Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro

Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro

INTRODUÇÃO

 

Estamos vivendo a última hora do dia, momento de trevas, onde o homem tornou-se insensível a Deus, por causa do pecado. O homem acomodou-se não importando com a sua vida espiritual, mas antes confiando em se e seus argumentos.

DESENVOLVIMENTO

Jesus, nesta parábola, faz uma comparação com os momentos finais, os nossos dias, e faz referência a duas situações. Ele diz; " o reino dos céus será semelhante a dez virgens que..., nós bem sabemos que nesta última hora, surgem várias religiões sobre a face da terra, onde faz menção da Palavra de Deus. Esta última hora será uma hora onde todo o homem terá acesso a esta Palavra.

Cinco eram insensatas tinham as lâmpadas (A Palavra), mas ficou somente com a história, aquilo que o Espírito Santo Operou na igreja primitiva, não tendo a sua experiência nesta hora com o derramar do Espírito Santo

Cinco Prudentes fala de uma igreja que nesta hora está cheia do Espírito Santo. Vivendo uma palavra de poder, pois a sua luz está clareando a sua face.  (Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e luz para o meu caminho).

A palavra diz que o noivo tardou, e todas cochilaram e dormiram há uma grande diferença, dormir confiando em se mesmo (sendo enganado) e descansar, pois a igreja que tem o azeite de reserva, tem o batismo com o Espírito Santo, tem doutrina, tem palavra revelada, nesta hora onde as provas são cada vez maiores, esta igreja ela não dorme, mas descansa no Senhor, (eu dormia, mas o meu coração velava).

CONCLUSÃO

O Espírito Santo anuncia, aí vem o noivo é hora da saída, é hora de manter o nosso coração trasbordante da benção do Senhor, é hora de vigilância. Elas as prudentes entraram para as bodas, e logo depois a insensatas bateram à porta " abre-nos ",. Nisto vemos uma coisa, que salvação não é grito, não é argumento, pois nada disto te identificará diante de Deus, mas a luz da sua candeia. É o Espírito Santo que nos identificará diante do Senhor.

Vigiai, pois estamos vivendo a última hora.

Mais Palavra pastoral: