Considerações Preliminares = É muito apropriado o lugar que Gênesis ocupa como o primeiro livro do AT, servindo de introdução básica à Bíblia inteira. O título deste livro em hebraico deriva da primeira palavra do livro: bereshith (“no princípio”). O título “Gênesis”, como aparece em nossas Bíblias, é a tradução em grego, do referido título em hebraico, e significa “a origem, fonte, criação, ou começo dalguma coisa”. Gênesis é “o livro dos começos”.  O autor de Gênesis não é mencionado em nenhuma parte do livro. O testemunho do restante da Bíblia, porém, é que Moisés foi o autor de todo o Pentateuco (i.e., os cinco primeiros livros do AT) e, portanto, de Gênesis (e.g., 1 Rs 2.3; 2 Rs 14.6; Ed 6.18; Ne 13.1; Dn 9.11-13; Ml 4.4; Mc 12.26; Lc 16.29,31; Jo 7.19-23; At 26.22; 1 Co 9.9; 2 Co 3.15). Além disso, os antigos escritores judaicos e os primeiros dirigentes da igreja são unânimes em testificar que Moisés foi o escritor de Gênesis. Uma vez que o relato de Gênesis no seu todo é de data anterior a Moisés, o papel deste ao escrever Gênesis foi, em grande parte, reunir sob a inspiração do Espírito Santo, todos os registros escritos e orais disponíveis, desde Adão até a morte de José, como os temos hoje preservados em Gênesis. Uma possível indicação de Moisés ter utilizado registros históricos existentes ao escrever Gênesis, é a repetida expressão através do livro:  “estas são as gerações de” (hb. e’lleh toledoth), que também admite a tradução: “estas são as histórias por” (ver 2.4; 5.1; 6.9; 10.1; 11.10,27; 25.12,19; 36.1,9; 37.2).   Gênesis registra com exatidão a criação, os começos da história da humanidade e a origem do povo hebreu, bem como o concerto entre Deus e os hebreus através de Abraão e os demais patriarcas. O Senhor Jesus atestou no NT a fidedignidade histórica de Gênesis como Escritura divinamente inspirada ( Mt 19.4-6; 24.37-39; Lc 11.51; 17.26-32; Jo 7.21-23; 8.56-58) e os apóstolos (Rm 4; 1Co 15.21,22,45-47; 2 Co 11.3; Gl 3.8; 4.22-24,28; 1 Tm 2.13,14; Hb 11.4-22; 2 Pe 3.4-6; Jd 7,11). Sua historicidade continua sendo confirmada pelas descobertas arqueológicas modernas. Moisés foi notavelmente bem preparado, pela sua educação (At 7.22) e por Deus, para escrever esse incomparável livro da Bíblia.
Propósito  == Gênesis provê um alicerce essencial para o restante do Pentateuco e para toda a revelação bíblica subseqüente. Preserva o único registro fidedigno a respeito dos começos do universo, da humanidade, do casamento, do pecado, das cidades, dos idiomas, das nações, de Israel e da história da redenção. Foi escrito de conformidade com o propósito de Deus a fim de dar ao seu povo segundo o concerto, tanto do AT quanto do NT, uma compreensão fundamental de si mesmo, da criação, da raça humana, da queda, da morte, do julgamento, do concerto e da promessa da redenção através do descendente de Abraão.
Visão Panorâmica  == Gênesis divide-se naturalmente em duas grandes partes. (A) Os caps. 1—11 fornecem uma visão geral, partindo de Adão até Abraão, e concentra-se em cinco eventos memoráveis. (1) A Criação: Deus criou todas as coisas, inclusive Adão e Eva, os quais Ele colocou no Jardim do Éden (1—2). (2) A Queda: Adão e Eva, pela sua transgressão, introduziram na história humana a maldição do pecado e da morte (cap. 3). (3) Caim e Abel: Esta tragédia colocou em movimento as duas correntes básicas da história: a civilização humanista e um remanescente redentor ( 4 — 5). (4) Dilúvio Universal: O mundo antigo se tornara tão iníquo até os tempos da geração de Noé, que Deus o destruiu por meio de um dilúvio universal, e poupou somente o justo Noé e sua família, como remanescentes (6—10). (5) A Torre de Babel. Quando o mundo pós-diluviano unificou-se em torno da idolatria e da rebelião, Deus o dispersou, ao confundir seu idioma e cultura, e ao espalhar a raça humana por toda a terra (cap. 11). (B) Os caps. 12—50 registram os começos do povo hebreu e focalizam o contínuo propósito divino da redenção, através da vida dos quatro grandes patriarcas de Israel — Abraão, Isaque, Jacó e José. A chamada de Abraão por Deus (cap. 12) e o relacionamento pactual de Deus com ele e com seus descendentes, formam o começo de fato da realização do propósito divino concernente ao Redentor e à redenção, na história humana. Gênesis termina com a morte de José e a iminente escravidão de Israel no Egito.
Características Especiais == Sete características principais assinalam Gênesis. (1) Foi o primeiro livro da Bíblia a ser escrito (com a possível exceção de Jó) e registra o começo da história da humanidade, do pecado, do povo hebreu e da redenção. (2) A história contida em Gênesis abrange um período de tempo maior do que todo o restante da Bíblia, e começa com o primeiro casal humano; dilata-se, abrangendo o mundo antediluviano, e a seguir limita-se à história do povo hebreu, o qual semelhante a uma torrente, conduz à redenção até o final do AT. (3) Gênesis revela que o universo material e a vida na terra são categoricamente obra de Deus, e não um processo independente da natureza. Cinqüenta vezes nos caps. 1—2, Deus é o sujeito de verbos que demonstram o que Ele fez como Criador. (4) Gênesis é o livro das primeiras coisas — o primeiro casamento, a primeira família, o primeiro nascimento, o primeiro pecado, o primeiro homicídio, o primeiro polígamo, os primeiros instrumentos musicais, a primeira promessa de redenção, e assim por diante. (5) O concerto de Deus com Abraão, que começou com a chamada deste (12.1-3), foi formalizado no cap. 15, e ratificado no cap. 17, e é da máxima importância em toda a Bíblia. (6) Somente Gênesis explica a origem das doze tribos de Israel. (7) Revela como os descendentes de Abraão, por fim, se fixam no Egito (durante 430 anos) e assim preparam o caminho para o êxodo, o evento redentor central do AT.
Gênesis e Seu Cumprimento no NT = Gênesis revela a história profética da redenção, e o Redentor que virá através da descendência da mulher (3.15), das linhagens de Sete (4.25,26), e de Sem (9.26,27), e da descendência de Abraão (12.3). O NT aplica 12.3 diretamente à provisão da redenção que Deus realizou em Jesus Cristo (Gl 3.16,39). Muitos personagens e eventos de Gênesis são mencionados no NT com relação à fé e à justiça (Rm 4; Hb 11.1-22), ao julgamento divino (Lc 17.26-29,32; 2 Pe 3.6; Jd 7,11a) e à pessoa de Cristo (Mt 1.1; Jo 8.58; Hb 7).  
 
