Home
Estudos
EBD
Discipulado
 Mapas
Figuras1
 Figuras2
Fotos
Igreja
Link's
Corinhos
Download
 Eu

 

 

 

TRABALHO
DE HISTÓRIA
DOS HEBREUS
Primeira Fase Na Vida De Moisés - 40 Anos Grande
Segunda Fase Na Vida De Moisés - 40 Anos Pequeno
Terceira Fase Na Vida De Moisés - 40 Anos Liderando
Reaparecimento De Moisés - Glória
Linha De Tempo Da Vida De Moisés - Resumo
Bibliografia

 

FAETEL

FACULDADE DE EDUCAÇÃO TEOLÓGICA LOGOS

IMPERATRIZ - MA - 20/07/96

MOISÉS, UM HOMEM QUE CONHECEU DEUS

FACE A FACE (Dt 34:10)

PROFESSOR: OLIVIR APOLIDORO

ALUNO: LUIZ HENRIQUE DE ALMEIDA SILVA

I- PRIMEIRA FASE DA VIDA DE MOISÉS:

40 anos no Egito, aprendendo a ser "GRANDE", treinando para comandar uma grande multidão.

 

        Egito hoje

 

1 - SUA FAMÍLIA:

 

1.1- Seu pai e sua mãe : (Ex 6:20), Eram Anrão (viveu 137 anos) e Joquebede.

 

1.2- Tribo a que pertencia: (Ex 2:1), Casa de Levi.

 

l .3- Seu Irmão: (Ex 4:14), Arão, o levita.

 

1.4- Sua Irmã: (Ex 15:20), Miriã.

 

2- SEUS PRIMEIROS ANOS:

 

2.1- Seu Nascimento: (Ex 2:2), Por volta de 1520 a.C., concebeu Joquebede.  

 

2.2- Criança Incomum: (Ex 2:2; At 7:20), Muito formoso.

 

2.3- Providência Divina: (Ex 2:3), "Sem mais poder escondê-lo, colocou-o no rio dentro de uma arca de juncos."

 

2.4- Adoção: (Ex 2:4-10), A irmã de faraó, possivelmente Hatshepsut , princesa, filha de Totmés, o adotou como filho e portanto príncipe dos egípcios.

2.5- Origem de seu Nome: (Ex 2:10), "Porque das águas o tenho tirado."

Rio Nilo
Moisés = Tirado das águas

                                                                                  

      

3-SUA JUVENTUDE:

3.1- Educação: (At 7:22), Instruído em toda a ciência do Egito e poderoso em palavras e obras; excelente escritor (o mais provável escritor do Pentateuco, Ex 17:14; 24:4; 34:27; At 15:21); exímio lutador (Ex 2:12); conhecedor de táticas de guerra e comando; matemático; astrônomo, conhecedor de geografia e ciências ocultas; pastor de ovelhas; legislador e sacerdote.

 

3.2- Identificação com seu povo: (Hb 11:25,26), Escolhendo antes ser maltratado com o povo de DEUS, deixando fama, poder, riqueza e glória daqui, da terra, pois esperava coisas melhores e mais excelentes, eternas, no céu, junto a JESUS CRISTO.

 

3.3- Tentando ajudar seu Povo: (Ex 2:11,12), Viu o sofrimento do povo e tentou livrá-los, matando um egípcio (tentando à sua própria maneira sem saber a de DEUS).  
3.4- Não Compreendido: (Ex 2:14; At 7:22-28), Acusado de assassinato.
3.5- Sua Fuga: (Ex 2:15; At 7:28,29), Fugiu de faraó para a terra de Mídia ( Edom).

 

 

II- SEGUNDA FASE DA VIDA DE MOISÉS:  

 

40 anos em Mídia, deserto de Edom, aprendendo a ser manso e humilde para servir a DEUS, aprendendo com as ovelhas a ser "PEQUENO" diante do senhor e não reclamar quando pressionado.

