Home
Estudos
EBD
Discipulado
 Mapas
Figuras1
 Figuras2
Fotos
Igreja
Link's
Corinhos
Download
    Eu
 
 
 
 
A mocidade deve preparar-se para a velhice e para a morte 
1 Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem  os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento; 2 antes que se escureçam o sol, e a luz, e a lua, e as estrelas, e tornem a vir as nuvens depois da  chuva; 3 no dia em que tremerem os guardas da casa, e se curvarem os homens fortes, e cessarem os  moedores, por já serem poucos, e se escurecerem os que olham pelas janelas; 4 e as duas portas da rua se fecharem por causa do baixo ruído da moedura, e se levantar à voz das  aves, ce todas as vozes do canto se baixarem; 5 como também quando temerem o que está no alto, e houver espantos no caminho, e florescer a  amendoeira, e o gafanhoto for um peso, e perecer o apetite; porque o homem se vai à sua 4eterna  casa, de os pranteadores andarão rodeando pela praça; 6 antes que se quebre a cadeia de prata, e se despedace o copo de ouro, e se despedace o  cântaro junto à fonte, e se despedace a roda junto ao poço, 7 e o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu. 8 Vaidade de vaidade, diz o Pregador, tudo é vaidade. 9 E, quanto mais sábio foi o Pregador, tanto mais sabedoria ao povo ensinou; e atentou, e  esquadrinhou, e compôs muitos provérbios. Todo o dever do homem consiste em temer a Deus e em guardar os seus mandamentos  10 Procurou o Pregador achar palavras agradáveis; e o escrito é a retidão, palavras de verdade. 11 As palavras dos sábios são como aguilhões e como pregos bem fixados pelos mestres das  congregações, que nos foram dadas pelo único Pastor. 12 E, de mais disso, filho meu, atenta: não há limite para 5fazer livros, e o muito estudar enfado é da  carne. 13 De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos;  porque este é o dever de todo homem. 14 Porque Deus há de trazer a juízo toda obra e até tudo o que está encoberto, quer seja  bom, quer seja mau.
Comentários de Ev.Luiz Henrique
###1-Os mais velhos (como era agora o caso de Salomão), não sentem tanto prazer em viver, antes prefeririam descansar na eternidade com DEUS (ou seja: Ficar livre do fardo pesado que é o corpo).
###2-Escurecer o sol quer dizer que o velho já vê o dia claro como escuro por causa da pouca visão.
###3-A beleza dos astros já não é discernida pela visão embaçada.
###4-Após a chuva deveria ver claro mas não parece que clareou devido à visão escurecida.
###5-Tremerem as guardas da casa faz alusão aos braços(guardas) que tremem com as mãos tremulantes do corpo (casa).
###6-Os velhos já não andam eretos e sim curvados.
###7-Moedores são os dentes que já são poucos.
###8-os que olham pela janela: novamente referindo-se aos olhos fracos.
###9-As portas da rua são as falhas nos dentes que já não fazem barulho e estão sem forças para mastigar no comer.
###10-Se levantar à voz das aves refere-se ao levantar pela madrugada por falta do sono e ainda por cima não conseguir ouvir a esta hora o lindo cantar dos pássaros pela manhã cedo.
###11-O temor de bater a cabeça e de andar sozinho.
###12-O gafanhoto estiver destruindo as plantações e não puder detê-los.
###13-O apetite não dá mais a fome dos alimentos antes tão desejados .
###14-A morte é chegada e os amigos andarão pelas praças lembrando e comentando sobre o que se foi.
###15-Quebra de tudo o que pegue à mão, tudo perde o valor material e só o que importa agora é o lugar para onde ir após a morte.
###16-Antes que tudo volte a ser o que era antes da criação, ou seja: O espírito e a alma voltem a DEUS, o corpo volte a ser pó pois se deteriorará devido à necrose.
###17-No final da vida de Salomão ele descreve a tristeza da velhice, se arrepende de não ter vivido mais para DEUS e para fazer sua obra e então aconselha aos mais jovens a aproveitarem enquanto têem o vigor físico e trabalharem para o Senhor, temendo-o e amando-o de todo o coração e de todo o entendimento, pois o resto tudo é vaidade.
No Cap. 12:6, é uma descrição poética da morte; como “cadeia de prata”, descreve a espinha dorsal; o “copo de ouro” é a caixa craniana; o cântaro” são os pulmões; a “roda” é o coração. Sem pretendermos afirmar que Salomão fosse inspirado a revelar algo positivo sobre a circulação do sangue, 26 séculos antes que um cientista a revelasse, veja-se a assombrosa linguagem que ele usa, e que evoca a figura “duma roda puxando água através dum cano para despejar noutro”.
 
