Orar no ESPÍRITO SANTO
 
 
 Jd 1.20 = Mas vós, amados, edificando-vos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo.
 
    1- Falar Em Línguas:
    É realmente complicado convencer alguém que orar no Espírito Santo significa orar em línguas, pois temos que "respeitar" ou talvez o termo seja "temer" os que não são batizados no ESPÍRITO SANTO, apesar de pertencerem a uma Igreja Evangélica, tradicionalmente pentecostal.
    Vemos a respeito da necessidade de ser batizado no ESPÍRITO SANTO quando os Apóstolos  enviaram uma comitiva de irmãos a Samaria, onde Filipe pregava o evangelho e multidões se convertiam pelo poder dos sinais que fazia, porém ainda não eram batizados no ESPÍRITO SANTO. (At 8.13-17)
    Como uma Igreja pode crescer qualitativamente e não só quantitativamente, se seus membros não vêm a necessidade de serem cheios do ESPÍRITO SANTO e conseqüentemente do poder para testemunharem? (Lc 24.9; At 1.8)
 
  1.1- Língua para oração: 
    "Porque se eu orar em língua, o meu espírito ORA BEM, mas o meu entendimento fica infrutífero."(I Co 14:14). Você quer orar bem? Veja também em Rm 8.26 que não sabemos pedir como convém, mas o ESPÍRITO SANTO sabe o que precisamos e ELE sabe pedir.  
 
    1.2- Fala com Deus:
     "Porque o que fala em língua não fala aos homens, mas a Deus; pois ninguém o entende; porque em espírito fala mistérios."(I Co 14:2). Por isso é tão combatido o falar em línguas, pois nem Satanás entende.  
 
    1.3- Edificação própria:
     "O que fala em língua edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja."(I Co 14:4)
    Você quer ser edificado? "Mas vós, amados, edificando-vos sobre a vossa santíssima fé,  orando no Espírito Santo," Jd.20 (orar no ESPÍRITO, não quer dizer orar em pensamento e sim falando em línguas.
 
    1.4- Falar muito em línguas, muitas horas de edificação: 
    1 Co 14.18 Dou graças a Deus, que falo em línguas mais do que vós todos.
 
 
                                               
   
 
 2- Profecia:
     2.1- Fala aos homens:
    1 Co 14.3 Mas o que profetiza fala aos homens para edificação, exortação e consolação.
 
A profecia é o Don mais combatido por todos, inclusive por Satanás que deseja confundir a Igreja e atrapalhar os planos de DEUS para nós.
A profecia pode vir de três pessoas distintas e através de uma mesma pessoa em uma só manifestação:
1- Do Homem = Alguém fala o que já conhece a respeito da pessoa ou pessoas a que se dirige.
2- De Satanás = Uma mensagem de confusão e muitas vezes de mentiras e distorções da palavra de DEUS.
3- De DEUS = Mensagem de DEUS para a Igreja ou para uma determinada pessoa que tem três fins:
3.1- Edificação = Fazer com que siga fazendo a Obra de DEUS.
3.2- Exortação = Fazer com que desperte e anime para fazer a Obra de DEUS.
3.3- Consolação = Fazer com que a tristeza não abata a pessoa, porque DEUS está presente e assistindo e ajudando em tudo.
A profecia não tem elemento preditivo, ou seja, não tem a função de dizer o futuro.
Vide Dons 
 
    2.2- Línguas + Interpretação é semelhante ao dom de profecia, porém não é igual, pois na profecia não há necessidade de intérpre.
    1 Co 14.5 Ora, quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis, pois quem profetiza é maior do que aquele que fala em línguas, a não ser que também interprete para que a igreja receba edificação. 4 Tipos de línguas são faladas.
Vide Dons 
 
     3- Refrigério e Descanso:
    Is 28.11 Na verdade por lábios estranhos e por outra língua falará a este povo; 12 ao qual disse: Este é o descanso, dai descanso ao cansado; e este é o refrigério; mas não quiseram ouvir.
Traz uma paz e um descanso incríveis quando nos dispomos a orar em línguas, é como se os problemas não existissem quando nos levantamos da oração.
 