 

1- SUA IDADE DE PASTOR DE OVELHAS: (At 7:23-30), 40 anos no deserto pastoreando ovelhas que não berram quando estão sendo tosquiadas (Is 53:7).  

 

2- SEU CASAMENTO: (Ex 2:21), Zípora, mulher provavelmente morena

(Cusita).

 

3- SEU ISOLAMENTO: (EXÍLIO, At 7:29,30), Estrangeiro na terra de Mídia.

 

4- SEU CHAMADO:   

 

(Ex 3; At 7:30-35), Havia ali muitas sarças mas só uma ardia e não se consumia com o fogo santo do senhor. "Tira as sandálias dos teus pés porque o lugar que pisas, santo é."

 

5- SUA RECUSA E MOTIVOS:

Sem visão espiritual e humilde.

 

5.1- Pessoal: (Ex 3:11), "Quem sou eu."

 

5.2- Povo: (Ex 4:1), "Como saberão que foi DEUS que me enviou?"

 

5.3- Eloqüência: (Ex 4:10,11), "Pesado de boca e língua."

 

5.4- Substituição: (Ex 4:13), Envia a outro que o senhor escolher.

 

6- PROMESSAS DE DEUS: Para encorajá-lo.

 

6.1- Presença (Ex 3:12), "Eu serei contigo."

 

6.2- Autoridade: (Ex 3:13,14), "EU SOU o que SOU, EU SOU" me enviou. (Este DEUS não era como os outros, ELE É. N`Ele está contido o universo.

 

6.3- Ajuda: (Ex 4:2-9), Poder para realizar milagres.

 

6.4- Cooperação Humana: (Ex 4:14-16), Arão fala por Moisés.

 

7- VOLTA AO EGITO: Insegurança.

 

7.1- Apresentando-se: (Ex 4:29-31), O povo o recebe e crê.

 

7.2- Oposição de Faraó: (Ex 5:2), Não conhece a DEUS.

 

7.3- Castigo para o povo de DEUS: (Ex 5:6-19), Aumentado e dificultado o trabalho dos hebreus, além de produzir tijolos deveriam agora também colher a palha para fazê-los.

 

8-JUÍZO DE DEUS SOBRE O EGITO E SEUS DEUSES: (Nm 33:4), 

 

Os milagres de DEUS comprovam seu poder e autoridade sobre todos os deuses do Egito que são derrotados e humilhados diante de faraó e seu povo. O coração de faraó estava endurecido e foi endurecido mais ainda por DEUS; foi terrível o castigo. (SI 18).  

8.1- 1a praga: (Ex 7:14-25), As águas do rio Nilo, sagradas para os egípcios, se tornaram em sangue.
8.2- 2a Praga: (Ex 8:1-15), Invasão de rãs sobre toda a terra do Egito.  
8.3- 3a Praga (Ex 8:16-19), Pó da terra tomado em piolhos. "Isto é o dedo de DEUS", disseram os magos a faraó.  
8.4- 4a Praga: (Ex 8:20-32), Enxames de moscas sobre os egípcios, não sobre a terra de Gósen, onde moravam os hebreus.                                                                          
8.5- 5a Praga: (Ex 9:1-7), Pestilência gravíssima sobre os animais do Egito causando morte aos mesmos.

Separação entre os animais do Egito e dos filhos de Israel.

8.6- 6a Praga: (Ex 9:8-12), Cinza de forno tomado em pó miúdo que causava sarna e úlceras nos homens e gado por toda a terra do Egito.                                                                        
Sarna 
Úlcera
8.7- 7a Praga: (Ex 9:13-25), Chuva de saraiva que feriu em toda a terra do Egito a todos os homens e animais que não estavam protegidos na terra de Gósen.
8.8- 8a Praga: (Ex 10:1-20), A terra do Egito foi toda coberta por uma nuvem de gafanhotos que comeram toda a erva e fruto da terra.  

8.9- 9a Praga: (Ex 10:21-29), Espessas trevas em toda a terra do Egito por 3 dias, menos na terra de Gósen.