Agora comentários da BEP -CPAD
 
12.1-7 LEMBRA-TE DO TEU CRIADOR NOS DIAS DA TUA MOCIDADE. "Lembrar-se", na Bíblia,  sempre subentende ação; e.g., quando Deus se "lembrou" de Abraão (Gn 19.29), Ele interveio na  sua vida para o seu bem. Por isso, lembrar-nos do nosso Criador importa em agir da maneira que  Ele estabeleceu quando nos criou. De Deus vem a vida, e com ela as oportunidades que nos  advêm com a juventude. É somente com a ajuda do Espírito Santo que conseguimos 
"lembrar-nos" de Deus, à medida que somos revestidos "do novo homem, que, segundo Deus, é  criado em verdadeira justiça e santidade" (Ef 4.24); e devemos, assim, viver antes que venha a  morte. Os versículos 3-7 apresentam um quadro vívido do processo de envelhecimento do corpo  físico, processo este que culmina na morte. Há conforto, porém, no fato de que nossa pessoa  interior "se renova de dia em dia" (2 Co 4.16).
12.7 O PÓ VOLTE À TERRA... O ESPÍRITO VOLTE A DEUS. Este versículo faz uma distinção  entre o aspecto da pessoa humana que fica na terra, no momento da morte, e o que volta a Deus. 
12.8 TUDO É VAIDADE. 
12.11 AS PALAVRAS DOS SÁBIOS SÃO COMO AGUILHÕES. As sábias palavras da verdade,  provenientes do único Pastor divino agem: 
(1) como vara de ferrão (i.e., vara com aguilhão) para  nos conservar no caminho certo; e 
(2) como pregos para fixar a verdade em nossa mente. A  Palavra de Deus, portanto, é muito mais valiosa do que todos os livros do saber humano.
12.13 TEME A DEUS E GUARDA OS SEUS MANDAMENTOS. Todo o livro de Eclesiastes  deve-se interpretar segundo o contexto deste seu penúltimo versículo. Salomão começou com  uma avaliação negativista da vida como vaidade, algo irrelevante, mas no fim ele conclui com um  sábio conselho, a indicar onde se pode encontrar o sentido da vida. No temor de Deus, no amor a  Ele e na obediência aos seus mandamentos, temos o propósito e a satisfação que não existem 
em nada mais.
12.14 PORQUE DEUS HÁ DE TRAZER A JUÍZO TODA OBRA. A mensagem final do livro de  Eclesiastes faz-nos lembrar de uma verdade solene e inalterável: a prestação de contas do ser  humano perante Deus, por todos os seus atos. O Senhor julgará a todos nós, crentes e  incrédulos, i.e., todos os nossos atos, bons e maus (cf. Rm 14.10,12; 2 Co 5.10; Ap 20.12,13).  Quem negligenciou ou rejeitou a graça redentora de Deus não estará justificado no dia do 
julgamento.
 
A NATUREZA HUMANA

Ec 12.6,7 [Lembra-te do teu Criador] “antes que se quebre a cadeia de prata, e se despedace o copo de ouro, e se despedace o cântaro junto à fonte, e se despedace a roda junto ao poço, e o pó volte à 
terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu.”

De todas as criaturas que Deus fez, o ser humano é incomparavelmente superior e também a mais complexa. Por seu orgulho, no entanto, o ser humano comumente se esquece de que Deus é o seu Criador, que ele é um ser criado, e que depende de Deus. Este estudo examina a perspectiva bíblica da natureza humana.