    4- Interceder:
O ESPÍRITO SANTO É NOSSO INTERCESSOR NA TERRA: (Rm 8.26,27)
E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos 
inexprimíveis. E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos.
 
Definição de Intercessão:
Interceder é colocar-se no lugar de outro e pleitear a sua causa, como se fora sua própria. É estar entre Deus e os homens, a favor destes, tomando seu lugar e sentindo sua necessidade de tal maneira que luta em oração até a vitória na vida daquele por quem intercede.
Há muitas definições que nós poderíamos dar sobre intercessão. A mais simples está na Bíblia: "Orai uns pelos outros" (Tg. 5:16). Ela está cheia de exemplos: Abraão suplicou por Ló e este foi liberto da destruição de Sodoma e Gomorra; Moisés intercedeu por Israel apóstata e foi ouvido; Samuel orou constantemente pela nação; Daniel orou pela libertação do seu povo do cativeiro; Davi suplicou pelo povo; Cristo rogou por Seus discípulos e fez especial intercessão por Pedro; Paulo é exemplo de constante intercessão. Toda a Igreja é chamada ao fascinante ministério da intercessão.
O intercessor é o que vai a Deus não por causa de si mesmo, mas por causa dos outros. Ele se coloca numa posição de sacerdote, entre Deus e o homem, para pleitear a causa.
Intercessão é dar à luz no reino do espírito às promessas e propósitos de Deus. É uma oração para que a vontade de Deus seja feita na vida de outros; é descobrir o que está no coração de Deus e orar para que isso se manifeste.
Deus levanta hoje um verdadeiro exército de intercessores.  Ele está para trazer à Terra o maior derramamento do Espírito já testemunhado. Para tanto, Seu Espírito traz ao Corpo de Cristo um peso de intercessão, pois a oração intercessória é a ferramenta usada por Ele para manifestar na vida dos homens Seus poderosos feitos.
Interceder é ver a necessidade da intervenção de DEUS nas mais diversas situações. É captar a mente de Cristo, de modo a ver as circunstâncias como Cristo as vê, e unir-se a Ele em súplica para que Deus se mova de tal maneira que sua vontade e propósito Divinos sejam cumpridos nas vidas dos homens e das nações.
 
Etimologia da Palavra
Etimologicamente, podemos considerar a palavra no hebraico, grego e português. É interessante estudarmos o significado das palavras nas línguas originais, porque em assim fazendo temos um entendimento melhor do que elas significam.
Paga (hebraico) - Vem da raiz de uma palavra que significa "colidir pela violência". Paga segundo a Concordância de Strong, quer dizer: "colidir, encontrar, por acidente ou violência, ou (figuradamente) pela importunação. Vir (entre), suplicar, cair (sobre), fazer intercessão, interceder, pleitear, prostrar, encontrar com (juntos), suplicar, orar, alcançar, correr". É esta a palavra usada em Is. 55:12; Jr. 7:16; 27:18; 36:25.
O Léxico Hebraico-Caldeu do Velho Testamento, de H.W.F. Gesenius, ressalta vários significados existentes na raiz da palavra. Destacamos: "Vir sobre ou contra, quer de propósito ou acidentalmente, quer violenta ou levemente; num bom sentido, assaltar alguém com petições, orações; instá-lo; encontrar-se com; alcançar alguém; fazer uma aliança com alguém..."
Interessantes são também as expressões: "colocar-se na brecha", para defender alguém (Ez. 13:5; 22:30; SI. 106:23) e "erguer um muro em torno de alguém" (Ez. 13:6; 22:30).
Ënteuxis (grego) - (substantivo) De acordo com W. E. Vine, em seu Expository Dictionary of the New Testament Words, "primariamente denota encontrar-se com; então, uma conversação; uma petição; é um termo técnico de aproximação de um rei, bem como para a aproximação de Deus em intercessão; é traduzido para oração em 
I Tm. 4:5 e no plural em I Tm. 2:1 (isto é, procurando a presença e ouvindo de Deus a favor de outros).
Entugchano (grego) - (verbo) Segundo W. E. Vine, "primariamente harmonizar-se com, encontrar-se com o fim de conversar; então, fazer petição, especialmente intercessão, pleitear com uma pessoa, tanto a favor quanto contra outros;  
(a) contra: At. 25:24; Rm. 11:2; 
(b) a favor: Rm. 8:27,34; Hb. 7:25.
Huperentugcha no grego) - Interceder a favor de; fazer intercessão por. 
Interceder, segundo o Dicionário de Aurélio, é "pedir, rogar, suplicar (por outrem); intervir (a favor de alguém ou de algo)"
O Dicionário da Bíblia, de Nelson, declara: "O ato de peticionar a Deus ou orar a favor de outra pessoa ou grupo." 
 