 

 

 
8.10- 10a Praga: Morte dos primogênitos = Páscoa: (significa "passar por cima", saltar, Ex 12:1-28),    

 

 

Páscoa

8.10.1- A partir do primeiro mês do ano (Abibe).  
8.10.2- Dia 10.  
8.10.3- Cordeiro sem mácula.  
8.10.4- Sacrifício aos 14 do mês.  

8.10.5- Sangue aspergido nas ombreiras e na verga da porta das casas.  

8.10.6- Comido assado em fogo com pães asmos e ervas amargosas.  
8.10.7- Comer preparado para partir: lombos cingidos. Sapatos nos pés, cajado na mão.  

8.10.8- Comer apressadamente.

 
8.10.9- Sete primeiros dias comendo pães asmos.  
8.10.10- Guardar e comemorar para sempre como testemunho para os mais jovens.  

8.10.11- Cordeiro não devia ter nenhuma mancha e nem osso quebrado.

 

 

 

8.11- 10a Praga: À meia noite todos os primogênitos dos animais e dos homens que habitavam na terra do Egito que não tinham sangue nas vergas das portas de suas casas, foram mortos pelo anjo do senhor.

 

8.12- Anos de Egito: (Ex 12:40), 430 anos fora da terra prometida.

 

 

III- TERCEIRA FASE DA VIDA DE MOISÉS:

40 anos guiando, aconselhando e intermediando o povo de Israel do deserto à terra prometida, praticando o que aprendeu.  

 

 

1 - ÊXODO: WE'ELLEN = São estes os nomes.

 

Aqui é narrado a libertação, a revelação de Deus, a santificação e a adoração verdadeira que esse povo deveria, a partir de agora, receber e praticar junto a esse tão glorioso e soberano Deus.

1.1 - Partida: (Ex 12:27-38), uma multidão de mais ou menos três milhões de pessoas, todos com um mesmo coração, regozijando-se com a libertação dada por DEUS (SI 105:43).  

 

1.2 - As colunas: (Ex 13:21), uma coluna de nuvem para os guiar e proteger do sol de dia; à noite, uma coluna de fogo para os guiar e aquecer durante a longa caminhada.

 

1.3 - A perseguição: (Lx 14:1-9), encurralados pelas montanhas dos dois lados e o exército de Faraó por trás ainda tinham o mar Vermelho pela frente.

1.4-0 livramento: (Ex 14:13-31), o mar foi fendido ao meio para que o povo passasse a seco, mas quando seus perseguidores estavam passando o mar foi fechado e DEUS foi glorificado.

 

 

1.5- 0 cântico de vitória: (Ex 15:1-19), "O SENHOR é a minha força e o meu cântico" (parte do cântico de Moisés).

 

l.6- Mara e Elim: (Ex 15:23-27), águas de Mara eram amargas e se tomaram doces (povo provado). Em Elim DEUS os faz descansar, ali havia doze fontes d'água e setenta palmeiras.

 

1.7- Maná: (Ex 16:14,15), Man no hebraico, foi o alimento dado por DEUS por quarenta anos, coisa miúda e redonda que deveria ser colhido todos os dias menos no sábado; deveria ser: moído, cozido e comido, assim como a Palavra de DEUS deve ser lida, meditada e guardada no coração para alimento espiritual (Mt 4:4). JESUS disse em Jo 6:35: "Eu sou o pão da vida".

 

 

1.8- Água da rocha: (Ex 17:1-7).

Lugar chamado Massá e Meribá por causa da contenda do povo com Moisés, o SENHOR fez ali sair água da rocha. JESUS disse em Jo 7:37: "Se alguém tem sede venha a Mim e beba"

 

                                                                                      

1.9- Vitória na cooperação: (Ex 17:8-13), com as mãos levantadas Moisés intercedia por Josué e o exército de Israel contra os Amalequitas; Arão e Hur sustentavam as mãos de Moisés e o SENHOR lhes deu vitória. "Seja o levantar das minhas mãos como o sacrifício da tarde." (SI 141:2B)

 

1.10 - Os filhos de Moisés: (Ex 18:1-4), Gerson = foi peregrino em terra estranha Eliezer = o DEUS de meu pai foi minha ajuda.