A NATUREZA HUMANA À IMAGEM DE DEUS. 
(1) A Bíblia ensina claramente que Deus, mediante decisão especial criou a raça humana, à sua imagem e semelhança (Gn 1.26,27). Portanto, nem Adão nem Eva são produtos de evolução (Gn 1.27; Mt 19.4; Mc 10.6; ver o estudo A CRIAÇÃO). Por terem sido criados à semelhança de Deus. Adão e Eva podiam comunicar-se com Deus, ter comunhão com Ele e espelhar o seu amor, glória e santidade (ver Gn 1.26 nota). 
(2) Note-se pelo menos três diferentes aspectos da imagem de Deus na raça humana (ver Gn 1.26 nota): Adão e Eva tinham semelhança moral com Deus, por serem justos e santos (cf. Ef 4.24), com um coração capaz de amar e também determinado a fazer o que era bom. Tinham semelhança com Deus na inteligência, pois foram criados com espírito, emoções e capacidade de escolha (Gn 2.19,20; 3.6,7). Deus plasmou no ser humano a imagem em que Ele mesmo lhe apareceria visivelmente no AT (Gn 18.1,2), e na forma que seu Filho um dia tomaria (Lc 1.35; Fp 2.7). (3) Quando Adão e Eva pecaram, essa imagem de Deus neles, foi seriamente danificada, mas não totalmente destruída. 
(a) Inevitavelmente, a semelhança moral de Deus, no homem, ficou arruinada quando Adão e Eva pecaram (cf. Gn 6.5); deixaram de ser perfeitos e santos e passaram a ser propensos ao pecado; propensão esta, ou tendência que transmitiram aos filhos (cf. Gn 4.; ver Rm 5.12 nota). O NT confirma o estrago da imagem de Deus no homem, quando declara que o crente redimido deve ser renovado segundo a semelhança moral de Deus (cf. Ef 4.22,24; Cl 3.10); e 
(b) Apesar de o ser humano ser pecador como é, ainda retém uma porção elevada da semelhança de Deus, na sua inteligência, e na capacidade de comunhão e comunicação com Ele (cf. Gn 3.8-19; At 
17.27,28).
COMPONENTES DA NATUREZA HUMANA. A Bíblia revela que a natureza humana, criada à imagem de Deus, é trina e una, composta de três componentes, a saber: espírito, alma e corpo (1Ts 5.23; Hb 4.12). 
(1) Deus formou Adão do pó da terra (seu corpo) e soprou nas suas narinas o fôlego da vida (seu espírito), e ele tornou-se um ser vivente (sua alma: Gn 2.7). A intenção de Deus era que o ser humano, pelo comer da árvore da vida e pela obediência à sua proibição de comer da árvore do conhecimento do bem e do mal, nunca morresse, mas vivesse para sempre (cf. Gn 2.16,17; 3.22-24). Somente depois da morte entrar no mundo, como resultado do pecado humano, é que passou a haver a separação da pessoa, em pó que volta à terra e no espírito que volta a Deus (Gn 3.19; 35.18,19; Ec 
12.7; Ap 6.9). Noutras palavras, a separação entre o corpo, por um lado, e o espírito e a alma, por outro, é resultado do juízo divino sobre a raça humana por causa do pecado, e esse juízo somente será removido mediante a ressurreição do corpo no último dia. 
(2) A alma (hb. nephesh; gr. psyche ), freqüentemente traduzida por “vida”, pode ser definida, de modo resumido, como os aspectos imateriais da mente, das emoções e da vontade, no ser humano, 
resultantes da união entre o espírito e o corpo. A alma, juntamente com o espírito humano, continuará a existir após a morte física da pessoa. A alma está tão ligada à natureza imaterial do ser humano, que, às vezes, o termo “alma” é usado como sinônimo de “pessoa” (e.p. Lv 4.2; 7.20; Js 20.3). O 
corpo (hb. basar ; gr. soma ) pode ser definido, em resumo, como o componente do ser humano que volta ao pó quando a pessoa morre (às vezes, é chamado “carne”). O espírito (hb. ruach; gr. pneuma) pode ser definido, em resumo, como o componente imaterial do ser humano, em que reside nossa 
faculdade espiritual, inclusive a consciência. É principalmente através desse componente que se tem comunhão com o Espírito de Deus. 
(3) Desses três componentes, que constituem a completa natureza humana, somente o espírito 
e a alma são indestrutíveis e sobrevivem à morte, para então seguirem para o céu (Ap 6.9; 20.4) ou para o inferno (cf. Sl 16.10; Mt 16.26). Quanto ao corpo, a Bíblia ensina repetidamente que enquanto o crente aqui viver, deve cuidar bem do seu corpo, através da sua conservação, isento de imoralidade e de iniqüidade (Rm 6.6,12,13; 1Co 6.13-20; 1Ts 4.3,4) e da sua dedicação ao serviço de Deus (Rm 6.13; 12.1). O corpo dos salvos será transformado no dia da ressurreição, quando então a sua redenção estará completa; isto para os que estão em Cristo Jesus.