MARATONA BÍBLICA DENTRO 
DO LIVRO DE GÊNESIS - PERGUNTAS
1- O que quer dizer Babel?
"portal de Deus"
1. Quem foi Enoque? 
2. Enoque foi contemporâneo de Adão? Sim
3. Com que idade Enoque teve seu encontro com Deus? 65 anos
4. Quantos anos Enoque andou com Deus antes de ser arrebatado? 300
5. De que forma a Bíblia testemunha a fidelidade de Enoque? Andou Enoque com DEUS
 Quando Abraão nasceu?
2. Onde Abraão vivia antes de se mudar para Canaã?
3. Quantos anos se passaram desde o Dilúvio até Abraão?
4. Como se chamava o pai de Abraão?
5. Abraão conhecia o desuno de sua peregrinação?
6. Como Abraão é conhecido na Bíblia?
1. O que levou Abraão a ir ao Egito?
2. O que fez Abraão em Betei?
3. O que levou Abraão a descer ao Egito?
4. Quando Abraão afastou-se de Deus o que lhe aconteceu?
5. Se não fosse Deus, qual Teria sido o maior prejuízo de Abraão?
 
 
 
1- Qual foi a falha de Abraão quando partiu para Canaã?
2- Qual foi a proposta de Abraão a Ló?
3- Que critério usou Ló, quando teve que fazer sua escolha?
4- Onde Abraão armou suas tendas, após separar-se de Ló?
5- Qual foi a falha que Abraão precisou. corrigir?
6- Por que muitos crentes v^vem uma vida de intranqüilidade?
7- Aquém pertencia a porta da cidade de Sodoma, lugar onde Ló passou a assentar-se comodamente?
l. Qual era a situação política de Sodoma?
2-O que aconteceu no confronto militar aos reis e às cidades de Sodoma e Gomorra?
3. Qual o perigo que enfrentou Ló nessa ocasião?
4. Qual a estratégia usada por Abraão para socorrer seu sobrinho Ló?
5. Ao voltar vitorioso da guerra, com quem Abraão encontrou-se no caminho?
6. Qual foi a atitude de Abraão ao receber a proposta do rei de Sodoma quando voltou da guerra?
7. Quem era Melquisedeque?
 
 
1. O que aconteceu com Sodoma, antes de vir a noite da tremenda destruição?
2. Que tipo de crente era Ló?
3. Que tipo de crente era a mulher de Ló?
4. Qual foi a cidade solicitada por Ló aos anjos, para refugiar-se escapando assim da destruição de Sodoma?
5. Quais foram as advertências dos anjos a Ló?
6. Nos dias de Ló, o que mais caracterizava a vida de Sodoma?
1. O que representa o nascimento de Isaque?  Cumprimento da Promessa de DEUS em trazer seu Filho.
2. Por que a promessa de fazer Abraão uma grande nação parecia ser impossível de cumprir?
Sara era estéril e avançada em idade (89 anos)
3. Qual foi o ato de desespero, pela longa espera do cumprimento da promessa divina a Abraão, cometido por Sara?
Abriu mão de ser única esposa, deixando a fé de seu marido ofereceu sua escrava Hagar para que a promessas de DEUS se realizasse, não creu no poder de DEUS, se desviou espiritualmente.
4. Quais os resultados do nascimento de Ismael?
Atrito no lar, Angústia e esfriamento na fé de ambos, Ódio e rancor e guerra entre irmãos.
5. Qual a figura espiritual que representam os dois filhos de Abraão?
Ismael, nascido da carne, representa os de promessas materiais e passageiras, Isaque, nascido da promessa por meio de um milagre, representa os nascidos de novo, promessas espirituais e eternas.
6. Quantos anos tinha Sara quando Isaque nasceu? 
90 anos
7. Quais são os maiores inimigos do cristianismo? 
Os descendentes de Ismael, os árabes praticantes do Islamismo.
 