 

1.11 - Sábio conselho: (Ex 18:13-23), 

O povo e Moisés estavam se desfalecendo pelas horas de entrevistas e consultas a DEUS desde a manhã até à tarde, quando o sogro de Moisés, Jetro o aconselhou a arranjar auxiliares.       

                                 

2 - MONTE SINAI: (Ex 19:1,2)

Moisés chamado por DEUS, sobe ao monte e ouve que aquele povo deveria ser sacerdotes e santos (feliz o homem cujo deserto termina no Monte Santo de DEUS).

 

2.1 - Primeira subida: (Ex 19:3-6), DEUS manda Moisés falar ao povo.

 

2.2 - Aliança: (Ex 19:8), o povo aceitou as palavras de DEUS.

 

2.3 - Aparição divina: (Ex 19:18-20), descida do SENHOR ao monte como fogo e som de buzina.

 

2.4 - Decálogo:(Ex 20:1-17),  

l -   Amar a Deus sobre todas as coisas.

2 -   Não terás outros deuses diante de Mim.

3 -   Não tomarás o nome do SENHOR DEUS em vão.

4 -   Santificarás o sábado.

5 -   Honra teu pai e tua mãe.

6 -   Não matarás.

7 -   Não adulterarás.

8 -   Não furtarás.

9 -   Não darás falso testemunho.

10 - Não cobiçarás o que é alheio.  

 

 

“Amarás o SENHOR teu DEUS de todo o teu coração e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento e amarás o teu próximo como a ti mesmo”. Resumo de JESUS em Mt 22:36-40.

 

2.5 - Promessa: ( Mt 23:20-31 ), um anjo é enviado para guardar e mostrar o caminho.

 

2.6 - Sangue: (Ex 24:6-8), o sangue é derramado como sinal de aliança.

 

2.7 - Visão dos anciãos: (Ex 24:9-11), o DEUS de Israel tinha debaixo de seus pés uma obra de pedra de safira e como o parecer do céu na sua claridade.

 

2.8 - Segunda subida: (Ex 24:18), quarenta dias em jejum e na presença de Deus.

 

2.9- 0 bezerro de ouro: (Ex 32:1-6), feito de pendentes de ouro, por Arão em Substituição ao DEUS de Israel.

                        

2.10 - A ira de DEUS: (Ex 32 7-10), DEUS disse para Moisés: "o teu povo se corrompeu" DEUS quer consumir o povo e fazer de Moisés um outro povo.

 

2.11 - Primeira intercessão: (Ex 32 11-14), Moisés disse para DEUS: "o teu povo",

 

lembrando a aliança com Abraão, Isaque e Jacó e a glorificação de seu nome diante dos inimigos. DEUS ouve a oração.

 

2.12 - Castigo à idolatria: (Ex 32:15-28), Moisés quebra as tábuas da lei e queimando e moendo o bezerro de ouro o lança no rio e dá de beber a todos; os filhos de Levi que não se prostituíram mataram neste dia uns três mil homens.

 

2.13 - Terceira subida: (Ex 32:30,31), Moisés sobe novamente a interceder.

 

2.14 - Segunda intercessão: (Ex 32:31,32), "perdoa o seu pecado senão risca-me, peco-te, do teu livro que tens escrito" resposta: "aquele que pecar contra mim, a este riscarei Eu do meu livro".

2.15 - Retirada de DEUS: (Ex 33:1-6), "não subirei no meio de ti", o povo se entristece e retira seus atavios como sinal de humilhação e conversão.

 

2.16 - Comunhão com DEUS: (Ex 33:11), DEUS falava com Moisés cara a cara.

 

2.17 - Volta de DEUS: (Ex 33:12-17), "farei também isto que tens dito, porquanto achaste graça aos meus olhos, e te conheço por nome".

 

2.18 - Nova visão: (Ex 33:18-23), Moisés é colocado numa fenda de rocha, é coberto pela mão de DEUS e vê as costas de DEUS; não pôde ver a face para não morrer.