A natureza pecaminosa deste mundo separa os seres humanos de Deus. Tem sido necessário, portanto, que pessoas justas vão a Deus buscar reconciliação entre Ele e Sua criação caída."
 
Encontro e Confronto
A palavra hebraica, paga, para intercessão, tem dois aspectos: O primeiro é de luta, violência, choque e denota confronto. O outro, de encontro, colocar-se entre, orar, suplicar. Concluímos, pois, que a intercessão tem duas facetas: Uma de confronto com o inimigo e outra de encontro com o Rei.
O homem não tem autoridade para confrontar o seu Criador. Vamos a Deus com uma atitude de quebrantamento e submissão. Contra quem, pois, se colide na intercessão? Contra o que se opõe aos planos de Deus na vida dos filhos dos homens.
No sentido lato da palavra, interceder é enfrentar as forças opostas de Satanás, colidindo contra elas, pela batalha espiritual, e colocar-se diante de Deus, firmado em Suas promessas, a fim de pleitear a causa de outros; é um  encontro com Deus e um confronto com Satanás, a favor dos homens. (O poder da INTERCESSÃO - Valnice Milhomens).
 
       
Resumo: 
Falar em línguas espirituais, isto é, línguas recebidas diretamente de DEUS, é sinal externo do Batismo no ESPÍRITO SANTO (At 19.7), nem todos o recebem pois só se recebe pela fé, isso não é um Dom do ESPÍRITO SANTO, pois o Dom é de variedade de Línguas (falar em várias línguas, o que não acontece com todos - 1 Co 12.30); o que fala em línguas como Dom é menor do que o que profetiza (1 Co 14.5); Não se deve ensinar falando em línguas, pois os ouvintes precisam entender o que se está falando, a não ser que haja a manifestação do Dom de Interpretação de Línguas (1 Co 14.6); Nunca deve ser proibido o falar em Línguas (1 Co 14.39); quem ora em línguas edifica-se a si mesmo e isso é muito importante (1 Co 14.4; Jd 1.20).
***Existe o falar em línguas pelo Diabo e até pela loucura, ou pelo aprender com outros ou através de livros, mas isso tudo não passa de coisas humanas, não tendo nada a ver com a manifestação sobrenatural de DEUS no crente.
Um crente, desde que esteja com a vida em desarmonia com o ESPÍRITO SANTO, pode ser usado pelo Diabo para falar em línguas que não são espirituais, ou seja vindas de DEUS.
Os católicos tiveram uma grande chance de conhecerem a verdade do evangelho quando iniciaram o movimento Carismático no Brasil, tendo alguns deles recebido o Batismo no ESPÍRITO SANTO naquela época (deixaram até de se reunirem com os outros e retiraram suas imagens e começaram a ter a bíblia como única regra de fé e prática), mas infelizmente, com a infiltração dos padres no meio do Movimento, e com a maioria voltando à idolatria, os que resolveram seguir a DEUS saíram de lá; hoje, com a idolatria reinante em seu meio, duvido que recebam esse maravilhoso conhecimento, a não ser que se arrependam de seus pecados e se convertam ao único DEUS e ao único salvador, JESUS CRISTO, sem colocar outro (a) intercessor (a) em Seu lugar.
***É interessante notar que um desviado que já foi Batizado no ESPÍRITO SANTO, quando vai à Igreja e resolve voltar para a comunhão com os irmãos e com DEUS através de um legítimo arrependimento, volta a falar em línguas imediatamente, pois o perdão e a misericórdia de DEUS são dados sem merecimento, pela fé.