1. Quando começou o cumprimento da promessa de fazer de Abraão uma grande nação?
2. Qual foi a missão dada a Eliezer e, quem ele simboliza?
3. Qual foi a oração de Eliezer junto ao poço dágua, ao chegar em H ara, fora da cidade?
4. Qual foi o sinal que Eliezer pediu a Deus, quando da escolha da noiva para Isaque?
5. Qual o símbolo que encontramos na viagem de Rebeca para Isaque?
 
1. Quando a fome assolou novamente Canaã, Isaque desceu para o Egito?
2. Qual o temperamento de Isaque ?
3. O que nos recomenda o autor da Epístola aos Hebreus?
4. De quem tomou Isaque o exemplo de pacificador?
5. Que atitude tomou Isaque quando os inimigos entulharam seus poços?
6. Que lição nos deixou Isaque?
l. O que Deus queria provar na vida de Abraão?
2. Em que consistiu a prova para Abraão?
3. Qual foi a emocionante pergunta de Isaque a seu pai? E qual foi a resposta de Abraão?
4. A que lugar se dirigiu Abraão para imolar a Isaque?
5. Que nome Abraão deu ao lugar, onde Isaque deveria ser imolado?
6. No sacrifício de Isaque existem símbolos do sacrifício de Jesus. Compare os mencionados:
* Abraão ofereceu Isaque.
* Isaque a caminho de Moriá.
* Abraão colocou seu filho sobre o altar.
* Isaque desceu do altar.
1. Qual a base da rivalidade entre os dois irmãos Jacó e Esaú?
2. Qual a mensagem de Deus para Rebeca antes do nascimento de seus filhos?
3. Qual foi a decisão soberana de Deus revelada a Rebeca?
4. Como Rebeca preparou Jacó, disfarçando-o de Esaú. para receber a bênção de seu pai?
5. Qual foi o brado de Esaú ao saber que seu irmão havia sido abençoado?
6. Qual a consequência imediata do engano de Jacó?
7. Qual foi a atitude de Jacó, ao saber que seu irmão vinha à frente de 400 homens, para acerto de contas?
 
1. Em que local se deu a morte de Sara?
2. Qual foi a resposta dos filhos de Hete, quando Abraão pediu para comprar um pedaço de terra para sepultar Sara?
3. Como Abraão conseguiu uma posição de liderança sobre os homens entre os quais peregrinava?
4. Qual o tipo de vida escolhido por Abraão em Canaã?
5. Qual o significado das sucessivas manifestações de Deus a Abraão sob diferentes nomes?
7. Quanto tempo de silêncio se seguiu após o episódio Agar-Ismael, e como Deus se apresentou ao aparecer a Abraão?
1. Quando e onde José conheceu a Deus?
2. O que indica a túnica de vários cores que Jacó deu a José?
3. Qual o motivo do ódio dos irmãos de José por ele?
4. Qual era a função de José na casa de Potifar?
5. O que foi que Faraó disse de José, após ouvir a interpretação de seus sonhos?
6. Quantos e quais foram as provas a que José submeteu os seus irmãos?
7. Qual foi a incumbência dos irmãos de José ao retornar a Canaã, levando trigo?
1. Com a chamada de Abrão, que
dispensação tem início?
 A Dispensação Patriarcal.
2. O que Deus exigiu de Abrão,ao chamá-lo?
Completa separação, obediência e fidelidade incondicionais.
3. Cite algumas características de Abrão.
Fé, obediência, piedade, coragem e compaixão.
1. Quem eram os visitantes recebidos por Abraão e Sara?  
Anjos de Deus, com a missão de destruir Sodoma e Gomorra. 
2. Qual a promessa do Senhor para Abraão e sua mulher?
Que lhes daria um filho, apesar da velhice de ambos.  
3. Ao saber dos planos de juízo divino, sobre Sodoma e Gomorra, que fez Abraão? 
Intercedeu por elas, por causa  dos justos que lá habitavam. 
 