 

2.19 - Novas tábuas: (Ex 34:1-10),  

 Em duas tábuas de pedra, lavradas por Moisés,DEUS escreve novamente o decálogo e faz nova aliança com o povo, através de Moisés.

2.20 - Quarenta dias com Deus pela segunda vez: (Ex 34:28),

 

2.21 - Rosto resplandecente: (Ex 34:29-35), a longa estada na presença de DEUS fez com que o rosto de Moisés resplandecesse de modo que quando falava ao povo cobria-se com um véu. (ler 2Co 3:15-18).

 

2.22 -Tabernáculo: (Ex 35-40), o Tabernáculo, figura do que existe no céu, foi construído (ver Hb 9:11-24)  

 

Vide Tabernáculo e seus utensílios e significados em http://www.chabad.org.br/datas/pessach/historia/travessia.htm 

 

Pia                        Candelabro        Altar                         Arca e Propiciatório      Querubim

              

 

http://www.jesusnet.org.br/tabernaculo/altb.htm 

 

3 - DO SINAI À CADES-BARNÉIA ( PRIMEIRA VEZ )

 

* Aqui passamos a comentar o que está escrito, a respeito de Moisés em Números (Bemidbar = no deserto)  

 

3.1 - Coluna: (Nm 10:11,12), quando a nuvem parava o povo acampava e quando a nuvem se deslocava o povo seguia-a. Parou no deserto de Para.

 

3.2 - Fogo: (Nm 11:1-3), o fogo do SENHOR se acendeu em Tabera porque queixavam-se da falta de comida (carne).

 

3.3 - Desejo de comida mundana cresce: (Nm 11:4-10), lembravam-se da comida egípcia e desprezaram o maná.

 

3.4 - Desânimo: (Nm 11:110-15), Moisés sente o peso na condução do povo sozinho, por causa de sua murmuração.

 

3.5 - Setenta anciãos: (Nm 11:16,17), é tirado do ESPÍRITO que estava em Moisés e dado aos setenta anciãos que daí para frente ajudam a Moisés com o povo.

 

3.6 - Comida: (Nm 11:18-35), o povo come tanto que passa mal e alguns morrem, uma grande praga é enviada por DEUS e o lugar é chamado Quibrote-hataavá, lugar onde enterraram os desejosos de carne.

 

3.7 - Ambição: (Nm 12), os irmãos de Moisés, Miriã e Arão, murmuraram contra Moisés, por isso Miriã teve lepra; DEUS lhes diz que só com Moisés fala boca a boca e de vista.

 

4 - EM CADES-BARNÉIA (PRIMEIRA VEZ):

 

4.1 - Relatório: (Nm 13:26-33), a maioria pessimista e sem fé levanta a incredulidade e o medo entre o povo. Josué e Calebe ficam fiéis a DEUS.  

 

4.2 - Rebeldes: (Nm 14:1-10), o povo queria levantar um capitão e apedrejar Moisés, Arâo, Josué e Calebe, quando a nuvem da glória de DEUS apareceu.

 

4.3 - Ira de DEUS: (Nm 14:11,12), "com pestilência os ferirei e os rejeitarei e farei de ti povo maior do que este".

 

4.4 - Intercessão de Moisés: (Nm 14:13-25), "conforme a tua palavra lhe perdoei", DEUS aceita a intercessão de Moisés, mas prevalece a suprema vontade de DEUS.

 

4.5 - Geração condenada: (Nm 14:20-39; Hb 3:17-19), salvo Josué e Calebe, todos de vinte anos e para cima cairão no deserto sem entrarem na terra prometida.

 

4.6 - Derrota de Israel: (Nm 14:40-45), sem a ordem de DEUS, de madrugada atacaram os Amalequitas e os Cananeus e foram derrotados.

 

5 - ERRANTES

 

5.1 - Peregrinações profetizadas: (Nm 14:33), quarenta anos no deserto, tempo determinado para morrerem todos infiéis.