. Quando Deus criou o ser humano, Ele lhe confiou várias responsabilidades. 
(1) Deus o criou à sua própria imagem a fim de poder manter comunhão com ele, de modo amoroso 
e pessoal por toda eternidade, e para que ele o glorificasse como Senhor. Deus desejava de tal maneira que o ser humano o amasse, o glorificasse, e vivesse em santidade e justiça diante dEle, que quando Satanás induziu Adão e Eva à rebelião e desobediência a Deus, o Senhor prometeu que enviaria um Salvador a fim de redimir o mundo (ver Gn 3.15). 
(2) Era a vontade de Deus que o ser humano o amasse acima de tudo e amasse o seu próximo como a si mesmo. Esse duplo mandamento do amor, resume a totalidade da lei de Deus (Lv 19.18; Dt 6.4,5; Mt 22.37-40; Rm 13.9,10). 
(3) Também no Jardim do Éden, Deus estabeleceu a instituição do casamento (Gn 2.21-24). O propósito de Deus é que o casamento seja monogâmico e vitalício (cf. Mt 19.5-9; Ef 5.22-33). Dentro dos limites do casamento, Deus ordenou que a raça humana fosse frutífera e se multiplicasse (Gn 1.28; 9.7). O homem e a mulher deviam gerar filhos tementes a Deus, no ambiente do lar. Deus vê 
a família cristã e a criação de filhos, sob a convivência salutar doméstica, como uma alta prioridade no mundo (ver Gn 1.28 nota). 
(4) Deus também ordenou que Adão e seus descendentes sujeitassem a terra. Ele disse: “dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra” (Gn 1.28). Ainda no Jardim do Éden, a Adão foi confiada a responsabilidade de cuidar do jardim e de dar nomes aos animais (Gn 2.15,19,20). 
(5) Note-se que quando Adão e Eva pecaram por comerem do fruto proibido, eles perderam parte do seu domínio sobre o mundo, a qual foi entregue a Satanás que, agora como “deus deste século”, (2Co 4.4) controla este presente mundo mau (ver 1Jo 5.19 nota; cf. Gl 1.4; Ef 6.12). Ainda assim, 
Deus espera que os crentes cumpram o seu divino propósito quanto à terra, a saber: cuidar devidamente dela; dedicar tudo dela a Deus e administrar sua criação de modo a glorificar a Deus (cf. Sl 8.6-8; Hb 2.7,8). 
(6) Por causa da presença do pecado no mundo, Deus enviou o seu Filho Jesus para redimir o mundo. A tarefa transcendente de transmitir a mensagem do amor redentor de Deus foi confiada aos salvos, pois foi a eles que Ele chamou para serem testemunhas de Cristo e da sua salvação, até aos confins da terra (Mt 28.18-20; At 1.8) e para serem luz do mundo e sal da terra (Mt 5.13-16).
Home
Estudos
EBD
Discipulado
 Mapas
Figuras1
 Figuras2
Fotos
Igreja
Link's
Corinhos
Download
    Eu