1. Quantos reis se envolveram numa guerra, nos dias de Abraão?
Nove.
2. Que parente de Abraão foi capturado, nesta guerra?
E o, seu sobrinho.
3. Que sacerdote abençoou Abraão, depois desta guerra?
Melquisedeque.
4. Melquisedeque é o tipo de quem?
Jesus Cristo.
5. Com quem Abraão teve um filho, querendo ajudar a Deus, no cumprimento de sua promessa?
Com sua escrava Agar
1.Qual o principal pecado de Sodoma e Gomorra?
A sodomia. 
2. O que significa sodomia?
Qualquer prática ilícita do sexo.
3. O que aconteceu com a mulher de Ló?
Transformou-se numa estátua de sal.
4. Que pecado as filhas de Ló cometeram com o próprio pai?
O incesto.
1- Com quantos anos morreu Abraão?
Aos 175 anos de idade.
2- Quantos anos tinha Abraão quando Sara morreu?
Tinha 137 anos quando sua mulher morreu.
1. Qual o significado do nome Abraão?
R. “Pai fecundo”.
2. Em que cidade nasceu Abraão?
R. Ur dos caldeus, na antiga Suméria.
3. O que fez o Senhor em Siquém, logo após a morte do pai de Abraão?
R. Reafirmou as promessas e mostrou Canaã prometida.
4. Que “dispensação especial” Abraão inaugurou?
R. A dispensação da promessa.
5. O que o patriarca realizou em Betel?
R. Edificou um altar ao Senhor.
1. Em que país Abraão faltou com a verdade? 
R. Egito.
2. O que levou Abraão a migrar para o Egito?
R. A fome que assolava a terra prometida.
3. O que Ló levou em conta quando optou pelas campinas do Jordão?
R. As vantagens materiais.
4. Cite as conseqüências da avareza na família de Ló.
R. A esposa passou a amar a vida mundana de Sodoma, e suas filhas se corromperam.
5. Cite os aliados de Abraão na guerra em Canaã registrada em Gênesis capítulo 14.
R. Aner, Escol e Manre.
1. Por que contendiam os pastores de Ló e de Abraão?
R. Devido ao pouco espaço para os rebanhos.
2. Após os desentendimentos com seu tio Abraão, onde Ló decidiu habitar?
R. Em Sodoma e Gomorra. 
3. O que deve ser destacado quanto a obediência de Abraão?
R. Ele obedeceu a Deus sem questionar coisa alguma.
4. Neste episódio, que exemplos nos deixou o patriarca?
R. Exemplos de generosidade, fidelidade, hospitalidade, compaixão e coragem.
1. Cite os elementos materiais do sacrifício de Abraão.
R. Uma bezerra, uma cabra, um carneiro, uma rola e um pombinho.
2. O impedia Sara de gerar filhos?
R. Esterilidade e avançada idade.
3. De que forma Deus respondeu ao sacrifício de Abraão?
R. Com fogo.
4. Que lição podemos extrair do cativeiro egípcio?
R. Deus estabeleceu um tempo para cumprir sua palavra.
5. Com o que Deus comparou a descendência do patriarca?
R. Com as incontáveis estrelas do céu.
1. Que proposta fez o rei de Sodoma a Abraão, depois de vencerem a guerra?
R. Abraão ficaria com os despojos da guerra e ele, rei de Sodoma, com os servos de Abraão.
2. Que outra função exercia Melquisedeque, rei de Salém?
R. Sacerdote do Deus Altíssimo.
3. O que trouxe consigo Melquisedeque quando veio ao encontro de Abraão?
R. Pão e vinho. 
4.Qual o significado do nome Melquisedeque?
R. “Rei de justiça e “Rei de paz”.
1. Que outro nome recebe o pacto edêmico?
R. Dispensação da Inocência.
2. Quais os limites geográficos da terra prometida?
R. Desde o rio do Egito até ao grande rio Eufrates.
3. Cite as características dos primitivos ocupantes da terra prometida.
R. Hostis, idólatras, violentos e decaídos moralmente.
1. Qual o significado da palavra “teofania”?
R. “Aparição de Deus”.
2. Qual foi a primeira promessa divina feita a Abraão (Gn 12.2)?
R. “Farte-ei uma grande nação.” 
3. E a Segunda promessa?
R. “À tua semente darei esta terra.”
4. De quem originaram as nações árabes?
R. De Ismael, filho de Agar.
5. Que nome recebeu o “filho da promessa”?
R. Isaque.
1. Qual a nacionalidade de Agar, mãe de Ismael?
R. Egípcia.
2. Por que Abraão não agiu corretamente ao aceitar a sugestão de sua esposa Sara?
R. Porque ele deveria depender de Deus e de suas promessas.
3. Que significa a palavra “casa” no texto bíblico original?
R. Significa “descendência”.
4. Quais as conseqüências do nascimento de Ismael na família de Abraão? 
R. Discórdia e desarmonia entre Sara e Agar.
1. Por que os anjos foram a Sodoma e Gomorra?
R. Porque precisavam anunciar o juízo de Deus sobre aquele povo, ordenar a Ló e sua família a escaparem de lá.
2. O que diz a Bíblia a respeito dos moradores de Sodoma?
R. “Eram maus os varões de Sodoma, e grandes pecadores contra o Senhor” (Gn 13.13).
3. Como surgiu a palavra “sodomia”?
R. Surgiu em função da história de depravação de Sodoma.
4. Que tipo de punição recebeu a mulher de Ló?
R. Transformou-se em uma estátua de sal.
5. Como reagiram os genros de Ló diante da notícia da destruição daquelas cidades?
R. Com incredulidade e zombaria.
1. Por que Abraão não se surpreendeu diante da destruição de Sodoma e Gomorra?
R. Por que o Senhor já o havia revelado. 
2. Qual a função do sacerdote no Antigo Testamento? 
R. Representar o povo diante de Deus.
3. Quem podia exercer o sacerdócio no Antigo Testamento? 
R. Somente a linhagem de Arão.
1. Cite as três virtudes de Abraão provadas, segundo a lição.
R. O amor, a obediência e a fé.
2. Onde Abraão foi sacrificar Isaque?
R. No monte Moriá.
3. Diante do pedido de sacrifício, como reagiu Abraão?
R. Não questionou, nem duvidou; apenas creu e obedeceu.
4. O que o Senhor providenciou para substituir Isaque?
R. Um cordeiro.
5. O que prefigura o Moriá?
R. O Calvário.
1. Quem são os descendentes de Ismael?
R. Os povos árabes.
2. Em que região da Ásia habitam, atualmente, os descendentes de Ismael e Isaque?
R. Oriente Médio.
3. O que os descendente atuais de Ismael reivindicam?
R. O direito de posse da terra prometida aos descendentes de Isaque e a origem abraâmica de Ismael.
4. Qual a causa moral e espiritual da dispersão dos israelitas?
R. O pecado.