 

5.2 - Apedrejamento: (Nm 15:32-36), um homem apanhando lenha no sábado é encontrado, sendo apedrejado por ordem de DEUS.

 

5.3 - Rebelião de alguns membros: (Nm 16:1-40), Core, Data e Abirão, com duzentos e cinqüenta homens e suas famílias se rebelaram contra Moisés e Ara, abrindo o SENHOR a terra os tragou a todos, deixando seus filhos para servirem no tabernáculo.

 

5.4 - Rebelião do povo: (Nm 16:41,42), DEUS novamente intervém a favor de Moisés e nesse dia morrem, de praga quatorze mil e setecentas pessoas, só cessando com a expiação feita por Arão a favor do povo.

 

6 - CADES-BARNÉIA (SEGUNDA VEZ):

 

6.1 - Morte de Miriã: (Nm 20:1), no deserto de Zim, no mês primeiro, em Cades, é sepultada.

 

6.2 - Sede: (Nm 20:2-6), nova contenda com Moisés, ele recorre novamente a DEUS.

 

6.3 - Pecado de Moisés: (Nm 20:7-13), DEUS diz a Moisés para "falar" à rocha, porém já bastante irritado com o povo, Moisés age por conta própria e fere duas vezes a rocha (que é CRISTO). As águas são chamadas Meribá, por causa da contenda do povo com DEUS.

 

7 - CAMINHO FINAL:

 

7.1 - Falta de hospitalidade: (Nm 20:14-22), Edom impediu a passagem de Israel pelas suas terras e o povo se desviou por outro caminho, evitando a guerra.

 

7.2 - Morte de Arão: (Nm 20:23-29), Arão é recolhido, em seu lugar, seu filho, Eleazar assume o cargo de sacerdote.

 

7.3 - Serpentes venenosas: (Nm 21:5-7), por causa do fastio do maná, veio da parte do SENHOR serpentes ardentes que morderam o povo e muitos morreram.  

7.4 - Cura: (Nm 21), Moisés ora a DEUS pedindo perdão pelo povo; é levantada uma serpente de metal no deserto e todo aquele que a olha é curado. 

 

JESUS CRISTO foi levantado na cruz, no calvário, para que todo o que olhar seja salvo, Jo 3:14. Lembre-se que acima se olhava não para a HASTE, mas para a serpente. Devemos olhar para JESUS.     

                                                   

7.5 - Balaão: (Nm 22-24), Baraque, rei dos Moabitas, com medo dos israelitas, mandou vir a ele Balaão, um vidente que se vendeu por dinheiro para amaldiçoar o povo de DEUS, não conseguindo seu intento; pois DEUS é com seu povo e transforma maldições em bênçãos. Então Balaão ensinou a Baraque a por tropeços diante do povo de DEUS, incitando-os à festas com prostitutas moabitas, morrendo muitos. Nesse episódio vemos a jumenta de Balaão falando com o mesmo, tentando impedir-lhe a ruína. Morreram aí vinte e quatro mil filhos de Israel, só parando a praga da matança com a intervenção de Finéias, filho de Eleazar, que com uma lança atravessou uma medianita e um israelita (ver Jd :11; 2Pe 2:15). 

Morte de Balaão: Nm 31. 6 E Moisés mandou à guerra esses mil de cada tribo, e com eles Finéias, filho de Eleazar, o sacerdote, o qual levava na mão os vasos do santuário e as trombetas para tocarem o alarme. 7 E pelejaram contra Midiã, como o senhor ordenara a Moisés; e mataram a todos os homens.8 Com eles mataram também os reis de Midiã, a saber, Evi, Requem, Zur, Hur e Reba, cinco reis de Midiã; igualmente mataram à espada a Balaão, filho de Beor.

 

7.6 - Resumo: (Nm 33-36), Moisés dá um resumo de tudo que havia ocorrido até então.