1. Qual o primeiro exemplo de autolatria que, cronologicamente, encontramos na História Sagrada?
R. O querubim ungido.
2. Por que veio o ungido querubim a revoltar-se contra Deus?
R. Porque queria uma glória superior a Deus.
3. O que levou nossos primeiros pais a quebrantarem o mandamento divino?
R. Deixaram-se iludir pela possibilidade de serem iguais a Deus (Gn 3.5).
1. Quem era Mamom?
R. É provável fosse ele originário da mitologia caldaica. Alguns o identificam como o senhor das riquezas e o deus dos avaros.
2. Que ordem deu Jacó aos seus familiares em um momento de crise?
R. “Tirai os deuses estranhos que há no meio de vós, e purificai-vos, e mudai as vossas vestes” (Gn 35.2).
3. Por que os israelitas foram expulsos de sua terra?
R. Em conseqüência da idolatria.
1. Quem foi Moloque?
R. O deus dos filhos de Amom.
2. Como era este ídolo adorado?
R. Com os seus adoradores oferecendo os seus filhos para serem queimados num ritual desumano e abominável.
3. Que instruções deixou o Senhor acerca do culto deste ídolo?
R. “E da tua semente não darás para a fazer passar pelo fogo perante Moloque; e não profanarás o nome de teu Deus. Eu sou o Senhor” (Lv 18.21).
1. Quem era Neustã?
R. Era aquela serpente de bronze que Deus mandara forjar em pleno Sinai a fim de que todos os mordidos pelas víboras ardentes olhassem para 
ela, e fossem de imediato curados.
2. Por que a arca da aliança trouxe transtornos a Israel?
R. Da aliança que o Senhor com eles estabelecera, faziam um amuleto.
1. O que é o bezerro de ouro segundo a lição de Gênesis?
R. É todo artifício utilizado para desviar-nos da verdadeira adoração.
2. Quais as causas da apostasia de Israel?
R. Os filhos de Israel caíram na apostasia devido a sua incredulidade.
3. Que significado tem o nome Gênesis?
R. “Origens” de todas as coisas.
4. Como foi dividido o livro de Êxodo?
R. Opressão, libertação de Israel e promulgação da Lei.
1. Que homens foram os veículos da revelação divina do Antigo Testamento?
R. Profetas, sacerdotes, sábios e reis.
2. De que materiais foram feitos os livros do Antigo Testamento?
R. Papiro e pergaminho.
3. Como são classificados os livros do Antigo Testamento?
R. Lei, livros históricos, poéticos e proféticos.
4. Quais as línguas originais do Antigo Testamento?
R. Hebraico e aramaico.
1- De que era feito o bezerro de ouro da idolatria de Israel?
0 bezerro de ouro: (Ex 32:1-6), feito de pendentes de ouro, por Arão em Substituição ao DEUS de Israel.
2- O que Moisés faz com o Bezerro de Ouro e com as Tábuas da lei?
Castigo à idolatria: (Ex 32:15-28), Moisés quebra as tábuas da lei e queimando e moendo o bezerro de ouro o lança no rio e dá de beber a todos; os filhos de Levi que não se prostituíram mataram neste dia uns três mil homens.  
3- O que Moisés fazia numa fenda de rocha?
Nova visão: (Ex 33:18-23), Moisés é colocado numa fenda de rocha, é coberto pela mão de DEUS e vê as costas de DEUS; não pôde ver a face para não morrer.
4- Como estava Moisés depois de 40 dias na presença de DEUS?
Rosto resplandecente: (Ex 34:29-35), a longa estada na presença de DEUS fez com que o rosto de Moisés resplandecesse de modo que quando falava ao povo cobria-se com um véu. (ler 2Co 3:15-18).
5- O que é o Tabernáculo?
Tabernáculo: (Ex 35-40), o Tabernáculo, figura do que existe no céu, foi construído no deserto segundo as ordens de DEUS(ver Hb 9:11-24)  
6- O que havia no Tabernáculo?
Pia, Candelabro, Altar de Incenso, Arca e Propiciatório e Querubins sobre a Arca. Dentro da Arca: Vaso com Maná, Tábuas da Lei e Vara de Arão.
1. Destaque duas provas bíblicas da autoridade mosaica do Pentateuco (uma  no próprio Pentateuco e outra no Novo Testamento).
R. Deuteronômio 31.24-26 e Marcos 12.26.
 
1.Quais pessoas compunham a família de Moisés?
Seu pai e sua mãe : (Ex 6:20), Eram 
Anrão (viveu 137 anos) e Joquebede, 
 
Seu Irmão: (Ex 4:14), Arão, o levita 
 
Sua Irmã: (Ex 15:20), Miriã.
 
2- A que Tribo pertencia Moisés? 
(Ex 2:1), Casa de Levi.
 
3.Quando nasceu Moisés? 
(Ex 2:2), Por volta de 1520 a.C., concebeu Joquebede.
 
4. Quantos anos viveu Moisés como príncipe do Egito?
40 anos
1- Por quem foi adotado Moisés?
 (Ex 2:4-10), A irmã de faraó, possivelmente Hatshepsut , princesa, filha de Totmés, o adotou como filho e portanto príncipe dos egípcios.
2- Qual a origem do nome "Moisés"?
(Ex 2:10), "Porque das águas o tenho tirado."
3- Como foi a educação recebida por Moisés?
(At 7:22), Instruído em toda a ciência do Egito e poderoso em palavras e obras; excelente escritor (o mais provável escritor do Pentateuco, Ex 17:14; 24:4; 34:27; At 15:21); exímio lutador (Ex 2:12); conhecedor de táticas de guerra e comando; matemático; astrônomo, conhecedor de geografia e ciências ocultas; pastor de ovelhas; legislador e sacerdote.
4- De que maneira Moisés se identificou com seu povo?
(Hb 11:25,26), Escolhendo antes ser maltratado com o povo de DEUS, deixando fama, poder, riqueza e glória daqui, da terra, pois esperava coisas melhores e mais excelentes, eternas, no céu, junto a JESUS CRISTO.  
5- De que maneira Moisés tentou ajudar seu povo em princípio?
Tentando ajudar seu Povo: (Ex 2:11,12), Viu o sofrimento do povo e tentou livrá-los, matando um egípcio (tentando à sua própria maneira sem saber a de DEUS).  
1a praga: (Ex 7:14-25), As águas do rio Nilo, sagradas para os egípcios, se tornaram em sangue.
2a Praga: (Ex 8:1-15), Invasão de rãs sobre toda a terra do Egito.  
3a Praga (Ex 8:16-19), Pó da terra tomado em piolhos. "Isto é o dedo de DEUS", disseram os magos a faraó.  
4a Praga: (Ex 8:20-32), Enxames de moscas sobre os egípcios, não sobre a terra de Gósen, onde moravam os hebreus
5a Praga: (Ex 9:1-7), Pestilência gravíssima sobre os animais do Egito causando morte aos mesmos. Separação entre os animais do Egito e dos filhos de Israel.
6a Praga: (Ex 9:8-12), Cinza de forno tomado em pó miúdo que causava sarna e úlceras nos homens e gado por toda a terra do Egito.
7a Praga: (Ex 9:13-25), Chuva de saraiva que feriu em toda a terra do Egito a todos os homens e animais que não estavam protegidos na terra de Gósen.
8a Praga: (Ex 10:1-20), A terra do Egito foi toda coberta por uma nuvem de gafanhotos que comeram toda a erva e fruto da terra.  
9a Praga: (Ex 10:21-29), Espessas trevas em toda a terra do Egito por 3 dias, menos na terra de Gósen.  
10a Praga: Morte dos primogênitos = Páscoa: (significa "passar por cima", saltar, Ex 12:1-28),  
1- Como Moisés se deu em sua primeira tentativa de ajudar seu povo?
Não Compreendido: (Ex 2:14; At 7:22-28), Acusado de assassinato.
2- Para onde fugiu Moisés ao ser acusado?
 (Ex 2:15; At 7:28,29), Fugiu de faraó para a terra de Mídia ( Edom).
3- Quanto tempo esteve Moisés em Midiã, cuidando de ovelhas?
40 anos (At 7:23-30)
4- Com quem se casou Moisés?
(Ex 2:21), Zípora, mulher provavelmente morena escura(Cusita).  
5- Como Moisés foi chamado por DEUS?
(Ex 3; At 7:30-35), Havia ali muitas sarças mas só uma ardia e não se consumia com o fogo santo do senhor. "Tira as sandálias dos teus pés porque o lugar que pisas, santo é."
6- Quais reações teve Moisés quando chamado por DEUS?  SUA RECUSA E MOTIVOS:
Sem visão espiritual e humilde.
a) Pessoal: (Ex 3:11), "Quem sou eu."
b) Povo: (Ex 4:1), "Como saberão que foi DEUS que me enviou?"
c) Eloqüência: (Ex 4:10,11), "Pesado de boca e língua."
d) Substituição: (Ex 4:13), Envia a outro que o senhor escolher.  
7- Quando se deu a primeira Páscoa?
A partir do primeiro mês do ano (Abibe).
8- Até quando deveria ser ensinada a páscoa aos hebreus e seus descendentes?
Guardar e comemorar para sempre como testemunho para os mais jovens.
9- Quantos anos os Hebreus haviam passado no Egito?
(Ex 12:40), 430 anos fora da terra prometida
1- O que significa a palavra ÊXODO?
WE'ELLEN = São estes os nomes
 
2- Quantos eram os hebreus quando partiram para a Terra Prometida?
(Ex 12:27-38), uma multidão de mais ou menos três milhões de pessoas, todos com um mesmo coração, regozijando-se com a libertação dada por DEUS (SI 105:43).
3- Como DEUS providenciou a caminhada de seu povo pelo deserto
As colunas: (Ex 13:21), uma coluna de nuvem para os guiar e proteger do sol de dia; à noite, uma coluna de fogo para os guiar e aquecer durante a longa caminhada.
 
4- Como foram perseguidos os hebreus ao saírem do Egito?
A perseguição: (Lx 14:1-9), encurralados pelas montanhas dos dois lados e o exército de Faraó por trás ainda tinham o mar Vermelho pela frente.
 
5- Como os hebreus escaparam da perseguição de Faraó e seu exército?
0 livramento: (Ex 14:13-31), o mar foi fendido ao meio para que o povo passasse a seco, mas quando seus perseguidores estavam passando o mar foi fechado e DEUS foi glorificado.
 