 

8 - ÚLTIMOS DIAS DE MOISÉS:

* Aqui passamos a comentar o que está escrito em Deuteronômio = segunda promulgação da lei. Moisés, agora está adaptando um povo diferente e que não tinha presenciado as maravilhas de DEUS a um DEUS que não muda, mas traz a sua revelação ao homem, no nível em que se

encontra esse homem.

 

8.1 - Despedida e bênçãos: (Dt 32,33), "goteje a minha doutrina como a chuva, destile o meu dito como o orvalho, como o chuvisco sobre a erva e como gotas d'água sobre a relva. Porque apregoarei o nome do SENHOR: dai grandeza a nosso DEUS. ELE é a rocha, cuja obra é perfeita, porque todos os seus caminhos juízos são. DEUS é a verdade, e não há injustiça; justo e reto é", (trecho do cântico de Moisés, Dt 32:2-4).

"Bem-aventurado tu, ó Israel! Quem é como tu? Um povo salvo pelo SENHOR, o escudo do teu socorro e a espada da tua alteza; pelo que os teus inimigos te serão sujeitos, e tu pisarás sobre as suas alturas" (trecho das bênçãos de Moisés ao povo de Israel, Dt 33:29).

 

8.2 - Subida ao monte Nebo: (Dt 34:1), enquanto subia Moisés, lembrava-se das palavras do SENHOR de que veria a terra prometida mas não entraria nela.

 

8.3 - Visão da terra prometida e morte: (Dt 34:1-5), Moisés vê a terra prometida e reconhece que DEUS cumpre o que promete. Para Moisés é a sua última visão.

Cento e vinte anos bem vividos.  

 

 Mapa de Israel    Monte Sinai Atual                Tora                       Papiro Codex

   

 

8.4 - Sepultamento: (Dt 34:6-12), um herói, ali estava sendo sepultado, nunca mais haveria homem como aquele. Satanás ainda tentou fazer de Moisés um deus, mas o arcanjo Miguel o atrapalhou em seu intento (Jd :9). Deixou como sucessor a Josué, seu fiel companheiro, escolhido por DEUS.

 

 

IV - REAPARECIMENTO DE MOISÉS:

 

Vemos o reaparecimento de Moisés em Mt 17:3-12. Aqui Moisés representa a lei e Elias os profetas, sendo Jesus o autor e consumador da fé, salvando os homens pela graça. Também entendemos que aqui, Moisés representa os que morreram e ressuscitaram, Elias representando os arrebatados, Pedro e o outros representando os que com "sono" ficaram para serem arrebatados na grande tribulação e no milênio. JESUS dá aqui uma mostra de seu futuro corpo ressuscitado e glorificado, representando o reino dos céus como ele havia dito antes para os seu discípulos, no capítulo dezesseis do mesmo livro, versículo vinte e oito.

CONCLUSÃO:

Moisés foi um homem escolhido por DEUS, guardado por DEUS, treinado por DEUS, chamado por DEUS, guiado por DEUS, separado por DEUS e para DEUS.

Concluímos, através da vida de Moisés que:

1 - DEUS escolhe o homem desde o ventre da sua mãe para a sua obra.

2 - DEUS prepara o homem materialmente para a sua obra.

3 - DEUS prepara e treina espiritualmente o homem para a sua obra.

4 - DEUS chama o homem para a sua obra.

5 - DEUS capacita o homem e o anima para fazer sua obra.

6 - DEUS ajuda ao homem fazer a sua obra.

7 - DEUS dá galardão ao homem que trabalha na sua obra.

8 - DEUS nos ensina a salvação pela fé.

9 - DEUS usa o homem que trabalhou na sua obra como exemplo para os que estão trabalhando hoje na sua obra.

10-0 sangue passado nas ombreiras das portas (na páscoa) significa a remissão e redenção do povo hebreu que para nós simboliza o sangue de JESUS CRISTO vertido na cruz para nossa remissão e redenção.

11 - A lei (Moisés) não salva (leva à terra prometida, mostra a terra prometida, mas não permite entrar na terra prometida; a graça (JESUS CRISTO) salva (leva ao céu, revela a salvação e nos permite entrar na presença de DEUS).  