6- O que aconteceu em Mara e Elim?
Mara e Elim: (Ex 15:23-27), águas de Mara eram amargas e se tomaram doces (povo provado). Em Elim DEUS os faz descansar, ali havia doze fontes d'água e setenta palmeiras.
7- O que é Maná e como era servido?
Maná: (Ex 16:14,15), Man no hebraico, foi o alimento dado por DEUS por quarenta anos, coisa miúda e redonda que deveria ser colhido todos os dias menos no sábado; deveria ser: moído, cozido e comido, assim como a Palavra de DEUS deve ser lida, meditada e guardada no coração para alimento espiritual (Mt 4:4). JESUS disse em Jo 6:35: "Eu sou o pão da vida".
1- O que se deu em Massá e Meribá?
Água da rocha: (Ex 17:1-7).
Lugar chamado Massá e Meribá por causa da contenda do povo com Moisés, o SENHOR fez ali sair água da rocha. JESUS disse em Jo 7:37: "Se alguém tem sede venha a Mim e beba"
2- Como os Israelitas venceram a luta contra os Amalequitas?
Vitória na cooperação: (Ex 17:8-13), com as mãos levantadas Moisés intercedia por Josué e o exército de Israel contra os Amalequitas; Arão e Hur sustentavam as mãos de Moisés e o SENHOR lhes deu vitória. "Seja o levantar das minhas mãos como o sacrifício da tarde." (SI 141:2B)
3- Cite os nomes dos filhos de Moisés e seu significado:
 Os filhos de Moisés: (Ex 18:1-4), Gerson = foi peregrino em terra estranha Eliezer = o DEUS de meu pai foi minha ajuda.
4- De que maneira o sogro de Moisés o ajudou?
O povo e Moisés estavam se desfalecendo pelas horas de entrevistas e consultas a DEUS desde a manhã até à tarde, quando o sogro de Moisés, Jetro, o aconselhou a arranjar auxiliares.
5- Cite o decálogo dado por DEUS a Moisés:
a)  Amar a Deus sobre todas as coisas.
b)  Não terás outros deuses diante de Mim.
c)  Não tomarás o nome do SENHOR DEUS em vão.
d)  Santificarás o sábado.
e)  Honra teu pai e tua mãe.
f)   Não matarás.
g)  Não adulterarás.
h)  Não furtarás.
i)   Não darás falso testemunho.
j)   Não cobiçarás o que é alheio.        