 

 

Linha de tempo da vida de Moisés: 

 

Os anos são contados a partir da Criação do Mundo, portanto estamos no ano 5761, que corresponde ao ano 2001 do calendário Gregorian o.
Ano judaico
Era comum
1948
Nascimento de Avraham (Abraão) no mês de Nissan              
-1813

1958
Nascimento de Sara                                                                           
-1803

2018
A aliança com Avraham foi feita no dia 15 de Nissan
D-us falou para Avraham que lhe descendentes numerosos, estariam no Exílio por 400 anos e lhes daria a Terra de Israel por herança.
-1743

 2048
Nascimento de Yitschac (Isaac) no dia 15 de Nissan                 
-1713

 2084
Yitschac estava pronto para ser sacrificado em  Nissan                     
-1677

2108
Nascimento de Yaacov (Jacó)
-1653

2123
Falecimento de Avraham      
-1638

 2171
Yitschac abençoou Yaacov no dia 15 de Nissan
-1590

 2199
Nascimento de Yossef (José)   
-1562

2216
Yossef foi vendido como escravo e levado para o Egito
-1545

2228
Falecimento de Yitschac
-1533

2229
Yossef torna-se vice-rei do Egito
-1533

2448
Yaacov com toda sua família, um total de 70 membros, vão para o Egito  
-1523

2448
Yaacov falece aos 147 anos e é levado por seus filhos para Hebron onde é enterrado na Caverna de Machpelá
-1506

2309
Falecimento de Yossef aos 110 anos                                                 
-1452

2361
Nascimento de Míriam, irmã de Moshê (Moisés)
-1400

2362/63
Início da escravidão dos judeus no Egito
-1399

2365
Nasce Aharon, irmão de Moshê
-1396

2368
Nasce Moshê, dia 7 de Adar
-1393

2447
Moshê vê o arbusto em chamas no dia 15 de Nissan. Neste mesmo ano, vai ao Faraó pedir que deixe seu povo partir do Egito.
-1314

2448
Dia 14 de Nissan, o sacrifício do Cordeiro Pascal é realizado pela primeira vez.
-1313

2448
O povo judeu saiu do Egito dia 15 de Nissan, ao alvorecer. Isto ocorreu 430 anos depois que o pacto foi feito e 400 anos após o nascimento de Yitschac.
-1313

2448
Travessia do Mar Vermelho, dia 21 de Nissan
-1313

 

 

BIBLIOGRAFIA:

 

1 - BÍBLIA DE ESTUDO PENTECOSTAL,

LIFE PUBLISHERS, DEERFIELD, FLÓRIDA 33442-8134, EUA, 1995 CASA PUBLICADORA DA ASSEMBLÉIAS DE DEUS (DIREITOS RESERVADOS) RJ.

 

2 - A BÍBLIA EXPLICADA,

MC`NAIR, S.E., QUARTA EDIÇÃO, 1985, CASA PUBLICADORA DAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS, RIO DE JANEIRO, RJ.

 

3 - APOSTILA FAETEL 1° MÓDULO,

A. RIBEIRO, LUIZ GONZAGA, HISTÓRIA DOS HEBREUS, SÃO PAULO, SP.

4 - APOSTILA FAETEL lº MÓDULO,

TOLEDO, ALCINO LOPES, BIBLIOLOGIA I E II, SÃO PAULO, SP.

 

5 - BÍBLIA DE REFERÊNCIA THOMPSON,

THOMPSON, FRANK, CHARLES, D.D. Phd 1992, ALMEIDA, EDIÇÃO CONTEMPORÂNEA, EDITORA VIDA, SÃO PAULO, SP

 

6 - H & J  SOFTWARE = SONOVIS S.A.(IMAGENS E MAPAS)

 

7- http://www.chabad.org.br/datas/pessach/historia/travessia.htm

Home
Estudos
EBD
Discipulado
 Mapas
Figuras1
 Figuras2
Fotos
Igreja
Link's
Corinhos
Download
 Eu

 

 

Topo