Êxodo:
 Esboço
I. Opressão dos Hebreus no Egito (1.1—11.10)
A. Sofrimentos dos Oprimidos (1.1-22)
B. Preparação do Libertador (2.1— 4.31)
1. Nascimento de Moisés e Seus Primeiros Quarenta Anos (2.1-15a)
2. Exílio de Moisés e o Seu Segundo Período de Quarenta Anos (2.15b - 25)
3. Chamada de Moisés e Seu Regresso ao Egito (3.1— 4.31)
C. Luta com o Opressor (5.1—11.10)
1. A Petição: Deixa Meu Povo Ir (5.1-3)
2. A Resposta: Perseguição Tirânica de Faraó (5.4-21)
3. A Garantia: O Senhor Manifestará Seu Senhorio (5.22 — 7.13)
4. O Recurso: As Dez Pragas (7.14 — 11.10)
II. Livramento dos Hebreus do Egito (12.1—13.16). (N do R - Aqui começa o 3o período de 40 anos da vida de Moisés; cf. At 7.36)
A. Livramento na Páscoa: Redenção pelo Sangue (12.1—15.21)
B. Livramento no Mar Vermelho: Redenção pelo Poder (13.17—14.31)
C. Cânticos do Livramento: Louvor ao Redentor (15.1-21)
III. Ensinamento a Israel a Caminho do Monte Sinai (15.22—19.2)
A. A Prova da Adversidade e o Cuidado Providente de Deus (15.22—19.2)
1. A Primeira Prova: Águas Amargas em Mara (15.22-27)
2. A Prova da Fome: Provisão de Codornizes e Maná (16.1-36)
3. A Prova da Sede: Água em Refidim (17.1-7)
4. A Prova do Combate: A Luta com Amaleque (17.8-16)
B. O Conselho Sábio de Jetro (18.1-27)
IV. O Pacto de Deus com Israel no Monte Sinai (19.3—24.18)
A. Instruções Preparatórias a Moisés (19.3—24.18)
B. Os Dez Mandamentos: Diretrizes de Vida e Conduta sob o Concerto (20.1-17)
C. Ordenanças Preventivas do Relacionamento Pactual (20.18—23.19)
D. Promessas Concernentes à Terra Prometida (23.20-33)
E. Ratificação do Concerto (24.1-18)
V. Normas de Adoração a Deus por Israel, no Monte Sinai (25.1— 40.38)
A. Instruções a Respeito do Tabernáculo (25.1— 27.21)
B. Instruções a Respeito dos Sacerdotes (28.1— 31.18)
C. O Pecado de Idolatria (32.1— 34.35)
D. Implementação das Instruções Divinas (35.1— 40.38)
 Autor:  Moisés  Tema:  A Redenção  Data:  Cerca de 1445-1405 a.C.
 Considerações Preliminares
Êxodo dá continuidade à narrativa iniciada em Gênesis. O título do livro, deriva da palavra grega exodos (título empregado na Septuaginta, a tradução do AT em grego), que significa “saída” ou “partida”. Refere-se à poderosa libertação de Israel, efetuada por Deus, tirando-o da escravidão do Egito, e à sua partida daquela terra, como povo de Deus.
Dois pontos relacionados com o livro de Êxodo têm causado muita controvérsia: a data do êxodo de Israel ao sair do Egito e a autoria do dito livro. (1) Duas datas diferentes para o êxodo são propostas pelos eruditos. (a) Uma “data recuada” (também chamada a data bíblica), derivada de 1 Reis 6.1, onde está dito que o êxodo ocorreu 480 anos antes do quarto ano do reinado de Salomão. Esta declaração estabelece a data do êxodo em 1445 a.C. Por outro lado, em Juízes 11.26, Jefté (cerca de 1100 a.C.) afirma que Israel ocupara sua própria terra já há 300 anos, o que permite datar a conquista de Canaã, assim a conquista fica datada em aproximadamente 1400 a.C. Essa cronologia do êxodo, a da conquista de Canaã e a do período dos juízes encaixam-se
bem nos eventos datáveis da história dos três primeiros reis de Israel (Saul, Davi e Salomão). (b) Os críticos liberais da Bíblia propõem uma “data posterior” para o êxodo, em cerca de 1290 a.C., com base em suposições a respeito dos governantes egípcios, bem como uma data arqueológica do século XIII a.C. sobre a destruição de cidades cananéias durante a conquista de Canaã. (2) Há também discordância entre os eruditos bíblicos conservadores e liberais, no tocante à autoria mosaica do livro de Êxodo. (a) Intérpretes modernos geralmente consideram o livro como uma obra conjunta, preparada por vários escritores e completada num período da história de Israel muito posterior aos tempos de Moisés (a chamada teoria JEDP). (b) Por outro lado, a tradição judaica desde os tempos de Josué (Js 8.31-35), bem como o testemunho de Jesus (cf. Mc 12.26), do cristianismo primitivo, e da erudição conservadora contemporânea, todos atribuem a Moisés a origem do livro (ver a introdução a Deuteronômio). Além disso, a evidência interna do livro apóia a autoria de Moisés. Pormenores numerosos em Êxodo indicam que o autor foi testemunha
ocular dos eventos registrados no livro (e.g., 2.12; 9.31,32; 15.27). Além disso, trechos do próprio livro dão testemunho da participação direta de Moisés na sua escrita (e.g., 17.14; 24.4; 34.27).
Propósito
Êxodo foi escrito para que tivéssemos um registro permanente dos atos históricos e redentores de Deus, pelos quais Israel foi liberto do Egito e organizado como a sua nação escolhida. Pelos mesmos atos divinos, Israel também recebeu a revelação escrita, do concerto entre Deus e aquela nação. Também foi escrito como um elo extremamente importante da auto-revelação geral e progressiva de Deus, que culminou na pessoa de Jesus Cristo e no NT.
 Visão Panorâmica
O livro de Êxodo começa com a descrição do sofrimento dos descendentes de Jacó no Egito, a saber: opressão, escravidão e infanticídio, e termina com a presença, o poder e a glória de Deus manifestos no Tabernáculo, no meio do seu povo já liberto, no deserto. Êxodo divide-se em três seções principais.
(A) Os caps. 1 — 14 revelam Israel no Egito, oprimido por um faraó que não conhecia José, e Deus então redimiu Israel “com braço estendido e com juízos grandes” (6.6). Entre os eventos portentosos dessa parte da história de Israel, estão: (1) o nascimento de Moisés, sua preservação e preparação (cap. 2); (2) a chamada de Moisés na sarça ardente (3 — 4); (3) as dez pragas (7 — 12); (4) a Páscoa (cap. 12) e (5) a travessia do mar Vermelho (13 — 14).
O êxodo de Israel para fora do Egito é declarado em todo o AT como a mais grandiosa experiência de redenção do velho concerto. (B) Os caps. 16 — 18 descrevem Israel no Deserto, a caminho do monte Sinai. Deus guiou seu povo redimido por meio de uma nuvem e uma coluna de fogo e proveu maná, codornizes e água, exercitando assim seus redimidos a andar pela fé e pela obediência. (C) Os caps. 19 — 40 registram Israel no monte Sinai, recebendo de Deus a revelação que abarcou (1) o concerto (cap. 19), (2) o decálogo (cap. 20) e (3) o Tabernáculo e o sacerdócio (25 — 31). O livro termina com o Tabernáculo inaugurado e transbordante da glória de Deus (cap. 40).
Características Especiais
Cinco características distinguem Êxodo. (1) As circunstâncias históricas do nascimento de Israel como nação. (2) O Decálogo, i.e., os dez mandamentos (cap. 20), que é a suma feita por Deus da sua lei moral e das suas justas exigências para o seu povo. Nela, temos o fundamento da ética e da moralidade bíblicas. (3) É o livro do AT que mais destaca a graça redentora e o poder de Deus em ação. Em termos do AT, Êxodo descreve o caráter sobrenatural da libertação que Deus efetuou do seu povo, livrando-o do perigo e da escravidão do pecado, de Satanás e do mundo. (4) O livro inteiro está repleto da revelação majestosa de Deus, como (a) glorioso nos seus atributos, (veraz, misericordioso, fiel, santo e onipotente); (b) Senhor da história e dos reis poderosos; (c) o Redentor que faz um concerto com os seus redimidos; (d) justo e reto, assim revelado na sua lei moral e nos seus juízos e (e) digno da adoração reverente, como o Deus transcendente que desce para “tabernacular” com o seu povo, i.e., habitar com o seu povo (cf. Jo 1.14 no gr.). (5) Êxodo enfatiza o “como?”, “o quê?” e o “por quê?” do verdadeiro culto que deve seguir-se à redenção que Deus efetua dos seus.
O Livro de Êxodo e Seu Cumprimento no NT
A prefiguração da redenção que temos no novo pacto, é evidente em todo o livro de Êxodo. A primeira Páscoa, a travessia do mar Vermelho e a outorga da lei no monte Sinai são, para o velho concerto, aquilo que a vida, morte e ressurreição de Jesus, e a outorga do Espírito Santo no Pentecoste, são para o novo concerto. Os tipos de Êxodo que prenunciam Cristo e a redenção no NT são: (1) Moisés, (2) a Páscoa, (3) a travessia do mar Vermelho, (4) o maná, (5) a rocha e a água, (6) o Tabernáculo, e (7) o sumo sacerdote. As exigências morais absolutas dos dez mandamentos são repetidas no NT, para os crentes do novo concerto.
 
 
Home
Estudos
EBD
Discipulado
 Mapas
Figuras1
 Figuras2
Fotos
Igreja
Link's
Corinhos
Download
Eu